Olhar Direto

Quarta-feira, 17 de julho de 2019

Notícias / Política MT

Governo de MT quer aprovar reforma tributária e aumentar alíquota previdenciária ainda no 1º semestre

Da Redação - Lucas Bólico/ Carlos Gustavo Dorileo

04 Fev 2019 - 10:07

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Governo de MT quer aprovar reforma tributária e aumentar alíquota previdenciária ainda no 1º semestre
O governador Mauro Mendes (DEM) enviou Mauro Carvalho, chefe da Casa Civil, para sessão solene de abertura dos trabalhos da Assembleia Legislativa em 2019, na manhã desta segunda-feira (4). O interlocutor político do governo afirmou em entrevista concedida na AL que as cinco primeiras mensagens do Executivo que constam do “Pacto por Mato Grosso” são só uma parcela das reformas previstas para o primeiro semestre deste ano.

Leia também:
Mauro Carvalho: o amigo da juventude que se tornou braço direito de Mauro Mendes no Paiaguás
 
Está no plano go governo encaminhar nos próximos meses texto que sobe de 11% para 14% a alíquota de contribuição previdenciária dos servidores públicos. “São vários desafios que nós temos ao longo desses 4 anos. O MT Prev é mais um desses desafios é nós temos que fazer os ajustes necessários pra encontrar o equilíbrio do MT Prev nesses próximos quatro anos”, argumentou Carvalho.  
 
Para o chefe da Casa Civil, a alteração deve ser aprovada no Legislativo sem grandes dificuldades. “Não acredito que nós tenhamos nenhum tipo de problema porque a maioria dos estados brasileiros já pratica essa alíquota, Mato Grosso não poderia ser diferente”.
 
Paralelamente à discussão em Mato Grosso, inicia-se nas próximas semanas as discussões no legislativo sobre a reforma previdenciária que deve ser proposta pelo Governo Federal.  Uma possível aprovação de uma reforma em MT antes da nacional, de acordo com Mauro Carvalho, não traria qualquer tipo de problema para o texto local, uma vez que há um alinhamento de ideias.
 
“Esse já é um alinhamento até baseado no que o governo federal tem feito em outros estados. Então nós estamos realmente nos alinhando para que a gente também participe da tão sonhada reforma da previdência no estado brasileiro”.
 
Outra reforma que está sendo gestada no Palácio Paiaguás é a tributária. A equipe econômica do governo, capitaneada pelo secretário de Fazenda Rogério Gallo, deve apresentar uma proposta nas próximas semanas. “Com certeza ela vai ser implantada no primeiro semestre de 2019”, projeta Carvalho.
 
Para o secretário, todos os projetos são importantes para o Executivo e os textos do “Pacto por Mato Grosso” iniciaram as reforma necessárias para reequilibrar as finanças do Governo de Mato Grosso.
 
“Os primeiros cinco projetos de leis que foram encaminhados já fazem parte dessas pautas importantes. É lógico que nós teremos outras extremamente importantes ao longo do ano que deverá ser encaminhado principalmente nos primeiros semestres. Não tem como o governo ficar aguardando muito tempo para colocar essas reformas implantadas neste ano”.
 
O “Pacto por Mato Grosso” foi encaminhado pelo Executivo em janeiro e aprovado pela AL com algumas emendas ainda na legislatura passada. Constam das alterações mudanças no critério de pagamento da Revisão Geral Anual do funcionalismo público, reforma administrativa que reduziu o número de secretarias e a Lei de Responsabilidade Fiscal Estadual, que controlará gastos e prevê a extinção de empresas públicas.

40 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • JOAO
    05 Fev 2019 às 09:58

    VOU FAZER UMA ESTIMATIVA QUANTO O EXECUTIVO DEVERIA REPASSAR PARA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE MT. SALÁRIO DO DEPUTADO:R$ 3.000,00 VI:R$ 2.000,00 TOTALIZANDO R$ 5000,00 X 24= 120.000,00 CUSTOS COM PRÉDIO E FUNC DA ASSEMBLEIA 30.000,00 TOTAL GERAL=R$ 150.000,00 MENSAL, MAS ME PARECE QUE O REPASSE É EM TORNO DE MILHÕES, AI O POVO NÃO AGUENTA BANCAR ESSES CARAS, SÓ FALEI DA ASSEMBLÉIA POR ENQUANTO.

  • Gonçalo Poconé
    05 Fev 2019 às 08:40

    Víxe ! É só falá em reforma qui a turma du Sinduscon fica toda assanhada pensano qui é reforma de prédio du guvernu.

  • Alberto
    05 Fev 2019 às 08:18

    Jorge Henrique, realmente o salário do servidor público é maior do que o da iniciativa privada, mas nada impede de você enfrentar um concurso público, para isso é preciso estar muito bem preparado, o que talvez não seja o seu caso, pois a disputa é muito concorrida, maior do que dos vestibulares. Quanto à iniciativa privada, lute por melhores salários, não seja explorado por empresários gananciosos.

  • Servidor
    05 Fev 2019 às 07:13

    Vinicius Tenuta... se vc acha que servidor público é marajá... vai estudar pra concurso

  • Dai
    05 Fev 2019 às 06:17

    Bozonocoxo então vc trabalha de verdade né, e servidor público estadual não? Vamos aumentar a alíquota do imposto sobre o seu salário para 14% talquei? Agora era só o que faltava mesmo... idolatria à político!

  • Jean
    05 Fev 2019 às 00:23

    Engraçado, pra reforma previdenciária a fala ja está pronta mas pra reforma tributária não? Nossa, tem que prender todos os servidores do executivo, só roubaram e saquearam nos ultimos 30 anos os cofres públicos ?????????????????? Reforma tem que começar de cima pra baixo senhores.

  • Carlos A. Oliveira
    04 Fev 2019 às 21:33

    mentiu para o funcionalismo para ganhar votos. O funcionalismo vai dar o troco

  • Tainá
    04 Fev 2019 às 21:22

    Só nos resta GREVE GERAL!

  • vitoria
    04 Fev 2019 às 19:23

    cadê os sindicatos ficaram todos quietos, não falam nada, que calamidade financeira que só um setor que tem que pagar por todos, esse governo já passou dos limite não podemos aceitar, passa por essa humilhação. agora mais essa de aumentar aliquota da previdência.

  • João de BG
    04 Fev 2019 às 16:53

    Gallo deixou tudo pronto pra esse aí só assinar. Com um mês de governo e quantas medidas contra o servidor público!!? Alguém ouviu falar sobre taxação do agro? Da diminuição do valor que o Estado repassa aos poderes? Da extinção de verba indenizatória aos que ganham Bem? Bater em cachorro manco todo mundo consegue. A sua hora vai chegar, igual a do Pedro malvadeza.

Sitevip Internet