Olhar Direto

Sexta-feira, 28 de fevereiro de 2020

Notícias / Política MT

Pivetta lamenta cassação e promete seguir passos de Selma no Senado

Da Redação - Érika Oliveira

20 Jan 2020 - 18:01

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Pivetta lamenta cassação e promete seguir passos de Selma no Senado
Convicto em disputar as eleições suplementares que irão definir o novo senador de Mato Grosso, o vice-governador Otaviano Pivetta (PDT) mirou no eleitorado da senadora cassada Selma Arruda (Pode), que venceu o ultimo pleito em primeiro lugar, com mais de 670 mil votos. E embora estejam em partidos que atuam em campos ideológicos diferentes, o pedetista se disse “representado” pelo trabalho que Selma vinha desempenhando e prometeu, se eleito, dar continuidade ao seu legado integrando, inclusive, o movimento “Muda Senado”, que é contrário à gestão do atual presidente, Davi Alcolumbre (DEM).

Leia mais:
Blairo e Mauro Mendes posam ao lado de empresária em clima de campanha: 'nossa senadora'

“Para mim foi uma surpresa, eu me sentia muito bem representado pela senadora Selma”, disse Pivetta, ao ser questionado sobre a cassação de Selma, durante entrevista ao programa A Notícia de Frente, da TV Vila Real.

“Eu estou determinado a ser candidato ao Senado para ser um senador reformista. Um senador do Muda Senado. É por lá que nós vamos conseguir fazer os grandes avanços. É no Congresso Nacional. É por isso que decidi, que na altura da vida que estou, não tem nenhum lugar que eu não posso servir melhor o meu Estado do que lá”, continuou o vice-governador.

Pivetta, que desde o início da gestão no Estado estava distante dos holofotes e das discussões partidárias, passou a reaparecer em eventos oficiais em dezembro do ano passado, quando comunicou aliados que pretendia disputar a eleição suplementar.

A decisão do vice-governador pegou a todos de surpresa e complicou a vida do governador Mauro Mendes (DEM), que naquela época mantinha apoio a uma eventual candidatura de Carlos Fávaro (PSD), com quem dividiu palanque nas eleições de 2018.

O pedetista, então, entrou em contato com o ex-senador Cidinho Santos (PL) e com o ex-deputado federal Adilton Sachetti (Republicanos), convidando-os para compor a chapa como suplentes.

Nos bastidores, Selma e Pivetta já teriam fechado acordo. Os dois têm como inimigo político em comum Carlos Fávaro e, segundo rumores, a senadora cassada estaria disposta a se aliar ao vice-governador, ainda que ele seja filiado a um partido de esquerda, para não ter que ver o desafeto assumir sua cadeira.

À época, a reportagem de Olhar Direto entrou em contato com Selma, que negou a aliança e disse que não falaria sobre o assunto enquanto ainda estivesse no cargo. Selma permanece senadora até que o Senado volte do recesso e o presidente Davi Alcolumbre oficialize sua cassação.

Na entrevista desta segunda-feira (20), Pivetta rasgou elogios à atuação da então parlamentar. “Tenho simpatia por ela, pelo trabalho que vinha desenvolvendo. Eu acho que Mato Grosso perdeu. Mato Grosso e o Brasil perderam bastante, na minha opinião. E foi diante do que aconteceu que me senti mais motivado para encarar esse desafio. Eu já vivi o bastante para saber que nós precisamos enfrentar esses problemas estruturais que o Brasil vive. Acabar com o privilégio, combater a corrupção e desburocratizar o setor público, que é aí onde se esconde boa parte da corrupção”, finalizou.

13 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Oia
    21 Jan 2020 às 15:26

    Cuidado pra não seguir muito porque senão cai no mesmo precipício.

  • rocha
    21 Jan 2020 às 11:28

    Essa eleição não vai sair !! Vai ser judicializada com certeza

  • Regina
    21 Jan 2020 às 08:10

    Vai seguir os passos da Selma coisa nenhuma, vai fazer o que determinar o Ciro Gomes, que é o dono do PDT.

  • Zeca
    21 Jan 2020 às 08:05

    Conversa fiada, está usando o nome da Selma, não tem meu voto, vou de Gisela simona.

  • jair
    21 Jan 2020 às 06:46

    Jesus tenha piedade de nós

  • Antonio
    20 Jan 2020 às 23:32

    Se o Bolsonaro te apoiar terá o meu voto.

  • Juscelino Alves Ferreira
    20 Jan 2020 às 21:59

    Tem meu voto tbm, conheço, sei que foi um ótimo prefeito para Lucas do Rio Verde! Foi tbm um bom deputado estadual!

  • Jorge1
    20 Jan 2020 às 21:39

    Acredito que o senhor Otaviano Pivetta tem grande experiência no campo político, além do respeito que grande parte do eleitorado tem por ele. Com as palavras que ele usou nessa entrevista deixou bem claro sua posição e determinação em colocar seu nome à disposição de nosso Estado.

  • Saulo
    20 Jan 2020 às 21:34

    Vou votar em quem a Selma apoi, ainda acho o Medeiros melhor, mais confiável pra fazer parte do grupo muda senado.

  • Perry Medeirus
    20 Jan 2020 às 20:32

    Cooperativas , COOPERLUCAS, gabaritam certas PSEUDOLIDERANÇAS A FALAREM BONITO, MAS FAZEREM FEIO, BAIXADA JÁ GISELA , ELIZEU NASCIMENTO E LÚDIO CABRAL, GENTE DO POVO E NÃO DO AGRO, TÓXICO POR SINAL PRA CLASSE MAIS POBRE.

Sitevip Internet