Olhar Direto

Sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

Notícias / Cidades

Empresário e esposa são espancados por dupla após desacordo comercial; veja vídeo

Da Redação - Fabiana Mendes

22 Jan 2020 - 14:10

Foto: Divulgação - PMMT

Empresário e esposa são espancados por dupla após desacordo comercial;  veja vídeo
Um empresário identificado como S.R.C. e sua esposa foram agredidos por dois irmãos na noite da última terça-feira (21), em um supermercado localizado na rua Coronel Caraciolo, no bairro Bandeirantes, em Cuiabá. Uma câmera de segurança flagrou o momento do ocorrido. O vídeo deverá auxiliar na investigação da Polícia Judiciária Civil.  Por meio de nota encaminhada ao Olhar Direto, os suspeitos afirmam que agiram na defesa da honra da mãe deles. Asseveram ainda que a situação foi descontextualizada.

"Ressalte-se que o casal supostamente agredido possui débitos há quase um ano na empresa de um dos manifestantes e que não foram pagas. No entanto, o motivo do desentendimento não foi a dívida não paga pelas supostas vítimas, mas sim em razão de uma agressão voluntária e deliberada por parte do sr. S.R.C contra a mãe dos manifestantes, oportunidade em que esta foi cobrar a mencionada dívida e o Sr. S.R.C gritou, insultou e proferiu palavras de baixo calão contra ela".

Leia mais:
Homem é preso perto de bar universitário após agredir e ameaçar namorada

O episódio ocorreu por volta das 18 horas. Segundo informações da Polícia Militar, os dois homens, supostamente irmãos, chegaram em um Gol branco, e agrediram o proprietário de um supermercado. A esposa teria tentado intervir, mas também foi agredida.

No vídeo é possível ver que o homem cai no chão e leva vários chutes e socos dos suspeitos. Já no final do vídeo, que não será exibido para preservação das testemunhas, alguns moradores aparecem para ajudar. Logo depois, a dupla foge no veículo.



Acionada, a Polícia Militar fez buscas em uma padaria no bairro Lixeira, em uma loja de materiais para construção na avenida Jurumirim e no residencial Cláudio Marchetti, no Jardim Imperial. Entrentanto, nenhum suspeito foi localizado. A motivação da agressão teria sido um desacordo comercial.

A mãe dos suspeitos teriam feito uma compra no supermercado das vítimas, que causou uma briga por conta da troca de mercadoria. A mulher então teria dito em tom de ameaça que contaria o episódio para seus filhos. A Polícia Civil investiga o caso.

Veja a íntegra da nota encaminhada pelos agressores:

"Tendo em vista as recentes matérias publicadas acerca do vídeo, esclarecemos que os fatos narrados não condizem a realidade e estão descontextualizadas. Ressalte-se que o casal supostamente agredido possui débitos há quase um ano na empresa de um dos manifestantes e que não foram pagas. 

No entanto, o motivo do desentendimento não foi a dívida não paga pelas supostas vítimas, mas sim em razão de uma agressão voluntária e deliberada por parte do sr. S.R.C contra a mãe dos manifestantes, oportunidade em que esta foi cobrar a mencionada dívida e o Sr. S.R.C gritou, insultou e proferiu palavras de baixo calão contra ela, sendo que ela somente não foi agredida fisicamente por ele, porque ela saiu do estabelecimento desesperada em decorrência dos insultos sofridos. Insta salientar que a mãe dos manifestantes tomara as medidas judiciais adequadas para defender a sua honra.

Esclarecendo, ainda, que em nenhum momento a mãe dos manifestantes ameaçou o casal. O Desentendimento se deu em razão dos manifestantes irem defender a honra da sua mãe das agressões sofridas. 

Ressalta-se que o Sr. S.R.C tem perfil violento e agressivo, já possuindo outros entreveros com moradores do bairro. Inclusive sua própria esposa já foi alvo da violência insana do sr. S. R. C., tendo ocorrências por violência domésticas.
Estamos à disposição da justiça para prestar todos os esclarecimentos
".

*Atualizada às 17h35

8 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Zé Loco
    23 Jan 2020 às 18:55

    Pois é... se tivessem levado o caso do xingamento à mãe deles à polícia a história seria outra. No entanto, ao baixarem o pau no lombo do sujeito, perderam a razão e serão processados por agressão.

  • MAYCKON OKUYAMA
    23 Jan 2020 às 10:08

    A honra da mãe foi recuperada ou acabou de vez com a honra da família? Cada ação tem sua reação.

  • moraes
    23 Jan 2020 às 09:30

    o governo precisa criar uma unidade de policia para conflitos e entervencao pascificadora acaba com briga antes de chegar a vias de fato

  • jose rubens
    23 Jan 2020 às 09:18

    é o que sempre falo , tomar porrada de graça dificilmente alguém toma.

  • Seo Jão
    23 Jan 2020 às 07:21

    "Supostamente agredido" é ótimo.... KKKKKKK

  • Cindy Loper
    22 Jan 2020 às 22:48

    Trabalhamos com nomes.....nesse balaio de GATO!!

  • ademir
    22 Jan 2020 às 17:38

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Cuiabano
    22 Jan 2020 às 17:24

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.