Olhar Direto

Segunda-feira, 06 de julho de 2020

Notícias / Política MT

Policiais penais e servidores de penitenciárias reclamam de EPI's fornecidos pelo Governo

Da Redação - Max Aguiar

24 Mai 2020 - 16:49

Foto: Reprodução

Policiais penais e servidores de penitenciárias reclamam de EPI's fornecidos pelo Governo
De volta ao Parlamento Estadual desde o dia 15 de maio, o deputado João Batista (Pros) voltou à rotina de visitar unidades prisionais de Mato Grosso e buscar saber dos funcionários se estão recebendo Equipamento de Proteção Individual (EPI) e se existe algum policial penal ou servidor da saúde com sintomas do novo coronavírus. 

Leia mais:
Com multa de R$ 1 mil, prefeita endurece e fecha o cerco contra o coronavírus


Em sua primeira visita, Batista esteve na unidade penitenciária do Capão Grande, em Várzea Grande. Acompanhado de policiais penais e servidores da cadeia, o parlamentar, que também é policial penal de carreira, disse que ouviu todos os anseios e espera fazer esse tipo de acompanhamento em todas os centros de detenção da região metropolitana e depois das cidades do interior. 

"Hoje começamos pelo Capão Grande, depois fomos ao Centro de Custódia de Cuiabá e mais tarde no Centro de Ressocialização, antigo Carumbé. Estamos checando se os funcionários estão recebendo EPI e todos os anseios da categoria. Já colhemos algumas sugestões e reclamações e vamos levar ao plenário da Assembleia para encaminhar ao Secretário de Segurança", disse Batista. 

Entre as reclamações está o capote, que é um equipamento de pano que fica sobre o jaleco do profissional da saúde, ele não está correto. Esse equipamento evita que ele tenha contato com a saliva, suor ou sangue do detento. "O pessoal da saúde reclamou do capote, pois não está impermeabilizado e por isso não estaria sendo um equipamento com a devida proteção", comentou.

Quanto aos agentes, a reclamação é o número de máscaras que foi entregue apenas dois para cada um e não foi entregue o capote para os policiais penais. "Foi concedido álcool, mas não é gel. É necessário comprar o capote para que cada agente use, pois se for necessário carregar o preso ele não pode ter o acesso direto à pele do detento. Vale dizer também que no Capão Grande não há registro algum de caso de Covid-19, mas mesmo assim os presos passam por um processo de desinfecção com água e água sanitária. Só depois disso, que ele é colocado em cela", completou o deputado. 

Todas as reivindicações serão levadas ao Secretário Alexandre Bustamente, mas antes serão colocadas em pauta no expediente da Assembleia Legislativa. 

 

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Paolo
    25 Mai 2020 às 12:27

    Policia???? KKKKKKKKKKKKK nunca serão.

  • Zeca
    25 Mai 2020 às 09:58

    Por que reclamam de EPIS? Se todos usam o mesmo equipamento? Isso é malandragem de sinticatos.

  • kleber
    25 Mai 2020 às 08:48

    O DEPUTADO JOÃO BATISTA PARECE QUE FOI ELEITO SÓ PARA REPRESENTAR A CATEGORIA DE AGENTES PENITENCIARIOS, E, PELO JEITO, MUITO MAL, PORQUE TEM AGENTES PARA SEREM CONVOCADOS E QUEM SÃO, SÓ DELEGADOS, QUE O SALARIO INICIAL SÃO 6X DE UM AGENTE.

  • chuck-NORRIS
    25 Mai 2020 às 07:54

    ESSE NÃO GANHA MAIS NEM PRA SINDICO. ABANDONOU A PAUTA DA CATEGORIA BEM NO PERÍODO MAIS CRITICO PARA DAR AO SEU SUPLENTE O GOSTINHO DE FICAR POR 3 MESES, ISSO É UMA VERGONHA. JOÃO BATISTA E O MAURO MENTIRA MENDES VÃO GANHAR OPOSIÇÃO DE GRAÇA NA PRÓXIMA ELEIÇÃO. GOVERNO CHAMOU 30 DELEGADOS SEM NENHUM ESFORÇO. CLAUDINEI TRABALHANDO CALADINHO, JÁ O JB NÃO, PEGA FÉRIAS DE 3 MESES PRA DEIXAR SUPLENTE ENTRAR.... E NÃO ADIANTA FICAR NERVOSO NOS GRUPOS DE WHATS.

Sitevip Internet