Olhar Direto

Domingo, 08 de dezembro de 2019

Notícias / Cidades

Após uma hora, passageiros são retirados de avião e aguardam mais quatro para novo embarque

Da Redação - José Lucas Salvani

22 Nov 2019 - 17:03

Foto: Reprodução

Após uma hora, passageiros são retirados de avião e aguardam mais quatro para novo embarque
Os passageiros da Latam passaram por um transtorno na manhã desta sexta-feira (22), no Aeroporto Marechal Rondon. Programado para decolar às 9h55, o voo LA3370, com destino a Guarulhos, São Paulo, teve um atraso de cinco horas. Os passageiros chegaram a aguardar dentro da aeronave por cerca de uma hora até que foram retirados. A decolagem só ocorreu mais de quatro horas depois. 

Leia mais:
Latam paga R$ 321 mil por morte de mulher vítima de 'síndrome da classe econômica'

De acordo com uma das passageiras do voo, a explicação repassada aos viajantes foi a de que uma das escadas de acesso a aeronave havia danificado sua pintura externa, provocando um arranhão e, por este motivo, não poderia decolar. Em nota, a Latam explicou que o avião precisou passar por uma “manutenção corretiva”, mas não detalhou o que aconteceu. 

Ao Olhar Direto, a passgeira contou que várias pessoas perderam as conexões e somente por volta das 13h20 é que a empresa ofertou  a eles um voucher de alimentação. Segundo ela, o vale foi entregue somente após muita insistência.

Por meio de nota, a Latam informou, ainda, que lamenta os transtornos causados e explica que “todas as suas decisões visam garantir uma operação segura”. A companhia acrescenta que prestou “a assistência necessária aos passageiros”.

Confira o posicionamento da Latam na íntegra:

A LATAM Airlines Brasil informa que a aeronave que faria o voo LA3370 (Cuiabá – São Paulo/Guarulhos) na manhã desta sexta-feira (22) precisou passar por manutenção corretiva. O voo foi postergado para as 15h e tem previsão de chegada às 17h15 no destino.

A companhia lamenta os transtornos causados e esclarece que prestou a assistência necessária aos passageiros. Por fim, reitera que a segurança é um valor imprescindível e, sobretudo, todas as suas decisões visam garantir uma operação segura.

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • PEPEU
    24 Nov 2019 às 14:22

    Não e só a LATAN. Empresas Aéreas fazem o que querem e nunca são punidas, e só indenizam depois de teeeemmmmpo na justiça. Manda nota lamentando e pronto. Isto e Brasil

  • Zézin
    22 Nov 2019 às 22:17

    Antes um atraso do vôo doque uma viagem sem volta!

  • Lilian
    22 Nov 2019 às 19:45

    Cheguei hoje neste avião. Em São Paulo também atrasou a saída.

  • Processo
    22 Nov 2019 às 19:32

    Gostaria de estar neste voo para receber a indenização. Só processar que ganha.

  • Kleber Venâncio
    22 Nov 2019 às 19:00

    Mi-mi-mi de riquinho. Transtorno tem é pobre que viaja de busu.

Sitevip Internet