Olhar Direto

Segunda-feira, 23 de setembro de 2019

Notícias / Cidades

Greve dos caminhoneiros parou MT, provocou histeria coletiva e terminou com confronto em rodovia; relembre

Da Redação - Fabiana Mendes

30 Dez 2018 - 16:40

Foto: Rogerio Florentino/Olhar Direto

Greve dos caminhoneiros parou MT, provocou histeria coletiva e terminou com confronto em rodovia; relembre
Com a reinvindicação da redução no valor do Diesel, a greve dos caminhoneiros durou cerca dez dias e causou escassez de combustíveis, elevou o preço dos alimentos e fez várias pessoas irem às ruas pedindo, entre outras coisas, intervenção militar. No nono dia de manifestação, o Exército Brasileiro e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) precisaram usar a força para desobstruir a entrada de Cuiabá, na BR-364. Balas de borracha e bombas de efeito moral foram usadas para dispersar caminhoneiros que estavam trancando a passagem de veículos.

Relembre os principais acontecimentos do movimento:
 
Em razão da greve e o consequente bloqueio nas bases de distribuição, o abastecimento nos postos ficou comprometido. Com a falta de produto em alguns estabelecimentos, os usuários passaram a procurar outros.
 
Combustível pode acabar nesta quinta em postos de Cuiabá; cinco cidades com escassez
 
A greve também atingiu em cheio os feirantes do Mercado do Porto. Com mercadorias mais caras na distribuidora, muitos tiveram até mesmo que comprar estoque no supermercado. Algumas barracas tiveram que fechar.
 
Batata aumenta 68% e feirante do Porto tem que fechar barraca em decorrência da greve
 
As distribuidoras de gás dos municípios mato-grossenses também sofreram com a greve. Enquanto alguns comerciantes estimam prejuízo de 70% das vendas, outros se aproveitam da demanda para alavancar os preços. Foi possível encontrar em Cuiabá a unidade do botijão sendo vendida a R$ 190.
 
Botijão de gás chega a R$ 190 e presidente do Sinergás vê oportunismo
 
O movimento também ganhou apoio dos motoristas de aplicativo. Eles se uniram na Avenida Miguel Sutil, na altura da Ponte Nova, em Cuiabá, contra o aumento de combustível.

Exército dispara bombas de gás e balas de borracha contra caminhoneiros em Cuiabá; veja imagens

Imagens exclusivas registradas por Rogério Florentino Pereira, repórter fotográfico do Olhar Direto, mostram o momento em que o confronto aconteceu no 9º dia de manifestação. Instantes antes da intervenção das forças armadas, caminhoneiros que tentavam deixar os pontos de protestos vinham sendo hostilizados e até mesmo apedrejados por outros manifestantes infiltrados, que não aceitavam o acordo do Governo Federal.



Representante vê conquista histórica e promete volta de greve se Temer não cumprir acordo

Um dos representantes do grupo de caminhoneiros, Gilson Baitaca (Movimento dos Transportadores de Grãos - Mato Grosso), afirmou que todas as propostas da categoria foram cumpridas pelo presidente Michel Temer e que o acordo foi fechado. Porém, afirmou que existe uma ala que pede a derrubada do peemedebista e, por conta disto, eles ainda continuaram a manifestar nas rodovias de todo o país. 

Representante vê conquista histórica e promete volta de greve se Temer não cumprir acordo
 
No décimo dia de greve, Petrobrás anuncia aumento da gasolina nas refinarias
 
A Petrobrás anunciou reajuste no preço da gasolina nas refinarias. Segundo a estatal, o combustível tipo A subiria de R$ 1,9526 para R$ 1,9671 (valor sem tributos), o que equivale um reajuste de 0,74%. O anúncio foi feito no dia em que a paralisação completou dez dias e começou a perder força, por conta das desobstruções feitas pelas forças de segurança.

No décimo dia de greve, Petrobrás anuncia aumento da gasolina nas refinarias

Sindicato pede fim de greve e que caminhoneiros acreditem em promessas do governo
 
No décimo dia da greve, o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas do Estado de Mato Grosso (Sindmat), Eleus Vieira de Amorim, pediu que os caminhoneiros autônomos finalizassem a greve. “O Sindmat vem solicitar a categoria de transportadores autônomos de cargas que encerre o protesto que se iniciou na data de 21 de maio de 2018. Entendemos que o Governo Federal cedeu aos pedidos efetuados pela CNTA, e não vemos mais motivos para a continuidade deste protesto”, diz trecho da nota.

Confira também outras notícias sobre o assunto: 

Ubers apoiam greve de caminhoneiros e fazem carreata em Cuiabá; veja vídeo
 
Sem combustível, transporte coletivo pode parar na segunda-feira; frota é reduzida para 50%
 
Onze hospitais que interromperam cirurgias eletivas durante greve dos caminhoneiros voltam a operar
 
Aeroporto de Cuiabá tem oito voos cancelados
 
No 9º dia de greve, caminhoneiros manifestam em 30 pontos de rodovias em MT

Pré-candidata ao Senado elogia ação com bombas e balas de borracha contra manifestantes

 
Governo garante volta de abates em frigorífico após uma semana de paralisação
 
“Paga-se R$ 6 na cerveja e quatro e pouco no litro de gasolina, nós somos ladrões?”, questiona Locatelli

 Sindicato aponta que prejuízos em frigoríficos atingem cifras absurdas com greve de caminhoneiros

Sob relatoria de Valtenir, preço mínimo do frete já havia sido aprovado pela câmara


PRF escolta 150 mil litros de combustível e aeroporto volta a funcionar normalmente
 
Temer sanciona MP do frete rodoviário e mantém multas aplicadas durante greve dos caminhoneiros
 
Três meses após fim da greve dos caminhoneiros, Petrobras aumenta preço do diesel

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet