Olhar Direto

Sexta-feira, 23 de outubro de 2020

Notícias / Cidades

Ex-BBB é proibido pelo CRM de exercer medicina por seis meses

Da Redação - Fabiana Mendes

31 Jan 2020 - 11:12

Foto: Rogério Florentino Pereira/OD

Ex-BBB é proibido pelo CRM de exercer medicina por seis meses
O Conselho Regional de Medicina do Estado de Mato Grosso (CRM-MT) proibiu o cirurgião plástico Marcos de Oliveira Harter, que mora em Sorriso (a 418 quilômetros de Cuiabá), de exercer a medicina por seis meses. A decisão foi tomada pelo Pleno da entidade em sessão plenária realizada no último dia 21 de janeiro. O edital de interdição assinado pela presidente Dra Hildenete Monteiro Fortes foi publicado na quarta-feira (30).

Leia mais:
CRM irá apurar conduta de ex-BBB de MT após divulgar preço de cirurgias plásticas

"Foi deliberado, à unanimidade, pela interdição cautelar total do exercício profissional do médico Marcos de Oliveira Harter, inscrito no CRM-MT sob nº 7554, pelo prazo de 06 (seis) meses, contando a partir desta publicação, não podendo o referido médico, durante esse período, exercer atendimento e nem atos operatórios em pacientes, tendo em vista prova inequívoca de procedimento danoso realizado pelo médico, com fundado receio de dano irreparável ou de difícil reparação", diz trecho do documento.

Marcos ficou conhecido após participar dos reallity shows Big Brother Brasil, da TV Globo e A Fazenda, da TV Record. No primeiro reality, ele foi eliminado por indícios de agressão a uma participante. Ele também não conseguiu se eleger a deputado federal, mesmo conquistando pouco mais de 16 mil votos. 

Conforme noticiado pelo Olhar Direto, há cerca de 20 dias, o CRM-MT informou que iria notificar o Conselho do Estado de Santa Catarina (Cremesc) para instaurar sindicância contra o cirurgião, pois ele estaria divulgando o valor da cirurgia plástica de prótese de silicone em redes sociais. 

Em março de 2019, o CRM-MT abriu sindicância para apurar imagens veiculadas em redes sociais que mostram o cirurgião comendo durante um procedimento em centro cirúrgico. O procedimento teria acontecido no Hospital e Maternidade Nossa Senhora de Fátima, em Sorriso.

Em 2018, Ministério Público Estadual (MPMT), por meio da 3ª Promotoria Cível de Sorriso, instaurou um inquérito civil contra o ex-BBB, por propagandas de “antes e depois”. Ele também divulgava valores e forma de pagamento, o que não é permitido.

Outro lado 

Por meio de uma série de Stories do Instagram, publicações que somem após 24 horas, Marcos de Oliveira Harter se posicionou. Confira as imagens da galeria. 


Atualizada às 14h40

Comentários no Facebook

Sitevip Internet