Olhar Direto

Sexta-feira, 10 de julho de 2020

Notícias / Cidades

Idoso vítima de infarto é enterrado por engano no lugar de mulher que morreu por coronavírus

Da Redação - Wesley Santiago

27 Mai 2020 - 10:22

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Idoso vítima de infarto é enterrado por engano no lugar de mulher que morreu por coronavírus
Uma família acusa o Hospital São Luiz, em Cáceres (220 quilômetros de Cuiabá), de trocar o corpo de seu ente que faleceu na última terça-feira (26), na unidade de saúde. Um homem, que foi a óbito por conta de um infarto, foi enterrado pelos parentes de uma mulher que havia perdido a vida no mesmo dia e tinha suspeita de coronavírus. Uma sindicância foi aberta.

Leia mais:
Produtor Rural morre de coronavírus e número de óbitos chega a 43 em Mato Grosso
 
Adélio João de Souza, de 66 anos, foi enterrado como se estivesse com suspeita de Covid-19 no lugar de uma senhora idosa, da cidade de São José dos Quatro Marcos (MT), no Cemitério Park dos Ipês, em Cáceres.
 
O filho do idoso, Roberto Fernandes de Souza, disse em entrevista ao Cáceres Notícias que o pai teria dado entrada ao Hospital São Luiz no dia 20 de maio de 2020, após sofrer um infarto, e que na tarde desta terça-feira (26) teria vindo a óbito em decorrência dos problemas cardíacos. Ele então teria sido avisado da morte pela unidade e feito os trâmites para a liberação do corpo.
 
Porém, depois de algumas horas, o agente funerário teria entrado em contato com ele informando que o hospital não estava querendo liberar o corpo. Quando o filho retornou à unidade, foi informado que o pai havia sido sepultado em lugar de uma senhora de nome Alaíde Rosa de Aquino.
 
O corpo da mulher ainda estava no hospital, apesar de já ter sido dado como enterrada. “Nós que estamos tendo que correr atrás para desfazer essa situação, é um absurdo, o que estão fazendo com nossa família. Nosso pai morreu de infarto e foi enterrado como se fosse de covid-19, e por outra família”, afirmou o filho do idoso.
 
Roberto ainda esclareceu que o teste de coronavírus do seu pai deu negativo. O exame teria sido mostrado aos familiares, sendo que houve a liberação para o velório na casa da vítima. As duas famílias procuraram o Centro Integrado de Segurança e Cidadania (CISC) em Cáceres para dar queixa da confusão.
 
Por meio de nota a direção do Hospital São Luiz informa que abriu sindicância para apurar o ocorrido e adotará todas as medidas cabíveis. Confira a íntegra abaixo:
 
NOTA DO HOSPITAL SÃO LUIZ – 26/05/2020
 
A direção do Hospital São Luiz informa que abriu sindicância para apurar o ocorrido e adotará todas as medidas cabíveis.
 
A gestão mantém, de forma contínua, a revisão de protocolos de segurança e o caso mencionado não está de acordo com o rigor dos procedimentos do São Luiz.
 
Os familiares dos pacientes envolvidos foram informados, imediatamente, após identificada a situação, sendo oferecido todo o suporte para a resolução dos trâmites necessários.
 
Neste momento, o Hospital São Luiz lamenta o ocorrido e reitera seu compromisso com a população, amparado por seus princípios e a busca permanente pela qualidade, humanização e segurança nos serviços oferecidos.
 
Assessoria de Comunicação – Hospital São Luiz

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • garastazul@bol.com.br
    28 Mai 2020 às 08:27

    Incompetência...... geral....... não vamos transferir a culpa .... o virus não tem nada haver com a incompetência.

  • Dra Gabriela CPA 4
    27 Mai 2020 às 14:47

    Chico Bento quando coronavirus atingir alguém próximo ,vc pensará diferente do Bozonaro.

  • Chico Bento
    27 Mai 2020 às 12:54

    Quanto mais alarde e fabricação de mortos por corona vírus, melhor para os políticos, hospitais, etc.

  • Jorge Oyama
    27 Mai 2020 às 11:03

    Pânico de guerra coronavirus leva ao stress e sem querer a troca dos cadáveres. Fiquem em casa Essa doença é terrível...

Sitevip Internet