Olhar Direto

Quinta-feira, 04 de junho de 2020

Notícias / Cidades

Cliente encontra larva em alimento na churrascaria Favo de Mel; veja vídeo

Da Redação - Fabiana Mendes

23 Fev 2020 - 08:47

Foto: Reprodução

Cliente encontra larva em alimento na churrascaria Favo de Mel; veja vídeo
Uma mulher encontrou uma larva em um abacaxi que consumia na churrascaria Favo de Mel, em Cuiabá. A unidade sofreu com uma série de denuncias de intoxicação alimentar no final de 2019 e início de 2020. Na época, como as notificações foram tardias, não foi possível fazer exames em laboratório.

Leia mais:
Denúncias tardias impossibilitam investigação na Favo de Mel, mas restaurante é notificado

A nova denúncia contra o estabelecimento foi feita no grupo do Facebook 'Aonde Não Ir em Cuiabá', neste domingo (23). Suliane Siqueira relata que há alguns dias chamou uma amiga para ir à churrascaria. A amiga, inclusive, teria alertado sobre os casos divulgados anteriormente. "Até brinquei dizendo 'já deve ter trocado tudo, eles vão estar mais atento a isso'", conta Suliane na publicação.

No entanto, a cliente foi surpreendida ao encontrar uma larva em um abacaxi. Segundo ela, ao reclamar com o gerente, o mesmo teria alegado que a fruta não era de fabricação do restaurante e que, infelizmente, não poderia fazer nada. "Me pediu desculpa sim pelo acontecido. Mas como todo estabelecimento que se preze, ainda mais por se tratar de alimento, faltou um controle de qualidade", finaliza.

Ao Olhar Direto, a gerência da churrascaria se manifestou sobre o ocorrido. "Realmente aconteceu o que a cliente postou ontem, eu atendi eles durante a refeição, troquei os pratos de todos, servi o abacaxi assado, com canela e açúcar, como sempre servimos", disse o gerente Valmir Oliveira. 

"A cliente me chamou, mostrou a larva,  pedi desculpa. Todos sabemos que muitas frutas que compramos,até nos mercados, quando cortamos encontramos larvas! Cuidamos bem de todos produtos que servimos, porém esse dentro da fruta, impossível ver sem cortar no local que está alojado a larva! Peço desculpa mais uma vez, estamos a disposição!", finalizou.

  Veja vídeo: 

 

Outros casos

No dia 30 de dezembro de 2019, o ex-secretário de Turismo, Luiz Carlos Nigro, denunciou a churrascaria após seus familiares e amigos passarem mal ao comer no local. Segundo ele, o fato aconteceu no Natal e, posteriormente, outro grupo também acabou, supostamente, infectado. Depois dele, a filha do ex-prefeito Roberto França e outras pessoas também relataram ter apresentado sintomas como náusea, vômito, diarréia, cefaléia, febre e dor abdominal, sinais e sintomas típicos de intoxicação alimentar.

O restaurante chegou a fazer uma inspeção e, logo no início de janeiro, Evandro Ferreira de Oliveira, supervisor do grupo responsável pela churrascaria Favo de Mel, afirmou que nenhum indício de contaminação foi encontrado nos alimentos do estabelecimento. Segundo Evandro, havia um surto de virose na cidade, o que pode ter contribuído. Ele ainda pontuou que a cozinha está aberta para a visita do público.

De acordo com a assessoria da Vigilância Sanitária, os primeiros casos foram atendidos num hospital particular, que não notificou a possibilidade de surto. Assim que surgiram as notificações, as equipes de Vigilância Epidemiológica e de Vigilância Sanitária foram acionadas para investigação conforme protocolos técnicos específicos.

Mesmo assim, a equipe da Coordenadoria de Vigilância Sanitária realizou a inspeção sanitária de praxe, e encontrou inconformidades que motivaram a notificação e determinação de prazo para regularização do estabelecimento. No momento, o restaurante é monitorado pela fiscalização sanitária com o objetivo de evitar novas ocorrências de tal magnitude.


Atualizada às 12h21

39 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Leandro
    26 Fev 2020 às 12:31

    Ja comi desses bichinho em goiaba e siriguela, o que não mata engorda.

  • Celio
    25 Fev 2020 às 07:58

    Normal

  • ZE NINGUÉM
    25 Fev 2020 às 07:18

    VOU COMECAR A ANDAR COM MOSCAS E BARATAS MORTAS NO BOLSO E ANTES DE TERMINAR A REFEICAO, JOGAREI AS NO PRATO E CHAMAREI OS GARCONS, FAREI O MAIOR ESCÂNDALO E POSTAREI NO INSTAGRAN. SERA QUE GANHAREI SEGUIDORES?

  • Mateus
    24 Fev 2020 às 14:05

    Culpa do churrasqueiro, se deixasse mais tempo no fogo, o coro ia descer igual canela, quem manda ter pressa.

  • Gislaine
    24 Fev 2020 às 10:04

    Em todas as vezes que fui nessa churrascaria , encontrei cabelo na comida , a ultima vez que fui passei muito mal . E essa larva que foi encontrada no abacaxi nao é larva da fruta isso é de mosca , e se estva na fruta poderia estar em outro alimento tbm. Depois de tantos fatos pq ainda nao foi feito uma vistoria ? Estao esperando acontecer algo mais grave com alguem?

  • Rodrigo
    24 Fev 2020 às 09:48

    fruta é fruta, normal... essa mulher que colocou isso é muito fdp, querendo aparecer ou ganhar um bereré.. povinho quebrado nojento

  • Véio Joaquim
    24 Fev 2020 às 08:51

    kkkkkk....Churrascaria FAVO-DE-LARVA uhahuahuahuauha

  • Gourmet Maluko
    24 Fev 2020 às 08:46

    Vamos deixar de ser enjoados ! Isso é só bichinho de fruta , não coma ! Ninguém é culpado ! Gostaria de saber se todos tem controle de qualidade nas suas respectivas casas ?

  • Tarcísio
    24 Fev 2020 às 08:11

    Tem lugar que infelizmente precisa cuidar mais e melhor da higiene das cozinhas. Mas esse grupo "Aonde não ir em Cuiabá", para quem não lembra, foi criado por uma jornalista campo-grandense de origem árabe e que tinha ido morar no exterior, numa época em que começaram a achar irregularidades em vários estabelecimentos comercais em Cuiaba. Convém lembrar que muitas empresas de Campo Grande e de outros estados estão interessadas em entrar no mercado cuiabano, é isto principalmente depois da Copa do Mundo, nas mais diversas áreas (casas noturnas, assessorias imobiliárias, farmácias e, claro, restaurantes). Na imprensa já estão em Cuiabá tem 30 anos (veja caso da televisão estilo "É Bem Mato Grosso"). Portanto, embora seja importante o consumidor em Cuiabá ser exigente, convém não ser ingênuo e massa de manobra para entrar em campanha difamatória contra empresas em geral.

  • Valmor
    24 Fev 2020 às 08:05

    Fizemos um evento em agosto do ano passado na Churrascaria Favo de Mel para mais de 80 pessoas e não tivemos problema nenhum! Fomos muito bem atendidos! Se formos olhar a imundície desses churrasquinhos gregos ou espetinhos em ponto de ônibus, Praças Públicas ai sim há bactérias de todos os tipos, monoxido de carbono, poeira, poluição, etc. Isso a saúde publica e a população não vê ou faz de conta!

Sitevip Internet