Olhar Direto

Terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Notícias / Cidades

Empresários reclamam de assaltos em avenida de Cuiabá; vítima já 'perdeu' R$ 90 mil

Da Redação - Thaís Fávaro

21 Jul 2019 - 14:00

Foto: Rogério Florentino/ Olhar Direto

Empresários reclamam de assaltos em avenida de Cuiabá; vítima já 'perdeu' R$ 90 mil
Comerciantes da avenida Carmindo de Campos, em Cuiabá, denunciam os constantes furtos que ocorrem na região. Os empresários criaram um grupo no WhatsApp onde relatam as tentativas de invasão, que acontecem em pelo menos um estabelecimento a cada semana. Preocupados, os empresários cobram maior presença da Polícia Militar e rondas na região durante a madrugada, onde a incidência de invasão é maior. Um dos empresário relatou que amarga prejuízos que chegam a R$ 90 mil.

Leia mais
Criminoso rouba Nissan March e faz vítima refém em Cuiabá
 
Um dos empresários, que preferiu não divulgar o nome, tem um comércio no ramo de maquinas e ferramentas e contou ao Olhar Direto que já foi vítima de furto diversas vezes. Na última invasão, ocorrida na madrugada em abril, os criminosos levaram diversas maquinas e equipamentos gerando um prejuízo de aproximadamente R$ 40 mil.

“Eu recuperei cinco máquinas que os policiais encontraram durante abordagem em uma boca de fumo. O valor desses cinco aparelhos não chega a R$ 1 mil. Foi só isso, não teve nem investigação. A polícia veio aqui e pegou as digitais, mas o caso não teve solução”, afirma.

“O problema que temos aqui na Carmindo é a falta de rondas na madrugada. No dia que fomos furtados os vizinhos chamaram a polícia por volta das 3h da manhã quando eles ouviram os barulhos. A polícia apareceu aqui já era 7h, falaram que demoraram por falta de viatura”, completa.

Após diversos assaltos e um prejuízo de mais de R$ 90 mil em equipamentos e para arrumar os estragos deixados pelos criminosos, o empresário Otávio Veiga, dono da loja Pindorama Máquinas e Ferramentas precisou investir cerca de R$ 50 mil em equipamentos de segurança para evitar novos arrombamentos.



“Já faz algum tempo que os criminosos entram pelo telhado e também fazem buraco na parede. Andei investindo em mais segurança privada consegui evitar mais prejuízo. Cheguei a colocar uma faixa aqui na frente realmente para chamar atenção das autoridades, pois não conseguia mais trabalhar. Iriamos fechar a loja e mudar para outro país”, lembra. Otávio afirma que desde o inicio do ano a loja sofreu algumas tentativas de assalto, mas o sistema de segurança conseguiu evitar a ação dos criminosos.

Diversos comerciantes utilizam o grupo de WhatsApp para relatar insegurança, medo de novos arrombamento e alertar sobre qualquer atitude suspeita na região. Em resposta a assessoria da Polícia Militar enviou uma nota informando que irá reforçar as rondas comerciais e fará serviços complementares de monitoramento.

Veja a nota na íntegra;

"Na Avenida Carmindo de Campos a Polícia Militar mantém um serviço de ronda comercial, com viatura que faz o policiamento voltado à segurança do comércio local – patrimônio, trabalhadores e consumidores. 

O comando do 1º Batalhão, unidade que atende essa região, informa que reforçará as rondas comerciais e fará serviços complementares de monitoramento.  

A PMMT, por meio do 1º BPM, também se coloca à disposição dos comerciantes para discutir e os orienta a informar situações suspeitas e outras que possam contribuir com a prevenção e repressão à criminalidade.

Além do telefone geral do Cisop, o 190, a PM dispõe do disque-denúncia 0800.65.3939, pelo qual podem ser repassadas informações sem a necessidade do informante se identificar".

8 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Bela
    22 Jul 2019 às 21:25

    Tudo nesse país pagamos dobrado... Se queremos segurança temos que pagar segurança particular, atendimento médico temos que ter plano de saúde, escola temos que pagar particular, fico me perguntando até quando? Pq nesse país infelizmente a razão é do bandido

  • Walter
    22 Jul 2019 às 09:36

    Senhores, não se preocupem, vamos fazer mais 15 blitz da lei seca essa semana para aumentar a segurança. Abraços. Tchau Brigado

  • alexandre
    22 Jul 2019 às 06:27

    Tem PM a rodo, na casa civil e no TJ..

  • Marcelo Veiga
    22 Jul 2019 às 04:21

    Aqui no bairro bandeirantes está ocorrendo uma onda de assaltos, moro aqui a 6 anos e é Raro ver polícia fazendo ronda, isto é uma reclamação de todos os comerciantes ! Governador , cadê a segurança pública que é uma OBRIGAÇÃO do estado ?

  • Zico
    21 Jul 2019 às 18:25

    Cosme vc deve ser um derrotado, está achando que um comércio que tem um patrimônio acima de 15 milhões não tem condições de investir 50 mil? O ideal é não precisar.

  • araponga
    21 Jul 2019 às 16:03

    Taxa Tacin, Taseg entre outras, retorno em segurança é Zero tendo o empresário que pagar duas vezes para se ter segurança no patrimônio que gera emprego.

  • cosme bezerra da silva
    21 Jul 2019 às 15:35

    50 mil em seguranca, com no maximo 5 mil qualquer loja do seu porte evitaria prejuizo. Eita reportagem fantasiosa ou o empresario acha que o leitor e trouxa..

  • trabalhador
    21 Jul 2019 às 14:29

    chega precisamos de proviencias rondas nas ruas o comercio fechando não ageuntam mais os trabalhadores com medo panico autoridades olhem por nos agora os miliantes os desocupados estão nas ruas armados e motorizados blitz nas ruas rondas nas avenidas carmindo de campo, areão,lixeira,prainha getulio vargas ,praça bispo, façam uma varredura nos pontos de onibus entrada e saida dos bairros em carros pelo amor de Deus araes .dom aquino pedimos socorro,

Sitevip Internet