Olhar Direto

Quarta-feira, 13 de novembro de 2019

Notícias / Política MT

“É o primeiro passo para a derrota”, diz Emanuel sobre recuo em 2020 para disputa ao Paiaguás

Da Reportagem Local - Carlos Gustavo Dorileo/Da Redação - Lucas Bólico

20 Out 2019 - 17:00

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

“É o primeiro passo para a derrota”, diz Emanuel sobre recuo em 2020 para disputa ao Paiaguás
O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) negou que comungue da ideia de recuar da disputa à reeleição em 2020, tendo como objetivo disputar o Governo do Estado em 2022, como defende parte de seu grupo político, conforme revelou recente reportagem de Olhar Direto. Pinheiro admitiu que a tese circula em seu círculo íntimo, mas sustenta que tem tentado dissuadir os entusiastas.

Leia também:
Grupo de Emanuel defende recuo estratégico de reeleição e candidatura ao Paiaguás em 2022
 
“Isso existe. Existe um sentimento muito grande, muito grande mesmo no meu grupo para que isso aconteça, mas eu estou ‘descontaminando’ isso ai. Primeiro que não existe antes de um processo eleitoral você estar pensando em outro. Todo mundo que prepara para entrar em 2020 pensando em 2022 já é o primeiro passo para a derrota”, argumentou o prefeito.
 
“Nós não queremos um projeto de poder, nós estamos atrás de um projeto que nós estamos buscando incessantemente um projeto político para a melhoria da qualidade de vida da população cuiabana e para o desenvolvimento econômico e social da nossa capital. Então é um projeto político pelo bem estar da população. Agora que existe, existe mesmo”, completou.
 
A incerteza sobre a disputa à reeleição em 2020 tem outros motivos, segundo o emedebista. O principal, ressalta, é a ressalva da primeira-dama, Márcia Pinheiro, em o casal continuar na vida pública. A decisão sobre concorrer ou não será tomada no primeiro semestre do próximo ano.
 
“Eu já falei pra vocês que é mais fácil eu não ser candidato do que ser. Isso eu quero decidir até março/ abril do ano que vem e quero anunciar, quero reunir o grupo, fechar os partidos, até porque muitos deixaram claro que ficam no projeto se eu for o candidato”.
 
Sobre a pretensão de futuramente se tornar governador de Mato Grosso, Emanuel desconversa. “O futuro a Deus pertence. Se tem uma coisa que eu perdi ao longo da minha vida publica foi esse negocio de ganhar uma eleição e já pensar a outra”.
 
Emanuel 2022
  
Enquanto parte do grupo político de Emanuel o pressiona para que ele saia à reeleição em 2020, outra falange defende um recuo estratégico nesse momento visando a disputa ao Governo de Mato Grosso em 2022.

Os defensores do recuo são pessoas mais próximas da figura do prefeito do que da militância partidária. Eles entendem que Emanuel chega ao fim do primeiro mandato com avaliação positiva e popularidade crescente. A ideia é evitar desgaste de um processo eleitoral, fazer o sucessor e manter em Cuiabá uma boa base de sustentação para uma candidatura ao Governo do Estado em 2022.

12 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Jurema Palmeiras
    21 Out 2019 às 10:22

    Emanuel nunca mais

  • Mario Toledo
    21 Out 2019 às 10:21

    Emanuel Pinheiro é o pior prefeito da história de Cuiabá

  • renato santos
    21 Out 2019 às 09:45

    Troféu óleo de peroba, kkkk

  • Véio Joaquim
    21 Out 2019 às 09:32

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Ggm
    21 Out 2019 às 09:22

    Primeiro passo já está dado, paletó nunca mais.

  • Frei João com Arroz
    21 Out 2019 às 08:01

    Se eu fosso o EP e se realmente sonhasse com o Palácio Paiaguás, saía para o Alencastro, porém escolheria um excelente vice. Aí, se lá na frente for interessante, siria candidato à governo. O que a população não atura é um vice incompetente assumir. Emanuel é hoje disparadamente o melhor prefeito que Cuiabá já teve nos últimos quarenta anos ou mais!

  • cidão
    21 Out 2019 às 07:58

    Isso sim é apostar da inguinorancia da população ao achar que todos já esqueceram do episódio do paletó furado. Mas como já dizia um ditado olítico "Todo povo tem o governo que merece". Espero que a maioria não mereça isso.

  • Andre
    21 Out 2019 às 07:39

    Eu não to nem aí se é paletó ou não, garantido o direitos dos servidores públicos, terá o meu voto, já o resto que se exploda .

  • Rocha
    21 Out 2019 às 06:18

    Kkkkkk ..... paiaguas ????? Kkkkkkkkkk .... jamais será ...nunca será !!!

  • Nonato
    21 Out 2019 às 05:43

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

Sitevip Internet