Olhar Direto

Segunda-feira, 01 de junho de 2020

Notícias / Cidades

Proibição no corte de água em Cuiabá é prorrogada por mais três meses

Da Redação - Isabela Mercuri

23 Mai 2020 - 12:05

Foto: Reprodução

Proibição no corte de água em Cuiabá é prorrogada por mais três meses
Um novo decreto, que será publicado no Diário Oficial do Tribunal de Contas (TCE) na próxima segunda-feira (25), determina a prorrogação por mais 90 dias da proibição do corte de água nas casas cuiabanas. A informação foi divulgada pela própria Prefeitura na manhã deste sábado (23).

Leia também:
Portaria da Prefeitura permite desligamento de iluminação pública em parques e ginásios

O primeiro decreto com esta medida havia sido publicado pelo prefeito Emanuel Pinheiro no dia 18 de março de 2020. "Uma das medidas recomendadas mundialmente é o isolamento em suas residências com vistas a evitar a exposição ao novo coronavírus. Nossa preocupação é garantir que toda pessoa mantenha o acesso à água, garantindo sua higienização e por isso determinei que a medida fosse prorrogada. Queremos cada vez mais medidas eficientes", explica o prefeito.
 


Desta forma, a concessionária Águas Cuiabá S.A. não pode interromper o fornecimento de água dos consumidores inadimplentes, ainda nos termos do artigo 1º do Decreto nº 7.847 de 18 de março de 2020.

Para Emanuel, é necessário um esforço conjunto para garantir o combate à disseminação da COVID-19.  Cuiabá tem neste sábado (23) 400 casos de COVID-19, que representam um total de 32% dos casos confirmados registrados em todo Estado (1.294). "Gostaríamos que nenhuma vida fosse perdida nessa batalha e nosso esforço é para garantir achatar a curva de crescimento de casos. Não seria omisso. Todo o esforço é para salvar vidas", afirma.

A decisão sobre os decretos municipais vem do Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus, criado no dia 16 de março. No último dia 6 de abril, um decreto publicado também previa que a concessionária Águas Cuiabá ficasse obrigada a fazer o religamento do abastecimento em casas cujo os cortes tenham ocorrido entre 17 de janeiro a 17 de março.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Yoram
    23 Mai 2020 às 16:33

    Muitos consumidores podem até estar gostando desta notícia, mas tem um porém: a dívida não será perdoada pelo homem do paletó. Portanto quem puder pagar que pague, caso contrário a dívida aumentará como uma bola de neve.

Sitevip Internet