Olhar Direto

Quarta-feira, 23 de outubro de 2019

Notícias / Cidades

Esposa de PM envolvido nos 'grampos' levou celular na prisão

Da Redação - Patrícia Neves

18 Set 2019 - 18:31

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Esposa de PM envolvido nos 'grampos' levou celular na prisão
A delegada Ana Cristina Feldner, da Polícia Civil, interrogou na tarde desta quarta-feira (18) a esposa do Cabo Gerson Correa, para esclarecimentos nas investigações de um esquema clandestino de  escutas, batizado de 'Grampolândia Pantaneira. A mulher levou um aparelho celular ao policial quando ele estava preso em um batalhão da PM, de acordo com a Polícia Civil. O cabo foi encarcerado por duas vezes em maio de 2017 e outubro de 2018.

Leia mais:
Cabo afirma que ex-chefe da Casa Civil financiou grampos ilegais e dispara: "o dono disso tudo é o governador

Segundo a Polícia Civil, a mulher (E.M.O) aparece em algumas situações, como assinatura de fiadora no contrato de locação da sala usada para fazer as escutas ilegais, além da conta de internet usada no escritório clandestino estar em seu nome. Também por ter levado um aparelho celular ao cabo quando ele estava preso em um Batalhão da Polícia Militar. E ainda sobre a origem de um valor de R$ 35 mil, emprestado pelo cabo a um amigo. 

Feldner é a responsável pela apuração do caso que já levou à prisão quatro ex-secretários de Estado da gestão Pedro Taques (PSDB) e ainda um ex-comandante geral da Polícia Militar.

A ação dos  ‘grampos’ ilegais foi operacionalizada por meio de policiais militares.  Em março deste ano, o cabo Gerson em depoimento à Justiça afirmou que realizava o esquema – realizado desde 2014 - por meio de ‘barrigas de aluguel, uma manobra onde números de pessoas comuns, sem qualquer ligação com uma investigação, são inseridos no processo para fins escusos.

Conforme a delegada, todas as informações serão analisadas, inclusive se  a mulher  tinha conhecimento e envolvimento com a organização criminosa investigada. Ela  alegou que acredita na inocência de seu marido.

Junto à 11ª Vara Militar foram denunciados, além de Gerson, três coronéis e um tenente-coronel. São eles, respectivamente, Zaqueu Barbosa, Evandro Lesco, Ronelson Barros e Januário Batista. No último dia 16 de julho, o ex-secretário da Casa Civil, Paulo Taques foi denunciado por, supostamente, ser o idealizador do esquema que tinha como objetivo 'grampear' adversários políticos do então governador Pedro Taques (PSDB).

7 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • VERDADES
    19 Set 2019 às 07:41

    NÃO É MAIS NEM UMA NOVELA ISSO, JA ESTA VIRANDO UMA SERIE DO NETFLIX. KKKK

  • Mato Grosso MAIS
    19 Set 2019 às 06:31

    Senhor governador Acredito que está hora que criar um ambiente destinado para abrigar militares em desvio de conduta que não seja quartel, construa uma cela especial no carumbe

  • Crítico
    18 Set 2019 às 22:55

    Essa delegada é PORRETA. PARABÉNS

  • Crítico
    18 Set 2019 às 22:54

    Essa delegada é PORRETA. PARABÉNS

  • Vidal
    18 Set 2019 às 22:43

    Se está provado que ela levou um celular pra dentro de um presídio, falta o que pra prendela ? Isso é crime

  • Dona Mariquinha do Verdão!
    18 Set 2019 às 20:54

    Mulher de verdade... A bombadona!!! rs.. mega hair de 6 mil reais...

  • Carcereiro
    18 Set 2019 às 18:53

    Tem que condenar sem credibilidade

Sitevip Internet