Olhar Direto

Notícias / Cidades

Funcionário das Americanas dá ‘mata leão’ em cliente que não quer aguardar na fila para entrar

Da Redação - Isabela Mercuri

10 Abr 2020 - 09:20

Foto: Reprodução

Funcionário das Americanas dá ‘mata leão’ em cliente que não quer aguardar na fila para entrar
Um funcionário das Lojas Americanas do centro de Várzea Grande foi levado à delegacia após ser acusado de ter dado um ‘mata leão’ no cliente, que não queria esperar na fila para entrar no estabelecimento. A loja estava restringindo a quantidade de pessoas em razão das regras de distanciamento social.

Leia também:
Homens assaltam conveniência, batem carro em muro de restaurante durante fuga e são presos
 
De acordo com informações do boletim de ocorrência, o fato aconteceu às 15h30 de quinta-feira (9). O funcionário contou à Polícia que trabalha no setor de ‘prevenção e perdas’, e que controlava a quantidade de pessoas tendo acesso à loja, devido à pandemia do novo coronavírus (COVID-19).
 
Um dos clientes, no entanto, haveria dito que precisava resolver o problema de um celular, e não quis aguardar na fila. Segundo o funcionário, o cliente não acatou as ordens e ainda proferiu palavras de baixo calão.
 
O cliente conta que comprou um celular no dia 9 de fevereiro, e que havia feito uma reclamação em outra loja, no bairro Cristo Rei. Lá, o orientaram a ir à loja do centro na data presente. Ele ainda informou que precisava falar com uma jovem que estava próxima à recepção, mas que o funcionário insistiu que ele deveria ficar na fila. Ele disse que não iria esperar, pois tinha que trabalhar, e tentou entrar. Neste momento, o funcionário teria lhe dado um ‘mata leão’. Os dois foram conduzidos à delegacia.

14 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • amorim
    11 Abr 2020 às 18:49

    o comercio esta muito despreparado!! 1º tem que separar o cliente que vai compra, cliente que vai pagar e cliente que vai resolver algo ou troca. 2º os cliente tem que ter paciência. infelizmente estão vivendo algo que nao é brincadeira. 3º tem que ter treinamento para os funcionarios. eles tbm nao ajuda a tirar uma duvida, só pq nao é a função deles acaba mandando esperar na fila fazendo aglomeração sendo que pode passar uma informação.

  • Manco
    11 Abr 2020 às 16:58

    Tem cada, comentários inútil,digno do ser humano, Brasileiro...só professor de Deus...affff

  • Jorge1
    11 Abr 2020 às 16:13

    Estão errados: O cliente por não esperar sua vez, independentemente de sua faixa etária. A empresa, por exigir para que um funcionário fizesse esse tipo de trabalho, sem nenhum preparo para tal.

  • Marcelo
    11 Abr 2020 às 15:11

    O brasileiro não vai morrer pela covid-19, mas sim pela ignorância.

  • Dudu
    11 Abr 2020 às 09:57

    É só não furar fila!!! Brasileiro só aprende na porrada ou quando mexe no bolso!

  • Ana Júlia Gonçalves
    11 Abr 2020 às 09:26

    Engraçado q na reportagem ninguém fala q o cliente seria um idoso de mais de 60 anos. Isso q ele fez foi uma covardia.

  • Observadora
    11 Abr 2020 às 08:19

    Ridículo. Se tinha que trabalhar, foi fazer o quê na loja? Pessoa totalmente sem educação ao querer furar fila. Isso que o funcionário ainda foi gente boa ao dar apenas uma mata leão para imobilizá-lo. Quis pagar de machao, se aparecendo na frente de todos, conseguiu: #cadeia.

  • Paulo Santana
    11 Abr 2020 às 06:42

    Ainda querem a liberação do comércio! Povo brasileiro a grande maioria nos dias atuais são desprovido de educação, não respeitam preferencial nos lugares dos ônibus, em filas de banco que dirá um distanciamento em fila de caixa. Agora não usando a força física que irá resolver a situação, distanciamento melhor isolamento ainda é a melhor medida, sair só em casos essenciais.

  • Eita
    10 Abr 2020 às 14:48

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Júnior Gomes
    10 Abr 2020 às 11:56

    deveria ter chamado a polícia pra resolver o caso , não agir desta maneira . Se fosse comigo tinha mandado 3 tiro no peito deste funcionário pra ele ver tamanho da valentia dele .

Sitevip Internet