Olhar Direto

Segunda-feira, 22 de julho de 2019

Notícias / Política MT

Bem-sucedido na Educação em Lucas, Pivetta diz que servidores do Estado precisam enxergar crise

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo / Do Local - Erika Oliveira

18 Jun 2019 - 08:19

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Bem-sucedido na Educação em Lucas, Pivetta diz que servidores do Estado precisam enxergar crise
Definido como o candidato a vice-governador do Estado na chapa encabeçada por Mauro Mendes (DEM) na eleição de 2018 e usando como trunfo o sucesso que conseguiu na Educação na cidade de Lucas do Rio Verde, o ex-prefeito Otaviano Pivetta (PDT) disse que os professores do Estado, hoje em greve, precisam estar dispostos a enxergar a difícil situação financeira de Mato Grosso para haver um entendimento que botará fim na paralisação.

Leia também
Em MT, ministro da Infraestrutura garante que Estado será o que mais receberá investimentos


No cargo de vice-governador há pouco mais de cinco meses, Pivetta afirmou que o Estado está sendo honesto e transparente com os servidores da Educação e que inclusive vem apresentando mês a mês o fluxo de caixa, deixando claro que não existe a possibilidade de conceder o reajuste salarial, que é direito da categoria.

“Nós pegamos o Estado há menos de seis meses e a situação financeira todo mundo sabe. Nós estamos publicando mensalmente o fluxo de caixa para não ter dúvidas. Mas acredito que não é o momento de fazer uma queda de braço, nem de se fazer greve. Foi implorado para que não acontecesse, mas nós respeitamos, pois é um setor muito importante e acreditamos que em breve vai haver um entendimento”, disse Pivetta durante visita do ministro da infraestrutura Tarcísio de Freitas à Rondonópolis, na sexta-feira (14).

Para Pivetta, a única saída no momento seria os servidores enxergarem que o Estado não tem condições financeiras para atender às reivindicações da classe como o chamamento de concursado para as vagas livre, cumprimento da Lei nº 510/2013 e pagamento dos restos a pagar da RGA de 2018 para assegurar Lei da Dobra do Poder de Compras dos profissionais da Educação.

“No momento em que nós todos tivermos uma visão, ou a disposição de olhar a verdade sobre os números de Mato Grosso, vai haver entendimento. É fácil perceber que não é possível, a lei não permite e não temos recursos para aumentarmos despesas. Não quero tecer nenhuma crítica, só acho que foi muito precipitado e precisa ser equacionada esta situação. Alguém vai ter que ceder. O Governo está proibido por lei de aumentar despesas e também não tem disponibilidade de recurso”, finalizou.

Os profissionais da educação de Mato Grosso entraram em greve por tempo indeterminado no dia 27 de maio. Os professores querem que o Governo apresente uma proposta para a reivindicações da categoria, no entanto, a administração estadual já os informou que não tem dinheiro para atender ao pedido dos servidores.

No segundo dia da paralisação, o Governo comunicou que iria cortar o ponto dos servidores que aderiram a greve, obedecendo a uma determinação do Supremo Tribunal Federal (STF).

Nesta semana, após se reunir com líderes do sindicato dos servidores, o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM), garantiu que irá se reunir nos próximos dias com o governador Mauro Mendes, para trabalhar em uma alternativa para conceder o reajuste no futuro.

9 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Pedro Mota
    18 Jun 2019 às 13:28

    Governador Mauro Mendes, não faça quaisquer acordo que não possa ser cumprido, ainda, em deprimento de outros. Governador, sem queda de braço, mas não seda as pressões externas.

  • Celia
    18 Jun 2019 às 11:16

    Gladston vc com certeza é mais um pobre de direita que não tem na vida uma plantação de mandioca e acha que é amigo desses sujeitos...acorda seu besta ..para de lamber as botas desses caras..se eles pudessem arrancavam mais ainda o coro do pobre ...pobre de direita ho raça infame...puxa saco de rico..tenho nojo

  • joaoderondonopolis
    18 Jun 2019 às 10:30

    Se MM tirasse 30% dos incentivos fiscais, a situação estava resolvida, inclusive MM não estaria pleiteando empréstimo, estava cumprindo rigorosamente pagando em dia, a renúncia de receita em MT é muito grande. Vorta Silval.

  • Consciente
    18 Jun 2019 às 10:29

    Esse Bolsonaro está transformando o Brasil em uma VENEZUELA! Autoritário, incompetente, extremista. A única diferença é a cor da camiseta! Precisa esperar pra ver?

  • JORGE LUIZ
    18 Jun 2019 às 10:24

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • gilberto
    18 Jun 2019 às 10:06

    Célia Matou a charada se o cara fosse essa competência toda teria se reelegido mas já que não consegue mais enganar na sua casa vai criar confusão na do vizinho.

  • Gladston
    18 Jun 2019 às 09:14

    Essa petralhada não quer enxergar nada não Pivetta, eles só querem é tumultuar, como sempre fizeram!

  • AVANÇA LOGO MT
    18 Jun 2019 às 09:03

    LA TEM RESULTADOS AQUI O ENSINO ESTÁ MUITO FRACO

  • Celia
    18 Jun 2019 às 09:01

    Tão bem.sucedido que não se reelegeu ..o site devia mandar.o estagiário pra Lucas do Rio Verde e perguntar pros moradores de lá onque acham do pivetta ...agora quer construir escola a custo de banana ...arrogante ..se acha ...agora anda a tira colo com.seu.cachorrinho pinscher Caveirinha seu assessor especial ...vai te catar ....cara chato.

Sitevip Internet