Olhar Direto

Segunda-feira, 30 de novembro de 2020

Notícias / Política MT

Maggi diz que recurso para conclusão do novo PS foi “presente” de Temer por atuação no Mapa

Da Redação - Érika Oliveira

25 Out 2018 - 09:00

Foto: Reprodução

Maggi diz que recurso para conclusão do novo PS foi “presente” de Temer por atuação no Mapa
Prestes a deixar o comando do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o senador Blairo Maggi (PP), que foi um dos responsáveis pela conquista dos R$ 100 milhões que serão utilizados para a conclusão do novo Pronto-Socorro de Cuiabá, explicou que o recurso foi uma espécie de “presente” dado pelo presidente Michel Temer (MDB), como forma de agradecimento à sua atuação no Governo.

Leia mais:
Com 85% de obras finalizadas, novo Pronto-Socorro deve receber equipamentos em 15 dias

“Assim foi feito. Eu disse para ele: ‘sr. presidente, eu gostaria que o senhor me desse um presente pela minha passagem no Governo’. E esse presente foi esse recurso, que não é para mim, mas para a população de Mato Grosso”, disse o ministro, durante visita às obras do novo Pronto-Socorro, que contou também com a presença do ministro-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Marun.

Foi através do empenho de Maggi e do senador Wellington Fagundes (PR) que Cuiabá pôde integrar o programa “Chave de Ouro”, cujo objetivo é aportar recursos para a conclusão de obras de grande impacto na gestão Michel Temer.

O anúncio da vinda da verba, de R$ 100 milhões, foi feito no início do mês passado. De acordo com o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), o presidente da República concordou em fazer o repasse para Cuiabá, com a garantia que até dezembro deste ano a obra fosse lançada.

“Ele perguntou se eu ia entregar ela no final do ano, eu olhei para ele e falei: ‘Presidente, o senhor vai conhecer a garra dos cuiabanos agora. Se JK fez Brasília em cinco anos, até dezembro eu entrego o novo pronto-socorro de Cuiabá se o senhor autorizar os R$ 100 milhões para nós”, afirmou, à época.

“A pessoa que de fato deve ser responsabilizada por este recurso chegar aqui é o presidente Michel Temer, nós fomos instrumento nesse processo. Em uma reunião que tivemos, o presidente designou aos partidos que selecionassem obras que tivessem possibilidade de ser inauguradas ainda na gestão dele, até dezembro deste ano. No Ministério da Agricultura não temos obras, porque somos um Ministério de regulação e de repasses de recursos. Mas eu disse a ele nessa reunião de que nós tínhamos uma obra importante em Cuiabá e que era uma obra que serviria para todo o Estado, além de colocar o nome do presidente da República como responsável por essa conclusão”, explicou Maggi.

Com 85% das obras físicas finalizadas, o novo Pronto-Socorro estará apto a começar a receber os equipamentos ainda este mês.  O novo Pronto Socorro contará com 315 leitos, sendo 40 para Unidades de Terapia Intensiva (UTI), um Centro de Diagnósticos, um Centro Ambulatorial e terá um total de 21 mil metros quadrados de área construída.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet