Olhar Direto

Quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Notícias / Política MT

Entre Fábio Garcia e Botelho, Mendes desconversa e deixa Prefeitura de Cuiabá para 2020

Da Redação - Érika Oliveira

24 Abr 2019 - 18:00

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Entre Fábio Garcia e Botelho, Mendes desconversa e deixa Prefeitura de Cuiabá para 2020
O governador Mauro Mendes (DEM) optou por se manter, ao menos por hora, em cima do muro quando questionado sobre quem deveria representar o Democratas na disputa pela Prefeitura de Cuiabá, no próximo ano. Entre os cotados, estão dois aliados de primeira ordem: o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho, e o ex-deputado federal Fábio Garcia. Diante da insistência dos jornalistas, com bom humor, Mendes disse que irá informar sua predileção apenas em 2020.

Leia mais:
Jayme vê Botelho em condições de disputar Cuiabá ou VG e diz que Fábio Garcia também é opção

“Não conversei com o Botelho sobre isso até o presente momento. Se ele me pedir um conselho, vou pensar no que vou falar para ele”, brincou o governador. Perguntado se tinha preferência entre o chefe do Legislativo ou Garcia, completou: “Essa é uma resposta muito boa, mas ela só vai ser dada em 2020”.

Estratégia adotada no ano passado, nas eleições que elegeram Mauro Mendes governador, deve ser novamente utilizada pelo Democratas no próximo pleito, quando deixou o anúncio dos candidatos pelo partido no tempo limite da convenção.  

Botelho, que está em seu segundo mandato como deputado estadual, afirmou que está pronto para entrar na disputa, seja para concorrer à Prefeitura de Cuiabá ou de Várzea Grande.

Já Fabio Garcia permanece afastado da política desde o fim de seu mandato como deputado federal. Ele se elegeu suplente de senador na chapa com Jayme Campos.

No último ano, Garcia anunciou que iria se distanciar da vida pública para dedicar-se às empresas de sua família. No entanto, permanece na presidência regional do DEM e suscitou comentários sobre uma possível candidatura à Prefeitura de Cuiabá desde que passou a adotar um tom mais critico à atual gestão, de Emanuel Pinheiro (MDB).

Habitualmente reservado, Mendes frisou que não tem dedicado tempo ao assunto. “Eu tenho muitas atribuições, certamente uma delas é a parte política. Eu sou um agente publico, cheguei aqui através da política, das eleições, reconheço o papel importante que a política tem no dia a dia do Estado, de um país democrático. Mas, eu não tenho ela [a política] como principal prioridade. A minha prioridade é cuidar dos problemas do Executivo. Acompanho com o Fabio, falo com alguns companheiros, mas não gostaria nesse momento de ficar falando sobre assuntos político-partidários”, finalizou.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Zeca
    24 Abr 2019 às 19:24

    Nenhum , Cuiabá não merece essas curva de rio.

  • jose
    24 Abr 2019 às 19:01

    esse é igual o silval mt não merece esse

Sitevip Internet