Olhar Direto

Quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

Notícias / Cidades

Coordenadora de Saúde Mental observa alta procura pelo CAPS por crianças e adolescentes que se automutilam

Da Redação - José Lucas Salvani

26 Jan 2020 - 08:20

Foto: Reprodução - Ilustração

Coordenadora de Saúde Mental observa alta procura pelo CAPS por crianças e adolescentes que se automutilam
Coordenadora de Saúde Mental de Cuiabá, Roseli Batista revela ao Olhar Direto que observou uma alta procura pelos Centros de Atendimento Psicossocial (CAPS) na capital por crianças e adolescentes que se automutilam. Ela explica, inclusive, que o tratamento tem que ser feito em conjunto a família.

Leia mais:
Para salvar vidas, voluntários colocam faixa com mensagem de apoio no Portão do Inferno

Somente no CAPS Álcool, Drogas e Adolescência (CAPS Adolescer), há 120 crianças e adolescentes em tratamento assíduo. Mensalmente, a unidade acolhe de 30 a 50 pacientes infantojuvenis.

“Há uma procura muito grande no CAPS AD [Álcool e Drogas] de muitas crianças que vem se mutilando. A procura está muito grande. Então como são menores, os pais levam para fazer busca de tratamento. O tratamento precisa ser com o todo, tanto o adolescente quanto a família porque você não sabe o que está acontecendo no meio familiar. É um tratamento ao todo”, conta.

A alta na procura se dá porque o CAPS passou a atender também transtornos, quando antes atendia apenas casos relacionados a álcool e drogas. “Tem um diagnóstico um pouquinho maior porque aumentamos dois segmentos. Antes, tínhamos apenas Álcool e Drogas, então o prefeito Emanuel Pinheiro sancionou que o CAPS AD atende transtornos e autistas. Nós temos essas duas buscas adicionais”, explica.

Atualmente, há mais de 994 pacientes assíduos nas três unidades espalhadas na cidade: “sempre pontualmente estão lá”, conta. O aumento pela procura não se dá somente entre crianças e adolescentes, mas de forma geral. Para a coordenadora, o aumento está se dando pela divulgação da imprensa sobre o serviço de atendimento.

“Estamos aumentando a cada dia essa quantidade de procura no CAPS, no nosso acolhimento, devido também a divulgação que a imprensa traz. Tem muita gente procurando. Procura, é acolhido, mas tem pessoas que o tratamento não é para o CAPS, mas para ambulatório”, explica a coordenadora sobre o aumento.

Combate ao suicídio

Para intensificar o combate ao suicídio, município de Cuiabá pode ganhar dois CAPS com atendimento 24h, todos os dias, até o final de março de 2020. Uma das unidades, CAPS Transtornos, deve ser instalada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no Verdão, enquanto a outra, CAPS Álcool e Drogas, será na região do Porto.

Roseli explica que o CAPS atende casos graves e severos, mas também atende toda a população e não é necessário ter sido encaminhado por terceiros. Caso for necessário, o CAPS irá orientar o indivíduo para o órgão mais adequado, com Ambulatório ou Posto de Saúde Municipal. “O CAPS é porta aberta. Não precisa de encaminhamento para chegar e ser acolhido. Você pode chegar lá no horário das 7h às 17h e será acolhido de segunda a sexta”, explica.

Sobre o CVV

O CVV presta serviço voluntário e gratuito de prevenção do suicídio e apoio emocional para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo. Os cerca de 3 milhões de atendimentos anuais são realizados por 3.000 voluntários em 104 postos de atendimento pelo telefone 188 (sem custo de ligação), ou pelo site via chat ou e-mail. A entidade realiza também ações presenciais, como palestras, cursos e grupos de apoio a sobreviventes do suicídio – GASS (https://www.cvv.org.br/cvv-comunidade/).

CAPS em Cuiabá

Centro de Atendimento Psicossocial Álcool, Drogas e Adolescência (CAPS Adolescer)
Segunda-Feira a Sexta-Feira, das 7h às 17h.
Avenida Romania, sem número - Bairro Jardim Europa
65 3617-1835 ou 65 3617-1836

Centro de Atendimento Psicossocial CPA (CAPS CPA)
Segunda-Feira a Sexta-Feira, das 7h às 17h.
Rua Pardal, Quadra 110 - Bairro CPA 4
65 3649-1968 ou 65 3649-6618

Centro de Atendimento Psicossocial 2 - Verdão (CAPS Verdão) - Atendimento Adulto
Segunda-Feira a Sexta-Feira, das 7h às 17h.
Rua Rio Grande do Sul, 504 - Bairro Jardim Paulista
65 3617-1830 ou 65 3617-1831

CAPS em Várzea Grande

Centro de Atendimento Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD)
Segunda-Feira a Sexta-Feira, das 7h às 17h. Segunda-Feira a Quinta-feira, das 18h às 21h.
Avenida Castelo Branco, 2333 - Bairro Água Limpa
65 3688-3045 ou 65 98404-9468 

Centro de Atenção Psicossocial Infanto Juvenil - Sérgio Luiz Ferreira da Silva (CAPSi)
Segunda-Feira a Sexta-Feira, das 7h às 17h
Rua Presidente Prudente de Moraes, 1130 - Bairro Ipase
65 3688-3046 ou 65 98464-6511

Centro de Atendimento Psicossocial Transtorno Mental (CAPS II)
Segunda-Feira a Sexta-Feira, das 7h às 17h
Rua Fenellon Muller, 579 - Bairro Centro
65 3688-3112 ou 65 98459-4676

Os endereços dos demais CAPS do estado de Mato Grosso podem ser conferidos aqui.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Paolo
    26 Jan 2020 às 13:34

    Tentando de maneira desesperada chamar atenção dos pais que nos dias de hj é só ZAP e baladinha.

  • José Carlos
    26 Jan 2020 às 13:32

    Temos que exigir do gestor municipal a implantação urgente do CAPS III , com atendimento de médicos psiquiátricos especializados . Temos que ter procedimentos de urgência , tratamentos terapêuticos e tudo mais . Não podemos brincar com a saúde mental da forma que está sendo feito . Ter CAPS funcionando das 8 às 17:30 é um Crime

Sitevip Internet