Olhar Direto

Notícias / Política MT

Mendes diz que Cuiabá irá desabilitar 40 leitos de Covid-19: 'Emanuel não pode ser levado a sério'

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo / Do Local - Max Aguiar

28 Mai 2020 - 17:16

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Mendes diz que Cuiabá irá desabilitar 40 leitos de Covid-19: 'Emanuel não pode ser levado a sério'
A crise política entre o governador Mauro Mendes (DEM) e o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) segue durante a crise da pandemia e ganhou outro capitulo durante lançamento de um programa habitacional realizado no Palácio Paiaguas, na tarde desta terça-feira (28). O chefe do Executivo estadual afirmou que o emedebista não pode ser levado a sério e disse que a Prefeitura de Cuiabá irá desabilitar 40 leitos destinados à Covid-19 nos próximos dias.

Leia também
Processado por Mendes, Emanuel rebate: deveriam ajudar com o mesmo fervor dos ataques

De acordo com Mauro Mendes, um documento (leia aqui) notificando o fechamento dos 40 leitos foi encaminhado ao Ministério da Saúde e ao Governo do Estado, fato, que segundo o governador, irá contribuir com a morte de mais pessoas.

“Não dá para levar a sério um prefeito que escreve uma coisa e fala outra. Eles escreveram um documento, enviaram para o ministério, para o Governo do Estado de Mato Grosso fazendo um compromisso que iria habilitar todos os leitos do novo pronto-socorro para o Covid. Ia colocar todos os leitos do São Benedito para Covid e todos os leitos do antigo pronto-socorro para o Covid. Recebeu o dinheiro para isso e agora desabilita”, disse.

“O prefeito fala conversas fiadas, mas tem que falar daquilo que importa, que são os números. Que mostre os números e vamos fazer um debate com números, não de conversa fiada. Com o perdão da palavra, mas é muito ruim, neste momento em que pessoas estão morrendo, ele vai lá e desabilita 40 leitos”, afirmou.

O governador ainda anunciou que por causa da medida da prefeitura, irá abrir mais 30 leitos no Hospital Metropolitano de Várzea Grande, como uma forma de compensação a perca dos leitos desabilitados pela prefeitura.

A prefeitura chegou a receber o valor de R$ 5,760 milhões para manter os 40 leitos abertos por 90 dias.

Bate e rebate

Mais cedo, o prefeito Emanuel Pinheiro rebateu mais críticas de Mauro e o processo movido pelo governo do Estado. O prefeito chegou a afirmar que, ao invés de ajudar, eles “só atrapalham” e que “se destinassem equipamentos e ajuda com o mesmo fervor dos ataques gratuitos, inexplicáveis e injustos, estaríamos ainda melhores”.

“Judicializaram, alegando que a Prefeitura não permitiu que eles fiscalizassem os leitos exclusivos para Covid-19. Entreguei um plano de mitigação para eles. É muita leviandade! Devem R$ 60 milhões à Saúde de Cuiabá e não pagam. Só Deus, eu e minha equipe sabemos a dificuldade que é”, declarou o prefeito.
 
Emanuel ainda afirmou que o número baixo de óbitos na capital deve-se ao trabalho do executivo municipal, e que o governo pensa em eleição. “Cuiabá foi a única que fez este plano de prevenção, assistência e tratamento. Quando o cidadão passa mal ou acontece um acidente, ele vai para o hospital do município. É a unidade básica de saúde, policlínica, UPA, São Benedito, entre outros. Sei que o governo quer criar problemas que não existem para criar um cenário eleitoral inexistente para seus candidatos. Não estou pensando nisto, nem sei se serei candidato, quero cuidar da vida das pessoas”.
 
Ação do Estado

A ação do governo, com pedido de liminar e multa diária de R$ 50 mil por descumprimento, foi protocolizada pela Procuradoria Geral do Estado (PGE), alegando que a Prefeitura impediu, sem qualquer motivo plausível, a equipe de supervisão hospitalar de auditar as unidades, especificamente no Hospital Municipal de Cuiabá, no Hospital São Benedito e no Hospital e Pronto Socorro de Cuiabá.

11 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • josé de souza
    31 Mai 2020 às 21:05

    LÁ PARA MINHA TERRA NATAL O SENHOR GOVERNADOR NÃO MANDA NADA, NADA, A RODOVIA QUE LIGA DOM AQUINO A JACIARA ESTA CHEIOS DE BURACOS, GOVERNADOR MAURO MENDE

  • Salcheado
    30 Mai 2020 às 10:19

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Eduardo
    29 Mai 2020 às 19:55

    Só sei de uma coisa depois que Mauro entrou na prefeitura Cuiabá teve uma evolução muito grande foi um prefeito ótimo falou e cumpriu como governador eu acredito que ele quer o bem para os matogrossense.

  • PREFEITO DO COVIDÃO
    29 Mai 2020 às 11:32

    João José da Silva NÃO é hora de devolver os leitos, a pandemia não acabou, não se sabe se serão necessários ou não! PRUDENCIA E SENSATEZ NUNCA FEZ MAL À NINGUÉM!!! Mané do Paletó ta de policiticagem rasteira, se comportou assim durante toda a pandemia do virus comunista!

  • Dudu
    29 Mai 2020 às 10:55

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Josué
    29 Mai 2020 às 08:52

    Também não dá pra levar a sério um governador que promete aos militares estaduais que não deixara alíquota da previdência subir acima de 9,5 pra depois correr atrás de subir ela pra 14 %. Que palavra q tem um homem desse?

  • Revoltado
    29 Mai 2020 às 08:06

    Isso é só o começo, em tempos de eleição aparece cada coisa, depois se juntao para comer cavear e beberem wisks importados com nosso dinheiro

  • Lucas
    28 Mai 2020 às 22:45

    Vamos colocar a saúde de Cuiabá em ordem! Sem currupcao. Parabéns mm !

  • Joirço
    28 Mai 2020 às 20:55

    Pagando com a mesma moeda governador, o Senhor tbm fala, faz até vídeo e não cumpri com o que prometeu. Da o exemplo governador.

  • gustavo
    28 Mai 2020 às 20:19

    M.M é governador do estado e governador de Cuiabá também? Acabou de ser noticiado que 7 pessoas perderam a sua vida em um só dia e esse suposto politico fica querendo fechar UTI e abrir shopping.

Sitevip Internet