Olhar Direto

Sexta-feira, 22 de novembro de 2019

Notícias / Ciência & Saúde

Após recolhimento de lote, vacina para tétano, influenza e hepatite está em falta em Cuiabá

Da Redação - Fabiana Mendes

29 Ago 2019 - 10:06

Foto: Gustavo Duarte

Após recolhimento de lote, vacina para tétano, influenza e hepatite está em falta em Cuiabá
A vacina pentavalente, que protege contra difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e haemophilus influenza B, está em falta em algumas unidades de saúde de Cuiabá. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) explicou que 3,2 milhões de doses, produzidas pela empresa indiana Biological, foram interditadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária neste mês de agosto. 

Leia mais:
Baixa umidade do ar deixa Mato Grosso em alerta; veja orientações de especialista

A escassez das doses está atingindo o Sistema Único de Saúde (SUS) de diversos estados do país. Dessa forma, o Ministério da Saúde explicou, por nota técnica emitida aos estados e municípios, que a falta da vacina se deu porque as doses foram interditadas.

O laboratório teria descumprido requisitos de qualidade e isso culminou na solicitação de recolhimento e substituição das vacinas por parte da Organização Pan-Americana de Saúde.

De acordo coma Responsável Técnica de Imunização de Cuiabá, Sandra Horn, a previsão é que tudo se normalize em até 40 dias. “O Ministério Informou que estimativa de regularização é até outubro. Isso porque, nove milhões de doses adquiridas este ano, estão em processo de chegada para posterior distribuição e reabastecimentos das salas de vacinas, incluindo Cuiabá”, frisou Horn.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Orlando Antunes
    29 Ago 2019 às 15:08

    Votaram no Bolsonaro? Aguentem caladinhos.

  • Luísa Sousa
    29 Ago 2019 às 14:24

    Culpa de Bolsonaro que está contingenciando gastos para nomes filho embaixador.

Sitevip Internet