Olhar Direto

Sábado, 12 de junho de 2021

Notícias | Política MT

IPTU

Emanuel admite ‘pressão’ da população para prorrogar prazos e diz que foi sensível

Foto: Rogério Florentino/ Olhar Direto

Emanuel admite ‘pressão’ da população para prorrogar prazos e diz que foi sensível
Emanuel Pinheiro admitiu que cedeu à pressão popular na decisão de prorrogar o pagamento do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU). A primeira parcela (ou a parcela única com desconto) que venceria dia 13 de abril foi prorrogada até 13 de julho, sem juros. Segundo o prefeito, ele foi “sensível” aos apelos.

Leia também:
Prefeito prorroga prazo para pagamento do IPTU e ISSQN e garante não sujar nome de inadimplentes
 
Emanuel garantiu que a demora a tomar a decisão se deu por conta de todas as responsabilidades que a Prefeitura tem que assumir, principalmente em um momento de pandemia e iminente crise econômica, mas que assim que conseguiu ‘respirar’, achou justo dar este fôlego aos cidadãos.
 
“Eu, muito ligado com o movimento comunitário, com a base, [estava] sentindo isso da população. Ora, se o município está reagindo bem, está conseguindo reagir, conseguindo, com toda dificuldade... nós temos um momento, aí, de vacas magras. Um momento critico onde se prevê uma grande crise econômica. Eu tenho que me preparar para isso e preparar a cidade”, afirmou, em entrevista à TV Centro América.
 
“Se a gente conseguiu respirar, nada mais justo que a Prefeitura dê o exemplo, se solidarize com a população, e no momento mais crítico da pandemia, segundo as autoridades - que será final de abril, maio e junho - a população possa ter um folego nas suas finanças, possa ter um folego no se orçamento familiar, e se reprogramar para o IPTU”, completou.
 
O anúncio da prorrogação foi feito por meio de uma transmissão ao vivo na manhã da última quinta-feira (15). Além do IPTU, Emanuel também decidiu prorrogar o pagamento do ISSQN (Imposto Sobre Serviços), por 6 meses a contar pelo mês de competência, para as seguintes atividades: serviços de hospedagem, turismo, viagens e congêneres, serviços de diversões, lazer, entretenimento e congêneres, profissionais autônomos. Todo os trabalhadores desses setores estão inclusos no novo decreto.
                                            
Para o IPTU, o prefeito determinou que o pagamento em cota única, com 10% de desconto, está prorrogado para o dia 13 de julho. Para quem parcelou em oito vezes, o pagamento está mantido normal. Mas quem ainda não parcelou tem a opção de parcelar em quatro vezes, com o primeiro pagamento começando em setembro.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet