Olhar Direto

Segunda-feira, 25 de maio de 2020

Notícias / Cidades

Delegacia cria número para auxiliar vítimas de violência doméstica via WhatsApp

Da Redação - Isabela Mercuri

08 Abr 2020 - 10:20

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Delegacia cria número para auxiliar vítimas de violência doméstica via WhatsApp
Em período de isolamento social, em que a população segue fechada em suas casas, muitas mulheres vítimas de violência doméstica não conseguem denunciar seu agressor ou procurar ajuda. Por este motivo, a Polícia Civil criou, por meio da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá (DEDM) um canal de atendimento psicológico por telefone.

Leia também:
Agressor e vítima confinados: queda na violência doméstica não significa que agressões pararam

O número é destinado a vítimas que são atendidas pela unidade policial na Capital. O  atendimento é realizado pelo número (65) 99973-4796, onde a psicóloga da delegacia recebe mensagens, via áudio ou texto, ou ligações. O telefone recebe mensagens também pelo aplicativo WhatsApp.

Segundo a delegada titular da DEDM, Jozirlethe Criveletto, o serviço é para este período em que são necessários o distanciamento ou isolamento social e a redução de pessoas em circulação nas ruas e unidades policiais.

“Continuamos atendendo as vítimas nas situações em que é necessário o serviço presencial. E para o atendimento psicológico, que pode ser realizado por telefone, disponibilizamos o serviço em que nossa profissional faz a escuta ativa, recebe mensagens e faz as orientações para as vítimas”, afirma.

Pela Delegacia Virtual (http://www.delegaciavirtual.mt.gov.br), as vítimas podem fazer ainda o pré-registro de ocorrências como injúria, ameaça, calúnia, difamação, constrangimento ilegal e violação de domicílio no âmbito de violência doméstica.

Para validação do pré-registro da ocorrência, a pessoa deve ligar em um dos números: (65) 3901-4839 / (65) 99989-4035 / 98463-2525.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet