Olhar Direto

Sexta-feira, 07 de agosto de 2020

Notícias / Política MT

Botelho não aceitará mais emendas à Previdência e avisa: se precisar, varamos a noite

Da Reportagem Local - Érika Oliveira/ Da Redação - Lucas Bólico

10 Jan 2020 - 20:32

Foto: Rogério Florentino Pereira/OD

Botelho não aceitará mais emendas à Previdência e avisa: se precisar, varamos a noite
O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Eduardo Botelho (DEM), já adiantou que não vai aceitar mais nenhuma emenda ao projeto que aumenta a alíquota previdenciária em Mato Grosso. A votação deve começar logo mais e, de acordo com Botelho, os deputados poderão atravessar a noite, caso isso seja necessário. 

Leia também:
Emenda de Ludio retira taxação de aposentados de reforma da Previdência

O deputado estadual Lúdio Cabral (PT) anunciou mais cedo que apresentaria emendas ao projeto de reforma da Previdência para evitar a taxação nos salários dos servidores aposentados e pensionistas. De acordo com o posicionamento de Botelho, isso não será possível.

"Se tiver algum pedido de [voto em] destaque, nós vamos atender. Novas emendas, não. Quem está dizendo que vai apresentar emendas agora é intempestivo e eu vou rejeitar todas as apresentações de emenda nesse momento", garantiu Botelho. "Estamos preparado para tudo. Se precisar varar a noite, nós vamos varar", completou. 

A emenda que Lúdio apresentaria era para suprimir os parágrafos 5º e 6º do inciso II do artigo 2º que preveem a taxação dos inativos que ganham abaixo do teto do INSS, ou seja, que ganham menos de R$ 5,8 mil. Atualmente, apenas os aposentados e pensionistas que ganham acima desse teto contribuem para a previdência estadual, e pagam 11% apenas sobre o valor que ultrapassa o teto.

“Isso é crueldade do governador, que quer tirar dinheiro dos aposentados para fazer caixa para gastar em 2020. Os recursos retirados do bolso dos aposentados irão para a Conta Única, para o governador gastar como quiser. Nenhum outro governador teve coragem de mexer no bolso dos aposentados que ganham abaixo do teto do INSS. Se estivesse preocupado com a sustentabilidade da previdência, o governador de Mato Grosso buscaria alternativas para compor o Fundo da Previdência”, afirmou Lúdio.

Cabral apresentou também uma emenda para retirar o artigo 4º do projeto, que prevê a redução das despesas do Executivo para aumentar o orçamento dos outros Poderes. O deputado argumenta que, com isso, o governador vai tirar recursos dos serviços prestados à população nas áreas essenciais para compensar o aumento da despesa com contribuição patronal dos outros Poderes.

Outra emenda de Lúdio assegura que a contribuição patronal seja de 28%, o dobro da contribuição dos servidores. O deputado pediu vista do projeto na noite de quinta-feira (9), antes que ele passasse pela segunda votação em plenário, para devolvê-lo na noite desta sexta (10).

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • HELO
    10 Jan 2020 às 22:43

    VEREMOS SE NA PRÓXIMA LEGISLATURA O SENHOR ESTARÁ ARROGANTE, SE ACHANDO O DONO DA VERDADE. SE OS SERVIDORES PÚBLICOS DO EXECUTIVO TIVEREM" VERGONHA NA CARA", DARÃO A ESTE SENHOR O QUE ELE MERECE. NENHUM VOTO....

  • MARIO
    10 Jan 2020 às 22:30

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Moacir
    10 Jan 2020 às 21:33

    Quanta Rapidez para meter a mão no dinheiro do servidor. Ursupar o alheio. E as rga? Vão votar também??

  • Davi
    10 Jan 2020 às 21:04

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Teca
    10 Jan 2020 às 20:59

    ESSE É O DEPUTADO TRAIDOR QUE VOTOU A FAVOR DO AUMENTO DA PREVIDÊNCIA DE 14% CONTRA OS SERVIDORES PÚBLICO APOSENTADO QUE JÁ CONTRIBUIU MUITO E CONTRIBUI PARA COM ESTE ESTADO.

Sitevip Internet