Olhar Direto

Quarta-feira, 03 de junho de 2020

Notícias / Política BR

Ministério vai reduzir isolamento em estados com 50% de leitos disponíveis

Da Redação - Isabela Mercuri

06 Abr 2020 - 18:29

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Ministério vai reduzir isolamento em estados com 50% de leitos disponíveis
O Ministério da Saúde decidiu mudar de estratégia e propôs, em boletim divulgado nesta segunda-feira (6), a redução do isolamento em estados que possuem 50% dos leitos de hospitais ainda vagos. A medida pode passar a funcionar na próxima segunda-feira (13). As secretarias de Estado saúde de Mato Grosso e de município de saúde de Cuiabá ainda não informaram se a regra se aplicará ao estado e à capital.

Leia também:
Coronavírus se espalha pelo interior e Mato Grosso chega a 76 casos confirmados
 
Nestes estados e cidades menos afetados pelo vírus, seria implantado o distanciamento social seletivo, ou seja, aquele em que apenas os grupos de risco – idosos e pessoas com doenças de base – seriam isolados, enquanto as outras, desde que sem sintomas, podem circular livremente.
 
Nesta segunda-feira (6) o Brasil registrou 12.056 casos da doença, e 533 mortes. Em Mato Grosso, são 76 casos e uma morte, sendo que, destes, 13 estão hospitalizados. Além disso, o governo trabalha para construir mais 210 leitos no Hospital Metropolitano em Várzea Grande, exclusivamente para atender os casos de COVID-19. A entrega está prevista para dia 20 de abril.
 
A proposta do distanciamento social seletivo, ou ‘isolamento vertical’, é defendida pelo presidente Jair Bolsonaro desde o início da pandemia no Brasil. Ela foi também a proposta do primeiro ministro da Inglaterra, Boris Johnson, que voltou atrás quando viu os números crescerem e que nesta segunda-feira (6) foi internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) vítima do novo coronavírus (COVID-19).

6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • LUCELIA PACHECO PEREIRA
    07 Abr 2020 às 09:13

    DELCIO JANKE, desculpe -me, errei seu nome. Seu comentário foi cirúrgico. Confio no presidente Jair Bolsonaro, tem competência e humildade. Mandeta quer o protagonismo para tirar proveito politicamente, perdeu a eleição para deputado federal em Mato Grosso do Sul. Família Trad da qual ele pertence, está perdendo o comando de caciques. Acordaram. No momento certo o ministro Mandeta vai ser demitido. Tipo provado que a Cloroquina é eficiente pelos 400 pacientes que foram curados no hospital da Prevent Sênior, mas o protagonismo não foi do ministro... Ontem após a reunião com o presidente, o discurso está mudando. A diferença é que Jair Bolsonaro não é corrupto, governador também com o coração e competência.

  • marcos
    07 Abr 2020 às 09:13

    Imagino Lula como Presidente nessa crise,penso em quantos Bilhões iriam para a conta do seu Partido,dúvido com quem quiser se ele estaria ajudando o povo depositando o minimo 600,00 reais.

  • Ana
    07 Abr 2020 às 08:08

    DELCIO JANKE, respeito seu posicionamento mas tem um questionamento que até hoje não ninguém conseguiu me esclarecer. O COVID-19 devastou a China, Europa e está nos EUA e aqui no Brasil seria diferente por que ? Ou seja no Brasil ele não irá matar ninguém? Infelizmente o presidente não tem competência para tratar uma crise e a esquerda podre está se aproveitando de toda a situação. Resumo da ópera,os politiqueiros de plantão estão se aproveitando do momento (tanto de esquerda,quanto de direita), e o Presidente sem preparo não dá conta da situação. Quem sofre??? O povo!!! Nem esquerda,nem direita ... sempre para frente. Chega de politicagem,precisamos de ADMINISTRAÇÃO E POLÍTICAS PÚBLICAS.

  • LUCELIA PACHECO PEREIRA
    07 Abr 2020 às 00:46

    Felício Janke, seu comentário foi cirúrgico. Temos que ficarmos atentos em quem não votar para prefeito e vereadores. Mato Grosso precisa mudar as caras que estarão no governo, este ano e em 2022.

  • Mico
    06 Abr 2020 às 23:36

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • DELCIO JANKE
    06 Abr 2020 às 18:54

    Tentaram com a Amazônia em chamas, com a Marielle, com o porteiro do condomínio, com a avó da Michele, com a moça da banquinha de açaí, com o óleo venezuelano, com os palestinos, com o Queiroz, com a Joyce, com o Mácron, com o papa, com a China, com o Intercept, com os robôs do WhatsApp, com o Maia, com a Globo, com o Alcolumbre, com o STF, com a imprensa, com os governadores do nordeste, com o Witzel, com o Doria, com o Caiado, com o Centrão, com os filhos, com o Bebiano, com os militares, com o relacionamento desgastado com os ministros, com os milicianos, etc etc etc... Ou seja, a crise atual nada tem a ver com o COVID 19 e as estratégias para combatê-lo. Eles querem é derrubar o presidente pois com ele no poder Executivo ninguém mais consegue roubar o Brasil. Entendeu ou quer que desenhe? (Autoria desconhecida)

Sitevip Internet