Olhar Direto

Domingo, 15 de dezembro de 2019

Notícias / Política MT

Familiares de ex-governador Silval Barbosa seguem filiados ao MDB

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

21 Jul 2019 - 10:11

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Familiares de ex-governador Silval Barbosa seguem filiados ao MDB
Familiares de Silval Barbosa, ex-governador do Estado condenado a mais de 13 anos por corrupção e desvio de dinheiro dos cofres públicos, continuam filiados ao partido Movimento Democrático Brasileiro (MDB), segundo consta o cadastro registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Leia também
Governador enfrenta ameaça de obstrução e diz que atender grevistas seria irresponsável


Conforme a relação de filiados disponibilizada pelo TSE, Antônio da Cunha Barbosa e Joana da Cunha Barbosa, pais de Silval, seguem com o registro regularizado no MDB desde quando se filiaram, no ano de 1999, com o domicílio eleitoral em Matupá.

O irmão caçula do ex-chefe do Executivo, Antonio da Cunha Barbosa Filho, que também participou do acordo de delação premiada com a Procuradoria Geral da República (PGR) sobre os esquemas de corrupção no Governo também está filiado no partido desde 1999, com domicílio eleitoral em Matupá, assim como os pais.

Além de Antônio, que é conhecido como ‘Toninho’, o irmão de Silval, Claudio da Cunha Barbosa também figura como membro regular do MDB de Matupá desde o ano de 2002.

O sobrinho do ex-governador, Antonio da Cunha Barbosa Neto, do mesmo modo segue filiado, assim como o médico Rodrigo da Cunha Barbosa, filho de Silval, que é filiado ao MDB de Cuiabá desde 2011.

O filho, assim como o tio Antonio da Cunha Barbosa Filho, também firmou acordo de delação premiada. O médico chegou a ser preso na terceira fase da operação Sodoma por envolvimento em um esquema de fraudes fiscais. Ele ficou detido por pouco mais de um mês no Centro de Custódia de Cuiabá (CCC) e foi solto após pagar fiança de R$ 528 mil.

Eleito como o 54° governador de Mato Grosso, Silval teve seus direitos políticos suspensos. Ele se filiou ao MDB de Matupá no ano de 2002 e se desfiliou em 2017, no mesmo ano em que foi solto. Atualmente ele cumpre o regime semiaberto na cidade de Matupá, onde já foi prefeito.
 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet