Olhar Direto

Sábado, 26 de setembro de 2020

Notícias / Política MT

Reunião da bancada sobre contingenciamento na UFMT termina com bate-boca e denúncia contra ministro

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

04 Jun 2019 - 12:00

Foto: Assessoria/MEC

Reunião da bancada sobre contingenciamento na UFMT termina com bate-boca e denúncia contra ministro
Audiência realizada na semana passada no Ministério da Educação para tratar do desbloqueio dos financiamentos das universidades e institutos federais de Mato Grosso precisou ser interrompida por conta de um bate-boca entre o ministro Abraham Weintraub e a deputada federal Rosa Neide (PT-MT).

Leia também
Prefeitura afirma não ter sido chamada para reuniões e reafirma compromisso de ajudar Santa Casa


Participaram da reunião o deputado estadual Thiago Silva (MDB); os senadores Wellington Fagundes (PR) e Jayme Campos (DEM); os reitores da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Myrian Serra e do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), Willian Silva de Paula; e os deputados federais Leonardo Albuquerque (SD), Neri Geller (PP), além de Rosa Neide.

De acordo com a parlamentar petista, a discussão iniciou após o ministro tentar comprar votos dos deputados e senadores oferecendo de R$ 10 milhões a R$ 15 milhões, por intermédio de emendas parlamentares, em troca de votos favoráveis à Reforma da Previdência (PEC 06/2019).

Segundo a deputada, o ministro ainda disse que o recurso destinado aos parlamentares pode ser direcionado para resolver o problema das universidades e institutos.

O ministro, em resposta, atacou o partido da deputada, citando escândalos recentes de corrupção. Ele afirmou que se o recurso de R$ 2,5 bilhões desviados da Petrobrás vir para o MEC, como foi recomendado pela procuradora-geral da República Raquel Dodge, as universidades serão beneficiadas.

Parlamentares que participavam da audiência garantiram que após o confronto não houve mais clima para continuar com o debate.

No dia 30 de abril, a deputada formalizou a denúncia de tentativa de compra de votos dos parlamentares mato-grossenses durante reunião da Comissão Especial da Reforma da Previdência, na Câmara Federal.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet