Olhar Direto

Notícias / Cidades

Por Covid-19, Padaria do Moinho comunica que fecha as portas por tempo indeterminado

Da Redação - Vinicius Mendes

08 Abr 2020 - 09:01

Foto: Olhar Direto

Por Covid-19, Padaria do Moinho comunica que fecha as portas por tempo indeterminado
A Padaria do Moinho, localizada no Bosque da Saúde em Cuiabá, comunicou que fecha as portas por tempo indeterminado, a partir do dia 7 de abril, em decorrência da pandemia do coronavírus. No mês passado a padaria já havia demitido 15 funcionários e concedido férias para outros 30, mas mesmo assim afirmou que não se sente segura em manter as portas abertas, mesmo com o aumento de vendas neste período.

Leia mais:
Padaria Moinho demite 15 funcionários e concede férias para 30

No comunicado a Padaria inicia falando que "em meio à uma tempestade, o melhor a ser feito é se proteger". O estabelecimento disse que é preciso pensar nas famílias de seus colaboradores e auxiliadores, em decorrência do risco do coronavírus.

"O vírus é um problema grave e precisa ser tratado como tal. Mesmo tendo acréscimo nas vendas no período, mesmo seguindo todas as regras mais rígidas de vigilância sanitária, mesmo implantando técnicas inovadoras como a esterilização de nossos carrinhos, a Padaria do Moinho não se sente segura em abrir suas portas e garantir a saúde dos clientes".

Segundo o comunicado, a Padaria do Moinho fecha completamente suas portas, desde esta terça-feira (7), por tempo indeterminado, "até esta tempestade passar". No entanto, finalizou com a promessa de que irá reabrir novamente.

18 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Cuiabano
    09 Abr 2020 às 12:51

    Funcionário e fornecedores abrem os olhos...

  • PAGADOR DE IMPOSTOS SEM RETORNO
    09 Abr 2020 às 12:23

    TUDO CARO INCLUSIVE A ENERGIA MAIS CARA DO BRASIL PORQUE OS DEPUTADOS NÃO APROVARAM MAIS CONCESSOES DE HIDRÉLETRICAS HÁ DÉCADAS ,A ENERGIA O GÁS TUDO MUITO CARO MESMO A CULPA DOS DEPUTADOS E O IPTU QUE É CARÍSSIMO E OS JUROS EM UM ANO DOBRAM OS VEREADORES E DEPUTADOS NÃO ESTÃO VENDO ESSE ABUSO E AINDA PROTESTAM ? ESSES DEPUTADOS E VEREADORES NÃO MERECEM NOSSOS VOTOS FIQUEM ATENTOS !!

  • Arigó
    09 Abr 2020 às 12:23

    KKKKK...só povo invejoso nos comentários...lá sempre é cheio de crientes...é voxes que num têm dinheiro!

  • Pobre
    09 Abr 2020 às 10:05

    De boa esses comentários de dizer que la tudo é caro, são de pessoas que vão la só pra dizer que estiveram la, tudo pobre kkkk

  • Arquivoteca
    09 Abr 2020 às 09:12

    Tentei vender espaço de arquivo pra esses japoneses, a poucos meses atras, botaram banca com um papo que nossa empresa não tinha tecnologia pra atender a deles, sai de lá com a sensação de que eles não tinham, era dinheiro pra pagar mesmo. Dez horas da manhã com meia dúzia de clientes pra pagar por um expresso que custa R$ 8,50 a xícara. Tá explicado a quebradeira. Parabéns pela má administração Sr Mário Okura.

  • cidão
    09 Abr 2020 às 08:32

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Pereira
    08 Abr 2020 às 21:25

    O triste é que muitas empresas não reabriram mais após a pandemia e aí prefeito p.. vai se tocar, que pela vaidade, está matando as receitas do município

  • Vanderlei Borges de Freitas
    08 Abr 2020 às 16:09

    Essa Kamila só pode ser loka com k mesmo . Guria acorda ... esquerdinha do Jardim das Américas é pra cabá mesmo viu.

  • Eleitor
    08 Abr 2020 às 15:11

    Quem está comentando que fechou porque está sem clientes por ser um lugar caro, obviamente não tem frequentado o mercado da padaria. Sempre tem clientes, o povo faz compra até de mês lá. Não tem só quebrado em Cuiabá. A turma paga pra não frequentar lugar cheio de povão...

  • marcio ciríaco da silva
    08 Abr 2020 às 14:26

    Êtá lugarzinho caro, mas muito caro