Olhar Direto

Sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

Notícias / Cidades

Primeira grande chuva após estiagem tem ventos fortes, trovoada e granizo em Cuiabá; veja vídeos

Da Redação - Fabiana Mendes

23 Set 2019 - 16:56

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Primeira grande chuva após estiagem tem ventos fortes, trovoada e granizo em Cuiabá; veja vídeos
O primeiro dia da Primavera no hemisfério sul, segunda-feira (23), foi marcado por chuva em vários pontos de Cuiabá. O Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC), que é ligado ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) apontava para um aumento nas possibilidades de precipitação. No interior, ela tem chegado com fortes ventos, causando prejuízos.

Leia mais:
Chegada da Primavera deve trazer chuva para Cuiabá nesta semana e diminuir calor

Aparentemente o bairro Jardim Industriário foi um dos primeiros a ser contemplado com a chuva. Internautas registraram o momento e enviaram vídeos ao Olhar Direto. No Boa Esperança ela veio com um pouco de ventania. Ela também chegou no Tijucal e no Distrito Industrial. No bairro Osmar Cabral, moradores relataram registro de granizo.



A chuva também deixou vários bairros sem energia elétrica. Um transformador nas proximidades da Avenida Miguel Sutil chegou a explodir. No bairro Pedra 90, houve destruições, conforme registro de Ivonete Maria da Costa Alcântara de Paula.



Segundo o prognóstico do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a Primavera é um período de transição entre as estações seca e chuvosa no setor central do Brasil, bem como dá-se o início da convergência de umidade oriunda da Amazônia, que define a qualidade do período chuvoso sobre as regiões Centro-Oeste, Sudeste e parte centro-sul da Região Norte.



Os primeiros episódios da Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) podem ocorrer durante a primavera, com chuvas no Sudeste, Centro-Oeste, Acre e Rondônia.

Em alguns municípios dos estados de Mato Grosso e Goiás foram mais de 100 dias consecutivos sem chuva, a partir de maio deste ano. Nestas mesmas áreas, as temperaturas médias foram acima da normal climatológica, devido a permanência de massas de ar seco e quente, as quais favoreceram a ocorrência de queimadas e incêndios florestais.

 



 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet