Olhar Direto

Sexta-feira, 22 de novembro de 2019

Notícias / Ciência & Saúde

Em menos de um mês, programa SOS AVC já beneficiou 46 pessoas em Cuiabá

Da Redação - José Lucas Salvani

25 Set 2019 - 11:26

Foto: Gustavo Duarte

Em menos de um mês, programa SOS AVC já beneficiou 46 pessoas em Cuiabá
Em menos de um mês, o programa SOS AVC já beneficiou 46 pessoas com suspeita graves de Acidente Vascular Cerebral (AVC), em Cuiabá. Implantado no dia 27 de agosto no Hospital Municipal São Benedito, o programa fez com que 15 destes pacientes tivessem os riscos de morte e sequelas graves diminuídos em 92%.

Leia mais:
Prefeitura lança projeto inédito no Estado para tratamento de AVC pelo SUS

Deste número total de pessoas atendidas, 13 pacientes buscaram os serviços do SOS de forma tardia, com períodos que variaram de um a sete dias, e 18 não tiveram a confirmação dos sintomas. A busca pelo atendimento dentro das oito horas consideradas cruciais desencadeia em um bom desempenho do tratamento.

Com o programa, o o paciente poder ser encaminhado diretamente pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), sem a necessidade de passar por unidades de urgência e emergência. Os que optarem por não acionar o Samu, devem ser conduzidos para uma unidade de urgência e emergência (UPAs e Policlínicas) para serem encaminhados para o SOS AVC via Central de Regulação. É o que explica o coordenador da ECSP, Willian Dias.

"É importante destacar que o Hospital São Benedito é referência para média e alta complexidade e não atua de portas abertas. Ou seja, todos os pacientes atendidos aqui são encaminhados via Central de Regulação, não sendo aceita livre demanda dos que resolverem por conta própria buscar quaisquer serviços da unidade. Sendo assim, é importante que a população compreenda que deve buscar exclusivamente os serviços do Samu, ou da urgência e emergência mais próxima para, a partir do diagnóstico do sintomas, ser encaminhada para o SOS AVC", enfatizou o coordenador.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet