Olhar Direto

Segunda-feira, 25 de maio de 2020

Notícias / Cidades

PM já dispersou 270 aglomerações e levou 25 pessoas à delegacia por descumprimento de decreto

Da Redação - Max Aguiar

28 Mar 2020 - 14:57

Foto: PMMT

PM já dispersou 270 aglomerações e levou 25 pessoas à delegacia por descumprimento de decreto
Desde o dia 20 de março, quando começou a valer o decreto estadual que estabelece isolamento social para evitar a proliferação do novo coronavírus, em Mato Grosso, a Polícia Militar já atuou em mais de 270 ocorrências para dispersar aglomerações em bares, postos de combustíveis e festas. 

Leia mais:

Dupla invade casa e mata quatro jovens com tiros na cabeça; suspeitos são presos

As medidas ainda contaram com 25 conduções de pessoas que resistiram ao trabalho dos policiais e insistiam em ficar nos bares ou eventos com grande aglomerações. Entre essas prisões, a maioria não queria fechar seus estabelecimentos, que vendia bebidas alcoólicas. 

Além da capital, Cuiabá, com 15 dispersões, os relatórios apontam que a Polícia Militar vem fazendo dispersões principalmente em municípios pequenos. Em Nobres, por exemplo, município com 15 mil habitantes a 146 quilômetros de Cuiabá, foram sete aglomerações dispersadas. Já em Campinápolis e Nova Xavantina (a 658 e 645 km de Cuiabá, respectivamente), os policiais militares desfizeram seis aglomerações em cada.

Mas foi Nova Mutum (260 km de Cuiabá), com população estimada em 45 mil habitantes, que registrou o maior número: 20 dispersões, a partir de chamados de moradores, de operações e constatações feitas durante o policiamento preventivo.    

Entretanto, a principal atuação da Polícia Militar mato-grossense vem sendo no sentido de orientar a população. Um sistema próprio de monitoramento foi criado para esse momento de crise já contabiliza mais de 12 mil atendimentos de orientação e esclarecimento de dúvidas sobre as medidas emergenciais adotadas pelo Governo do Estado e municípios.

Na noite de quinta-feira (26), quase 500 policiais dos 15 comandos regionais do Estado saíram às ruas para reforçar o policiamento de prevenção a roubos, furtos, orientar a população e fazer cumprir as medidas emergenciais de prevenção à propagação do Coronavírus.

Em Cuiabá e Várzea Grande a ação teve o reforço de policiais das unidades especializadas como os Batalhões Rotam, Cavalaria, Bope, Ambiental e Trânsito. Já no interior o reforço veio das Companhias de Força Tática.

O subchefe de Estado Maior da PM, coronel Wankley Corrêa Rodrigues, destaca que em uma situação de emergência como essa em que vive o mundo, as atribuições dos policiais extrapolam as ações cotidianas de prevenção e repressão à criminalidade.

Rodrigues destaca que, para segurança e proteção da sociedade, é necessário atuar em apoio ou com ações individuais para orientar a população e fazer cumprir as medidas restritivas adotadas pelas autoridades governamentais. “É nisso que nossos policiais estão trabalhando de maneira intensa em defesa da população, adotando cuidados com a própria saúde e da família, mas também correndo riscos em muitas situações nas quais precisam intervir”, completa.

8 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Alguem
    29 Mar 2020 às 22:05

    Incrível que só fazem isso na rua, mas vizinhos se aglomerando dentro de casa com churrasco, música alta e gritos eles não vão atender!

  • Mulher ma
    29 Mar 2020 às 16:53

    Eu queria saber o que esses idiotas que mandam ficar em casa Ganham em ficar enchendo o saco de quem quer sair ou trabalhar? Vcs são parentes ou pagam contas de quem sai? Então cala boca e cuida de suas vidas Se morrer e problema e da pessoa. Bando de inúteis Se eu quisesse que alguém cuidasse de mim contratava uma babá. Imbecis!!!

  • Giupna
    29 Mar 2020 às 07:00

    Nova Mutum é um antro de gado.

  • San
    29 Mar 2020 às 01:43

    Tem muita gente que foi dispensada ou liberada ou sei lá oque pra ficar em casa, EM CASAAAA! Mas tá achando que é folga, férias.... dando rolê de carro, moto, a pé.... só lembrando o pico dessa praga é entre maio a abril.... continue na rua! Depois não reclame.

  • Eita
    29 Mar 2020 às 01:08

    Esse povo que acha que é histeria e que é normal morrer por causa do virus. Pq não se voluntaria pra entrar na estatística aceitável por eles? Ja que é tudo bem morrer. hipocrisia

  • Dudu
    28 Mar 2020 às 21:33

    Não aprendem pq são Zé povinho ignorantes!

  • DELCIO JANKE
    28 Mar 2020 às 17:39

    População mundial. 7.773.200.000 Morrem/Dia. 159.800 Nascem/Dia. 380.717 Crescimento Populacional DIA/ 220.880 Mortes por doenças transmissíveis/Dia 35.270 Mortes p câncer/Dia 22.320 Mortes por fumo/Dia. 13.570 Mortes por álcool/Dia 6.797 Mortes por HIV /Dia 4.568 Mortes por Acidente Trânsito/Dia. 3.668 Mortes por suicídio/Dia. 2.914 Mortes por Malária/Dia 2.665 Mortes por CORONAVÍRUS/Dia,considerando todas as mortes em 2 meses: 283 21,3% dos Italianos tem mais de 65 anos 8,06% dos brasileiros tem mais de 65 anos No Brasil morrem todos os dias 4.083 No Brasil NASCEM todos os dias 8.054 Fonte: INDEXMUNDI/ WOLDMETERS Ter as informações é importantíssimo para entendermos a realidade! Estamos em uma histeria coletiva e pagaremos um preço altíssimo por isso. A Economia é VIDA Quebradeira geral é MORTE Estejamos cientes de que a população fora de risco PODE E DEVE TRABALHAR, para ter como apoiar os que não podem e cuidar de si mesmo. O País precisa acordar para a realidade, caso contrario o choro pós vírus será muitíssimo maior

  • Sandra Pedra 90
    28 Mar 2020 às 16:16

    Povo não aprende com orientações. Só na borracha.

Sitevip Internet