Olhar Direto

Terça-feira, 22 de outubro de 2019

Notícias / Cidades

Coordenador da Sema é preso em operação contra desmatamento ilegal; carros de luxo apreendidos

Da Redação - Fabiana Mendes / Da Reportagem Local - Wesley Santiago

16 Set 2019 - 10:40

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Coordenador da Sema é preso em operação contra desmatamento ilegal; carros de luxo apreendidos
O coordenador da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), Ronnky Chaell Braga da Silva, 37 anos, foi preso temporariamente, na manhã desta segunda-feira (16), pela Polícia Civil e pelo Ministério Público Estadual (MPE) na sexta fase da ‘Operação Polygonum’. No total, são 12 mandados de prisão e 13 de buscas, totalizando 25 ordens judiciais expedidas. Durante cumprimento dos mandados, carros de luxo como BMW e uma Toyota SW4 foram apreendidos. 

Leia mais:
Empresários, servidores e engenheiros são alvos de operação contra desmatamento ilegal

Natural de Rondônia, Ronnky Chaell é engenheiro florestal e já foi candidato a deputado estadual em 2014 pelo Partido Social Cristão. Ele foi designado para responder pela Superintendência de Gestão Florestal (SUGF), entre os dias 10 e 23 de setembro, em substituição à superintendente que iria usufruir de férias, conforme publicação do Diário Oficial do Estado (DOE), da última quarta-feira (11).
 
As investigações indicam que proprietários de imóveis rurais, através de engenheiro florestal, estariam fraudando o sistema ambiental com relatórios ambientais inidôneos. O imóvel localizado em bioma amazônico, por exemplo, pode ser desmatado em apenas 20%. Contudo, se a tipologia florestal for de Cerrado, o proprietário tem direito a desmatar 65%.
 
Com um relatório falso aprovado pela Sema é possível desmatar mais do que o triplo permitido pelo Código Florestal. Assim, uma fazenda de 10.000 hectares, localizada no bioma amazônico, poderá desmatar 4.500 hectares a mais com o relatório fraudado aprovado pela Sema. Essas informações ficam registradas no sistema e, com o uso de imagens de satélite e outras ferramentas tecnológicas, podem ser auditadas em qualquer momento, mesmo após os desmatamentos.
 
Ainda, durante o minucioso trabalho realizado por equipe de analistas da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), em apoio às fases anteriores da Operação Polygonum, foi possível o cruzamento de informações, auxiliando no presente trabalho investigativo.
 
A sexta fase da operação, com foco na tipologia de áreas, é resultado das investigações realizadas pela  Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema) e o Ministério Publico Estadual, com apoio do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e da Sema.
 
Os inquéritos policiais instaurados para a apuração dos fatos encontra-se sob segredo de justiça, os quais apuram as práticas de organização criminosa (art.2º, da Lei 12850/13), falsidade ideológica (art.299, do CP), inserção de dados falsos no Sistema da Administração Pública (art.313-A, do CP), descumprimento de obrigação de relevante interesse ambiental (art. 68, da Lei 9605/98),fraude em procedimento administrativo ambiental (art.69-A, da Lei 9605/98), dentre outros.

10 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • josé
    17 Set 2019 às 13:49

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • pedro Souza
    17 Set 2019 às 08:38

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Josefredo
    16 Set 2019 às 19:18

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Jonelson 24
    16 Set 2019 às 13:36

    É membro da associação matogrossense dos engenheiros florestais!!!

  • Lucas
    16 Set 2019 às 13:33

    Um dia a casa cai, a justiça nunca falha.

  • Renata
    16 Set 2019 às 13:04

    O Sr Ronnky, além de ostentar belíssimos carros de luxo, tbm ostenta uma grandiosa casa nos Florais.

  • SOCIEDADE ( di olho )
    16 Set 2019 às 11:29

    Aqui no KAI NA ÁGUA NO (((CRISTO REI-VG))) eu vi foi UMA VIATURA DA AMBIENTAL com 1 OFICIAL ESPOSA deixou ele e cai de Choop no KAI N´ÁGUA - Cristo Rei - VG kkk Ainda a Motorista era uma MULHER ...Será que o COMANDANTE sabe disso???? Nos a Sociedade Sabemos e Vimos..

  • Oto
    16 Set 2019 às 11:29

    Próxima ação da polícia com presos por corrupção na sema.2020 2021 2022 2023 ... alguém duvida?

  • valdinei mendes
    16 Set 2019 às 11:21

    Temos um deputado que todos os dias acusá as ONG por destruição na floresta. Agora sabe como a nossa floresta tem sido destruída. Ele nos representa na câmara federal, mas na realidade ele so sabe bajula o presidente. Foi um péssimo senador.

  • Antônio
    16 Set 2019 às 11:01

    Se comentar qualquer coisa contra este cara seu comentário não será divulgado, como em todos os casos .