Olhar Direto

Notícias / Cidades

Preso por espancar criança, agente teria enfiado cabeça de menino na privada e o agredido com toalha molhada

Da Redação - Fabiana Mendes

01 Dez 2019 - 08:06

Foto: Reprodução

Preso por espancar criança, agente teria enfiado cabeça de menino na privada e o agredido com toalha molhada
O agente penitenciário Edson Batista Alves, 35 anos, preso na última quarta-feira (20), além de quebrar o braço de uma criança de seis anos, também teria agredido e torturado o garoto por diversas vezes. O acusado teria o costume de bater com a toalha molhada nas costas da criança. Além disto, já teria enfiado a cabeça dele na privada, enquanto dava descarga e obrigado o menor a chamá-lo de pai.

Edson Batista foi detido por agredir a companheira e mantê-los sob cárcere privado. Ele também teria gravado um vídeo no qual o menino aparece dizendo que teria quebrado o braço “sem querer” e que passa bem. As imagens foram gravadas antes dele ser preso. 

Leia mais:
Após quebrar braço de criança, agente penitenciário filmou menino dizendo que sofreu ‘acidente’

O agente passou por audiência de custódia e teve sua prisão em flagrante convertida em preventiva.

Conforme uma fonte do Olhar Direto, Edson Batista já teria ameaçado matar o menino, caso a mãe dele terminasse o relacionamento. Mãe e filho moravam em Rondonópolis (a 216 quilômetros de Cuiabá), mas no dia seis deste mês, vieram para a Capital, pois o agente convenceu a companheira que estaria passando por um "momento difícil". O combinado seria de que eles retornassem no domingo (10), situação que não aconteceu. Ambos foram mantidos em cárcere.

Na última semana, ele teria a agredido de forma física e verbalmente, aterrorizando sua vida com diversas ameaças, inclusive de que mataria ela e seu filho, de apenas seis anos.

Na madrugada de quarta-feira (20), o homem passou a fazer o garoto como alvo, dizendo que ele era criado pela avó e que ele seria homossexual e uma pessoa imprestável. O menino acabou ferido pelo suspeito no olho direito e teve seu braço quebrado.

O agente penitenciário, ao ver o que teria feito, tentou limpar o olho do menino com água quente, sendo que ela respingou na barriga da criança, que teve pequena queimadura na região do abdômen.

Após novas ameaças, a mulher aproveitou que os dois jantariam na casa de uma amiga, pegou um Uber e foi até uma base da Polícia Militar, onde registrou o boletim de ocorrências. O suspeito então começou a rondar o local e acabou detido em flagrante.

12 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Vanderlei
    02 Dez 2019 às 12:58

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Luizao
    01 Dez 2019 às 15:39

    Fazer ele andar só engatinhando no presídio, talves assim passe a gostar de crianca.

  • Geusivanio
    01 Dez 2019 às 13:54

    Mostro, Desgraçado, este país deveria ter pena perpetua, para que todo crime que envolve os nossos (as) pequininos (as) deveria morrer na prisão, mais aqui no brasil infelizmente tem uns demônios que defende estes montros e ainda põe em liberdade, e ainda tem uns mães que trocam o AMOR puro de uma criança por momentos sexual com estes MONTROS.

  • Zero 1
    01 Dez 2019 às 11:36

    Se fazia isso com mulher e criança, imagine com presos.

  • Carol
    01 Dez 2019 às 10:55

    Joga essa praga na PCE

  • 01
    01 Dez 2019 às 10:34

    Até agora não ouvi dizer que ele responderá pad, mas um maníaco desse não pode continuar na profissão, sujando nossa farda SOE. Tem que ser demitido a bem do serviço público

  • Angelo
    01 Dez 2019 às 09:47

    Provavelmente esse agente é mais um doente mental apoiador do bolsonazzi !

  • Júlio cesar
    01 Dez 2019 às 09:32

    Agora eu pergunto a vcs leitores. Se as comicoes médicas de exames para concursos estao aptas as fazer teste para cargos na área de segurança. Sera que eles não enchergam o perfil de psicopatas em um cidadão desse para mim eu o considero um doido. que já deveria se exonerado das fileiras do estado. E cumprir pena como um cidadão comum

  • Punição
    01 Dez 2019 às 09:15

    Por que um monstro desse ainda vive?

  • Márcio de Oliveira Santos
    01 Dez 2019 às 09:07

    Monstro tem morrer na cadeia este safado,bater em criança,o MPMT tem ser rígido com este maluco apodrecer na cadeia e fazer perder cargo,isto não merece ser chamado de humano.

Sitevip Internet