Olhar Direto

Notícias / Política BR

Candidata ao Senado critica Governo e AL por aprovação e sanção de 5% de descontos em mensalidades

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

03 Jun 2020 - 13:50

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Candidata ao Senado critica Governo e AL por aprovação e sanção de 5% de descontos em mensalidades
A suplente de deputada federal e candidata ao Senado Gisele Simona (Pros) criticou os deputados estaduais e o governador Mauro Mendes (DEM) pela aprovação e sanção da lei que obriga um desconto de apenas 5% nas mensalidades das escolas da rede de ensino privado, proposta que partiu da deputada estadual Janaina Riva (MDB).

Leia também
DEM diz que pandemia é foco e não libera secretários de Mendes para campanha a prefeito


Simona disse que está envergonhada e decepcionada com a aprovação e sanção da lei, que segundo ela é inconstitucional, ilegal, imoral, além de uma aberração, por ser uma matéria privativa da União e por ser "péssima para os consumidores".

A candidata ao Senado também cita que os 5% de desconto já eram concedido aos pais nos tempos normais de aula e disse que a Assembleia Legislativa “não se preocupou com a qualidade do serviço prestado, nem sequer com o caso concreto de cada uma das realidades vividas no serviço educacional nesse momento”.

A proposta inicial do projeto era de um desconto de 30%, mas após longos debates, acabou sendo aprovada no início do mês de maio com apenas 5%.

Nesta terça-feira (2), o governador Mauro Mendes sancionou a lei, que passa a valer a partir deste mês de junho.

15 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Kellen M Serra II
    04 Jun 2020 às 11:15

    Pedro, minha amigona dá aulas em renomado colégio particular. Rindo, ela diz que dá uma aulinha online e o restante fica assistindo Netflix. Home Office é férias. Têm que descontar uns 80 por cento. Conversa fiada desses capitalistas que as escolas particulares estão tendo os mesmos gastos que antes do pânico de guerra coronavirus.

  • Pedro
    04 Jun 2020 às 10:52

    Sou professor da rede privada, e continuo dando aula on line normalmente. Ou melhor, estou trabalhando mais p se adaptar. Se diminuir mensalidades, teremos q fechar as portas. Sensacionalismo desta senhora! Professores precisam das mensalidades para trabalhar!!!

  • PAGADOR DE IMPOSTOS SEM RETORNO
    04 Jun 2020 às 07:59

    REALMENTE MUITO DESPROPORCIONAL ELES RECEBEM ALTOS SALÁRIOS FAÇA CHUVA OU FAÇA SOL, TEREMOS QUE TROCAR DE ESCOLA PAGAR SEM TER AULAS FICA IMPOSSÍVEL

  • Jonathan M Serra IV
    04 Jun 2020 às 07:16

    Concordo com Gabriela CPA 4. Essa aí quer aparecer como uma ex juíza pra tentar sair candidata nas eleições futuras. Povo não é bobo e não votará nela.

  • LUIZ
    03 Jun 2020 às 21:41

    Parabéns Dra. Gisela de fato é ridícula essa Lei. Além de não ser competência do estado na prática não reduz nada pois a malícia das escolas particulares apontam no contrato valor superior ao real para forçar pagamento em dia e se atrasar cobram parcela cheia. Ou seja nada muda com esses 5% pois em regra todos já recebem descontos maiores.

  • Indignado
    03 Jun 2020 às 20:02

    Até esses dias a sra.fazia parte deste desgoverno e não enxergava os erros e falhas dele agora que saiu e é candidata oposicionista vem reclamar?

  • Gabriela Proletária CPA 4
    03 Jun 2020 às 17:36

    Esqueceu a melancia no pescoço?

  • Duarte
    03 Jun 2020 às 16:35

    Mais uma querendo fazer palanque eleitoral em tampos de PANDEMIA, lamentável....criticar é fácil quero ver agir dona Gisela, sempre querendo um espaço na mídia para aparecer, trabalhe no bastidor e menos mídia por favor

  • Fernando
    03 Jun 2020 às 15:19

    O que me pareceu foi mais um acordo entre as partes intermediado pela AL, uma vez que a porcaria do PROCON defende os empresários pela fala dessa senhora. Onde ela estava quando o Grupo Kroton transformou as aulas presenciais em EAD e continuou cobrando o mesmo valor dos alunos?

  • Dr Olavo CPA II
    03 Jun 2020 às 15:18

    Esssa aí só critica. Mas não faz nada de útil.

Sitevip Internet