Olhar Direto

Terça-feira, 18 de maio de 2021

Notícias | Política MT

corrida ao senado

Medeiros desconversa sobre apoio de Bolsonaro a oficial da PM e diz que continua candidato

Foto: Reprodução

Medeiros desconversa sobre apoio de Bolsonaro a oficial da PM e diz que continua candidato
O deputado federal José Medeiros (Podemos) se pronunciou pela primeira vez, nesta segunda-feira (9), após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) declarar na semana passada que iria apoiar a candidatura de uma tenente-coronel da Polícia Militar na campanha ao Senado. Em um post, nas redes sociais, o parlamentar afirma que continua na disputa e que não condiciona estar ao lado do presidente esperando algo em troca.

Leia mais:
Tenente-coronel irmã de desembargador é apontada como candidata de Bolsonaro ao Senado

Medeiros foi um dos políticos que, durante a pré-campanha, mesmo sob atestado médico, estava ao lado do presidente em viagens oficiais, buscando sempre uma foto ou vídeo. Ele chegou a garantir que seria o único de Mato Grosso a ter apoio de Bolsonaro.

Segundo o parlamentar, que já foi senador por Mato Grosso durante quatro anos, muita gente está ligando questionando sobre a declaração de Jair Bolsonaro em apoiar a candidatura de uma oficial da PM. Medeiros justifica dizendo que ele apoia o presidente e só mudaria isso se o chefe de estado mudasse suas convicções.

“Muita gente está me ligando pra perguntar: é verdade que Bolsonaro não vai te apoiar? Quero dizer que ele me apoia quando se propõe a construir o Brasil que eu sonho ver para meu povo! Quando eu me levantei para estar ao lado deste Governo não era condicionado a ter "algo em troca", mas porque acredito no projeto. A única coisa que me faria mudar essa aliança seria o presidente alterar suas convicções, o que acredito firmemente que não ocorrerá”.

Ainda no post, Medeiros ressalta que já passou fome, perdeu irmãos por isso e quer ajudar a mudar do Brasil para que outras pessoas não sofram com essa situação.

Estou junto de Bolsonaro porque o que ele quer para esse país são as mesmas coisas que eu quero. Não sobrevivi a uma infância de miséria no nordeste e vi dois irmãos morrerem de fome para hoje estar na política ao lado de bandido, estou e continuarei ao lado do capitão até o fim desta luta!”, frisa o deputado.

Medeiros continua pré-candidato, mesmo sem apoio declarado de Bolsonaro. A convenção do Podemos está marcada para o dia 11, em Cuiabá, onde deve oficializar a campanha do deputado federal na vaga suplementar ao Senado.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet