Olhar Direto

Quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

Notícias / Cidades

Mais um município de MT decreta situação de emergência por conta da chuva

Da Redação - Fabiana Mendes

14 Fev 2020 - 16:00

Foto: Rogério Florentino Pereira/OD

Imagem ilustrativa

Imagem ilustrativa

A prefeita Mauriza Augusta de Oliveira, de Nova Brasilândia (a 201 quilômetros de Cuiabá), decretou situação de emergência por conta dos danos causados pelas chuvas. O decreto foi publicado no Diário Oficial dos Municípios, que circula nesta sexta-feira (14).

Leia mais:
Governador decreta situação de emergência em quatro municípios por conta da chuva

Conforme o decreto, devido à intensificação e aumento considerável das chuvas e ainda devido ao fato de o solo encontrar-se totalmente encharcado, várias pontes acabaram sendo destruídas e danificadas, tornando precária e interrompida a trafegabilidade nas estradas que cortam Nova Brasilândia.
 
Além disso, com o alto índice pluviométrico, os níveis dos rios e córregos da zona rural aumentaram drasticamente e as chuvas intensas ocasionaram sérios danos nas vias de acessos às comunidades dos Assentamentos Santa Rosa, Santa Amélia e Fica Faca (Lote 11), e nas Regiões da Biboca e Córrego Grande.
 
Caso seja reconhecido pelo Governo, será autorizada a mobilização de todos os órgãos municipais para atuarem sob a coordenação da Defesa Civil, nas ações de resposta ao desastre e reabilitação do cenário e reconstrução.

Fica autorizada também a convocação de voluntários para reforçar as ações de resposta ao desastre e realização de campanhas de arrecadação de recursos junto à comunidade, com o objetivo de facilitar as ações de assistência à população afetada pelo desastre.

Na última quarta-feira (12), o governador Mauro Mendes reconheceu situação de emergência, em quatro municípios de Mato Grosso, por conta dos estragos causados pelas chuvas intensas. São eles: Nova Bandeirantes, Cáceres, Barra do Bugres, e Tapurah.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet