Olhar Direto

Sexta-feira, 07 de agosto de 2020

Notícias / Cidades

Prefeitura autoriza reabertura de shoppings, bares, restaurantes e similares em Cuiabá; veja como fica

Da Redação - Wesley Santiago

28 Mai 2020 - 10:50

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Prefeitura autoriza reabertura de shoppings, bares, restaurantes e similares em Cuiabá;  veja como fica
O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (DEM), anunciou nesta quinta-feira (28) que irá liberar o funcionamento de shoppings centers, bares, restaurantes e similiares na capital mato-grossense, com restrições.

Leia mais:
Mauro Mendes processa Emanuel Pinheiro por impedir fiscalização em leitos para Covid-19 em Cuiabá

Conforme o decreto, os shoppings centers da capital mato-grossense poderão reabrir a partir do dia 03 de junho (quarta-feira). O funcionamento será de segunda a sábado, das 14h às 22h. Domingos e feriados os empreendimentos ficarão fechados. O sistema de delivery seguirá normalmente. 

No Shopping Popular de Cuiabá, o funcionamento será diferente. A retomada das atividades será a partir de 03 de junho (quarta-feira). O expediente será de segunda a sábado, das 09h às 17h, também vedados domingos e feriados.

Além disto, ainda no shopping popular, somente será permitida a abertura de 50% dos boxes por dia, com alternância entre eles. "Sendo assim, quem trabalhar na segunda, fecha na terça para que outro colega possa abrir suas portas", disse o prefeito Emanuel Pinheiro.

Tantos nos shoppings centers, como no popular, até 30 de junho somente será permitida uma lotação de 30% da capacidade máxima. Após esta data e, caso a pandemia continue controlada na cidade, sobe para 50%. A administração dos empreendimentos será responsável pelo controle.

Já os bares, restaurantes e similiares - inclusive os dos shoppings - serão reabertos a partir do dia 08 de junho. No almoço, o funcionamento será das 11h às 15h e no jantar, das 18h30 às 23h. As empresas poderão abrir de terça a domingo. O sistema delivery seguirá normalmente.

O prefeito também pontuou que os bares, restaurantes e similares poderão funcionar com apenas 50% de sua capacidade. Além disto, as medidas de distanciamento e biosegurança terão de ser respeitadas.

A autorização para a retomada gradativa e segura das atividades econômicas descritas no presente decreto não se aplicam ao comércio de alimentos realizados nas  vias e logradouros públicos.

Emanuel Pinheiro destacou que a situação pode ser modificada e o fechamento necessário, se a doença se descontrolar. “Não é um pacto eterno, pretendo que seja, mas depende do comportamento da evolução do Covid-19. Se continuar sob controle, sem que haja colapso no sistema de Saúde, não tem problema. Isso pode ser mudado a qualquer momento”.

O gestor citou que as medidas tomadas por ele, logo no início, permitem que Cuiabá chegue neste ponto com números baixos, se comparado com o resto do país e que flexibilize as medidas.

"Não foi uma vontade pessoal minha, vocês não sabem o quanto corta o meu coração a crise econômica, desemprego, dificuldades que nosso setor produtivo vem passando. Tinha que tomar uma decisão. A prioridade, sempre será a saúde e vida das pessoas. Isso inclui você empreendedor, suas famílias, seus trabalhadores. Fui muito atacado ultimamente por estes setores.Foi pela defesa da vida”, acrescentou.

Emanuel ainda pontou que os números crescem e vão continuar. "É uma pandemia, não tem como evitar isto. Mas conseguimos achatar a curva. Será de forma controlada, porque a gente conseguiu se preparar. Não fico insensível aos pedidos, entendemos o clamor econômico e social. Foi muito importante o diálogo permanente".

Atualizada às 11h18, 11h28 e às 11h46

45 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Creusita CIQUEIRA CARVALHO
    02 Jun 2020 às 10:38

    Eu trabalho nas feiras??? E nós quando vamos volta???? Já passou da hora

  • Baby
    01 Jun 2020 às 08:19

    E OS CLUBES? CONTINUARÃO FECHADOS?

  • Cuiabana
    29 Mai 2020 às 11:54

    Penso eu que, quem não concorda não vá, simples assim. As pessoas precisam trabalhar, muitos estão ficando desempregados. Quem reclama duvido que está passando necessidade, vivendo de doação. Se tivesse o mínimo de consciência ao menos não iriam criticar. Quem não acha boa ideia e pode se dar ao luxo, que fique em casa. Outra coisa, quem acredita nesses números, no mínimo é burro. Tudo isso é política, assim como fraudam números em campanhas políticas, fraudam facilmente esses números. Já têm casos de acidente ser colocado como covid. Vcs não aprendem nunca.

  • YVONE Inez Ricci Boaventura
    29 Mai 2020 às 11:03

    O mais importante é a estrutura da Saúde Pública para atender a População contra à Covid...

  • da Gurizada CMC
    29 Mai 2020 às 07:33

    ratooo, ninguém mandou ficar comendo bolacha, agora aguenta...

  • Seu Zé
    28 Mai 2020 às 23:01

    gente.. aqui só tem doutores e especialistas em virologia, pandemia e economia, parem de comentar, vão lá passar tooodo esse conhecimento de vocês para os prefeitos, governadores e o presidente, salvem o Brasil, ou pelo menos mudem os mesmos discursos do blablabla onde cada um só olha o seu lado, seja ele quem tem que trabalhar e quem se mantem isolado "tendo" condições básicas para isso... Opniao como todo mundo deu, eu também dei a minha haha pum

  • Mestre Maçom
    28 Mai 2020 às 21:16

    EMANUEL CEDEU À PRESSÃO DO CAPITAL.... ENQUANTO A EUROPA ABRE AOS POUCOS APÓS REDUZIR BASTANTE A CONTAMINAÇÃO...CUIABÁ ESCANCARA AS PORTAS QUANDO O BRASIL MARCA 1200 MORTES EM UM SÓ DIA?.... E MAIS, ONDE É QUE VÃO ACHAR RESPEITO E CUMPRIMENTO DAS NORMAS DE SEGURANÇA ENTRE AS PESSOAS QUE IRÃO EM BARES E RESTAURANTES????... ACHAM QUE ELAS FICARÃO USANDO MÁSCARAS DENTRO DOS LOCAIS???...UMA PENA PARA CUIABÁ...MAS OS EMPRESARIOS DO SETOR E O PREFEITO ESTÃO DANDO UM TIRO NO PÉ... O PRIMEIRO CASO CONFIRMADO DE CONTAMINAÇÃO NUM RESTAURA TE VAI FAZER ELE QUEBRAR PARA SEMPRE...SÓ A LAMENTAR ESSA DECISÃO ABSURDA E IGNÓBIL

  • Marcio Benedito de moraes
    28 Mai 2020 às 20:11

    Simples so ninguem ir a esses lugares uai

  • Maque
    28 Mai 2020 às 19:41

    Realmente, deve ser muito difícil viver sem encher a cara. Essencial, não acham? E deixa rufar o bumbo. Tá tranquilo, tá favorável, né não?

  • Cuiabano
    28 Mai 2020 às 19:24

    Irresponsavel......Sera lembrado como o paletó da mortantade! Uma pena .....poderia dar a volta por cima se continuasse preservando a vida dos Cuiabanos!! Esses mesmos que te precionam a reabrir tudo, serao os primeiros a fugir das responsabilidades quando o barco afundar ! Comerciante com raras exceções, não são solidários nem com eles mesmos!!

Sitevip Internet