Olhar Direto

Sexta-feira, 16 de abril de 2021

Notícias / Cidades

Operação

PF cumpre mandados em MT e outros Estados contra fake news e ameaças ao STF; deputado e empresário alvos

Da Redação - Wesley Santiago

27 Mai 2020 - 07:45

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

PF cumpre mandados em MT e outros Estados contra fake news e ameaças ao STF; deputado e empresário alvos
A Polícia Federal cumpre, na manhã desta quarta-feira (27), mandados de busca e apreensão no inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF) que apura produção de notícias falsas e ameaças à Corte. Entre os alvos estão apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, como o empresário e dono da Havan, Luciano Hang. Pelo menos uma das ordens judiciais é cumprida em Mato Grosso.

Leia mais:
Empresário é preso com armas pela Polícia Federal em aeroporto de Sinop

Estão sendo cumpridos 29 mandados de busca e apreensão no âmbito do referido procedimento, conduzido pelo ministro Alexandre de Moraes. As ordens judiciais são para o Distrito Federal, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso, Paraná e Santa Catarina.

Em Mato Grosso, conforme o apurado pelo Olhar Direto, o mandado estaria sendo cumprido em uma cidade do interior.

O ex-deputado federal Roberto Jefferson, o empresário Luciano Hang, o deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP) e blogueiro Allan dos Santos são alvos.  Todos são aliados do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Também é alvo da operação a blogueira Sara Winter.O inquérito foi aberto em março de 2019 e terminaria em junho deste ano, mas pode ser prorrogado.

As investigação já identificaram ao menos 12 perfis em redes sociais que atuam na disseminação de informações, de forma padronizada, contra ministros do tribunal.

Isso significa, por exemplo, que esses perfis encaminham o mesmo tipo de mensagem, da mesma forma, na mesma periodicidade. Técnicos cruzam informações para tentar localizar financiadores desses perfis.

Em nota, a assessoria de imprensa do STF informou apenas que "o inquérito 4781 tramita sob sigilo. As informações que recebemos nesse processo são repassadas pelo gabinete, e não recebemos qualquer informação sobre esse caso de hoje."

Atualizada às 07h57. 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet