Olhar Direto

Terça-feira, 15 de outubro de 2019

Notícias / Picante

Arcanjo sem tornozeleira

O Sistema Penitenciário informou retirada de monitoramento do "comendador"

Da Redação

14 Jun 2019 - 14:00

Foto: PJC-MT

Arcanjo sem tornozeleira
O Sistema Penitenciário informou ao juiz Geraldo Fidelis, da Vara de Execução Penal de Cuiabá, a retirada da tornozeleira eletrônica instalada no bicheiro João Arcanjo Ribeiro. O equipamento foi removido após o reeducando ser preso preventivamente por suposta reincidência em crimes ligados ao jogo do bicho. Caso consiga revogar a detenção, tornozeleira será reinstalada. Arcanjo cumpre pena em regime semiaberto. O bicheiro foi autorizado a sair da cadeia em fevereiro de 2018 sob condição de monitoramento e recolhimento domiciliar noturno. Porém, o reeducando foi preso preventivamente no dia 29 de maio de 2019, durante a Operação Mantus, deflagrada Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Fazenda e Crimes Contra a Administração Pública (Defaz) e da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO). Conforme revelado por Olhar Jurídico, o bicheiro João Arcanjo Ribeiro pediu livramento condicional para cumprir em liberdade punições dos processos já sentenciados. O livramento condicional, caso acatado pela Vara de Execução, dura até a extinção da pena.

Mais Picantes

Sitevip Internet