Olhar Direto

Segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020

Notícias / Política MT

Secretário cita lisura e diz que TCE auditou contrato para compra de semáforo inteligente

Da Redação - Vinicius Mendes

20 Jan 2020 - 14:07

Foto: Ednei Rosa

Secretário cita lisura e diz que TCE auditou contrato para compra de semáforo inteligente
A Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) afirmou que o contrato de R$ 15 milhões para a instalação dos semáforos inteligentes em Cuiabá foi auditado pelo Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE-MT) e não foi apontado nenhum tipo de irregularidade ou dano ao erário. A Delegacia Fazendária (Defaz) investiga uma denúncia de suposta irregularidade no contrato e, em depoimento, o ex-procurador-geral do Município, Nestor Fidelis, teria relatado os problemas.
 
Leia mais:
Defaz investiga suposta irregularidade em contrato de R$ 15 mi para semáforos inteligentes
 
De acordo com a Semob, a ata de registro de preço ocorreu com a maior transparência possível. Segundo a Secretaria o preço do contrato corresponde aos valores de mercado.
 
“A elaboração do contrato seguiu todos os trâmites necessários para que fosse garantida sua lisura e transparência. Para isso, uma audiência pública para a apresentação da proposta à comunidade chegou a ser realizada pela Semob”.
 
Fidelis relatou que foi emitido um parecer jurídico, homologado por ele, que apontou que existiam dois contratos em vigência sobre objetos similares, ou seja, a instalação e manutenção de semáforos. Segundo ele, apesar das irregularidades apontadas, a Semob acabou contratando a empresa Semex S.A. pelo valor de R$ 15 milhões.
 
A Semob, porém, afirmou que jamais contrariou a determinação da Procuradoria Geral do Município. Na nota, a secretaria ainda afirmou que “o sistema foi auditado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) no último ano e não apresentou nenhum tipo de irregularidade ou dano ao erário”.
 
Leia a nota da Semob na íntegra:
 
A respeito da investigação sobre a compra de semáforos inteligentes, a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) informa que:

- A adesão em ata de registro de preço, originária de um pregão eletrônico realizado pelo Banco do Brasil, ocorreu com a maior transparência possível.

-O preço ofertado corresponde aos valores de mercado, portanto, não houve superfaturamento.

- A diferença entre os valores apresentados entre a primeira e a segunda colocada no certame é de quase R$ 10 milhões.

- A Pasta jamais contrariou uma determinação da Procuradoria Geral do Município (PGM).

- A elaboração do contrato seguiu todos os trâmites necessários para que fosse garantida sua lisura e transparência. Para isso, uma audiência pública para a apresentação da proposta à comunidade chegou a ser realizada pela Semob.

- O sistema foi auditado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) no último ano e não apresentou nenhum tipo de irregularidade ou dano ao erário.

- Com relação ao funcionamento dos semáforos, há que se destacar que os aparelhos apresentam uma série de vantagens, observadas tanto no tráfego quanto em economia para a gestão.

- A Pasta reforça acreditar na seriedade da Polícia Civil e se coloca a disposição para contribuir com as investigações e fornecer quaisquer informações.

8 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • D.O.A
    21 Jan 2020 às 08:08

    se ta de brincadera so pode ...

  • Antonio Carlos
    21 Jan 2020 às 00:43

    A papelada sim!!!Mas não tinha nada de sistema inteligente!!!programador normal como os outros!!!Não tinha sistema de monitoramento de abrir ou fechar o sinal!!Só colocaram inteligente para suoerfaturar o contrato!!!Isso o Antenor quem tinha que confiscar!!!

  • Fausto Zekken Toledo
    20 Jan 2020 às 21:40

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Sampaio
    20 Jan 2020 às 20:27

    Só tenho umas duvidas sobre onde fica a inteligencia desses semáforos , caso alguém tenha visto poderia me tirar essa duvida !!!!

  • alexandre
    20 Jan 2020 às 19:23

    o TCE aprovou as contas do SIlval, não é parâmetro...

  • igor
    20 Jan 2020 às 19:14

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • AVANÇA MT
    20 Jan 2020 às 18:09

    NESSES TECES DO PAÍS SÓ TEM POLÍTICOS E SEUS INDICADOS, TEM ATÉ INVESTIGAÇÃO DE VENDA DE CADEIRAS PARA O CARGO ,ENTÃO ESTÃO SEM CRÉDITO COM OS TRABALHADORES QUE PAGAM AS CONTAS

  • Juliano
    20 Jan 2020 às 15:01

    Gostaria imensamente esclarecimentos a respeito do custo de instalação e retirada de todo o sistema de semáforo "inteligente" da rotatória do Círculo Militar. Quem pagou, quanto foi? Houve estudo técnico para a instalação? Se houve custo de instalação e retirada dos inúmeros equipamentos, alguém será responsabilizado a devolver o dinheiro aos cofres públicos?