Olhar Direto

Segunda-feira, 21 de setembro de 2020

Notícias / Cidades

Novo vídeo mostra inicio de perseguição de amarelinhos a mototaxista; veja

Da Redação - Fabiana Mendes

08 Dez 2019 - 09:55

Foto: Reprodução

Novo vídeo mostra inicio de perseguição de amarelinhos a mototaxista; veja
Um novo vídeo registrado por uma câmera de segurança mostra o momento que começa a perseguição dos agentes da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) ao mototaxista Osmar do Rosário Esteves, 32 anos. Minutos depois, o motociclista foi atingido pela viatura. O acidente aconteceu bairro Altos da Serra, em Cuiabá, na terça-feira (03). 

Leia mais:
Motociclista atropelado por 'amarelinhos' deverá ganhar emprego na Semob

Conforme as imagens, por volta das 9h30, o motociclista é 'fechado' pelo veículo da Semob. Ele consegue se desvencilhar e segue pela avenida. Na sequência, o carro começa a perseguir o motociclista. 



De acordo com a Semob, os agentes já tinham ciência de que o mototaxista havia sido autuado outra vez. Ele não possui Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou licença para atuar na área. Por este motivo, solicitaram sua parada para realizar a abordagem. Todavia, não obtiveram sucesso visto que ele teria empreendido fuga para não ser abordado. Os agentes ainda alegaram que o homem perdeu o controle de sua moto e caiu em seguida.
 
No entanto, uma câmera de segurança flagrou o momento que a viatura derruba a vítima. Antes de as imagens serem divulgadas, os agentes tinham informado que o motociclista havia tentado fugir e teria se desequilibrado antes de cair. Por muito pouco, a viatura da Semob não passa por cima do mototaxista, que foi jogado a alguns metros de onde aconteceu a colisão. A vítima então fica caída no asfalto, enquanto que os agentes de trânsito freiam o carro e param ao lado.


 
O prefeito Emanuel Pinheiro determinou ao secretário Antenor Figueiredo, que seja aberto um Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD), para apurar a conduta dos servidores. Ressaltou que a situação deve ser apurada rigorosamente. "Os responsáveis, quando identificados e comprovados a sua responsabilidade, sejam punidos no rigor da lei. Para esclarecimento, o rigor da lei pode ir até a perda do cargo ou função pública. Já determinei que para isso, a apuração seja rigorosa, isenta, imparcial e transparentemente comunicada a imprensa e a toda população cuiabana".
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet