Olhar Direto

Terça-feira, 21 de maio de 2019

Notícias / Política MT

Maggi rechaça fusão do Mapa com Meio Ambiente e descarta permanecer em gestão Bolsonaro

Da Redação - Érika Oliveira

22 Out 2018 - 15:10

Foto: Rogerio Florentino/Olhar Direto

Maggi rechaça fusão do Mapa com Meio Ambiente e descarta permanecer em gestão Bolsonaro
De malas prontas para deixar a vida pública, ao menos por um tempo, o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) Blairo Maggi (PP) rechaçou a proposta do candidato à presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), de fundir o Mapa com o Meio Ambiente. Em visita a Cuiabá, nesta segunda-feira (22), Maggi desconsiderou continuar à frente da Pasta, conforme vem sendo ventilado: “independente de ser Haddad ou Bolsonaro, ambos são oposição”, justificou. O ministro, no entanto, rogou para que o próximo gestor dê continuidade aos trabalhos que realizou ao longo dos últimos dois anos e meio.

Leia mais:
Em Cuiabá, ministro Carlos Marun diz que saúde em MT viverá novo momento após PSM

“Isso está fora cogitação [reassumir o Ministério]. Eu entendo que somos um Governo que será substituído pela oposição. Independente de ser Haddad ou Bolsonaro, ambos são oposição a este Governo. É muito difícil dar sequência a algum tipo de Ministério quando um Governo de oposição ganha. É impossível? Não. Mas não é trivial. O Ministério da Agricultura esta se preparando para entregar a Pasta no dia 31 de dezembro, com informações do que fizemos e com o que precisa ser feito”, definiu Blairo Maggi, durante visita às obras do novo Pronto-Socorro de Cuiabá.

O ministro explicou, à respeito das criticas que fez ao projeto de Jair Bolsonaro, que o Mapa e o Meio Ambiente exercem atividades divergentes e, “em alguns momentos antagônicas”, sendo, portanto, inviável que um único gestor responda pelas duas Pastas.

Para Maggi, que em outra oportunidade já declarou voto ao candidato do PSL, a proposta carece de revisão. “Eu, que estou lá dentro, não tenho condições de coordenar dois Ministérios tão grandes e de certa forma, em alguns momentos, antagônicos, ainda que suas políticas devam ser comuns ao final. Não só pelas questões da Agricultura, mas, por exemplo, como é que um ministro que defende as questões do campo vai defender licenciamento ambiental em plataforma de petróleo, em alto mar, no pré-sal? Como vai fazer licenciamento de uma usina termoelétrica nuclear? São coisas que, embora tenha o Ibama, no final quem tem que sentar lá é o ministro. Acho que é complicado esse tipo de coisa e acho, inclusive, que deve ser revisto”.

Maggi afirmou, ainda, que a partir de janeiro de 2019, com a saída do Mapa e o fim de seu mandato enquanto senador, do qual está licenciado desde 2016, deverá voltar para Mato Grosso e desenvolver projetos “fora da política” e que evidenciem o potencial do Estado.

“Eu volto para a minha vida privada aqui no Estado e pretendo seguir nessa linha. Pretendo também voltar a visitar alguns lugares, não pela política, mas também para mostrar que Mato Grosso é um estado viável e que o que enfrentamos nesse momento é desequilíbrio de fluxo de caixa”.

 

11 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Rosino(chirrão)
    23 Out 2018 às 08:08

    Ele e seus COLEGUINHAS DO AGRO que nunca pagaram impostos...acabaram com as nossas florestas..FORA motoserrra de ouro!!

  • Justo
    22 Out 2018 às 22:39

    Todos nós somos substituíveis Maggi, o Brasil tem muitas pessoas competentes que pode te substituir com uma mentalidade moderna.

  • MARCOS ANTONIO PEREIRA
    22 Out 2018 às 22:16

    Mais seraaaaaaaaaaa? Olha o foro

  • Joao Bosco Galvão
    22 Out 2018 às 18:47

    Com todo respeito as opiniões acima. Eu tenho uma q diverge dos demais. Acredito q o trabalho desempenhado pelo ministro Maggi foi e esta sendo muito importante. Só gente de cabeça pequena e de pensamento mesquinho não percebe a importância de tudo isso. Leiam, busquem no google e verão que graças ao trabalho e empenho dele a frente da agricultura, a crise q o pais atravessou não foi pior.

  • Sther
    22 Out 2018 às 18:26

    Nossa, não vou conseguir nem dormir direito com essa noticia(sqn). Ja devia ter sumido, aliás não sei nem como conseguiu se eleger a senador, porque o povo tem memória curta!

  • Galdencio
    22 Out 2018 às 17:57

    Já vai tarde. Nossa torcida é que suma da vida pública para sempre e leve consigo os seus cupinchas. MT agradece.

  • Fernando
    22 Out 2018 às 16:59

    Mas o Bolsonaro DISSE que quer que ele permaneça por acaso? Isso parece um pouco de recalque descartar antes de ser descartado...

  • joaoderondonopolis
    22 Out 2018 às 16:23

    Uai!!! achou que iria ficar? Tá com brincadeira.

  • Antônio
    22 Out 2018 às 16:13

    Não é ele que vai deixar o MAPA é pq nosso futuro Presidente não tirá-lo de lá.... simplesmente isso...

  • Elma Nara Bolsonaro
    22 Out 2018 às 16:07

    Sr. Blairo, é o Presidente JAIR BOLSONARO, quem NÃO quer você como Ministro!!! Sacou!? Há OUTROS nomes bem interessantes!!! Obrigada, de nada !

Sitevip Internet