Olhar Direto

Terça-feira, 14 de julho de 2020

Notícias / Cidades

Homem oferece R$ 1,5 milhão para não ir preso pela PM em Várzea Grande

Da Redação - Fabiana Mendes

06 Jun 2020 - 08:08

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Homem oferece R$ 1,5 milhão para não ir preso pela PM em Várzea Grande
Localizado com porções de maconha e munição, um homem ofereceu R$ 1,5 milhão para policiais militares em Várzea Grande  para não ser preso, e alegou que o dinheiro seria oriundo da explosão de caixas eletrônico.  A tentativa de suborno aconteceu na sexta-feira (5).

Leia mais:
Após registrar mais de 100 casos de Covid-19 em 15 dias, Prefeitura decreta lockdown

Por volta de 1h da madrugada, policiais faziam rondas pela Rua O, quando avistaram um dos suspeitos falando ao celular embaixo de uma árvore. O homem foi abordado e com ele foi encontrada uma chave de um carro que não estava no local.

Os policiais desconfiaram do suspeito, que aparentava nervosismo e pediu a ele que levasse a equipe até o veículo. A polícia foi até a Rua Boa Vista e localizou o carro VW Polo. Debaixo do banco do motorista do automóvel foi encontrado cinco porções de maconha.

Foi verificado pelos policiais que o homem havia dado o nome do irmão e que estava com uma tornozeleira eletrônica desligada desde o dia 24 de abril, ele foi preso em flagrante por tráfico de drogas.

Durante a ocorrência, outro suspeito saiu na porta de uma residência e ao se deparar com os policiais, tentou fugir. O homem foi detido, com ele foram apreendidos uma porção de maconha e uma munição calibre 765. Os dois suspeitos foram conduzidos à delegacia.

Durante a confecção do boletim de ocorrência na Central de Flagrantes, o suspeito que deu o nome do irmão, tentou subornar a equipe da PM, declarando que tem R$ 1,5 milhão oriundo de furtos a caixas eletrônicos de uma agência bancária no bairro CPA e outra no município de Poconé. 

O homem disse ainda que “pagaria qualquer um para que não fosse preso e que iria dar trabalho à Polícia Militar”.   

A Polícia Judiciária Civil vai investigar o caso.

13 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Cuiaba01
    07 Jun 2020 às 12:27

    Na matéria diz que o indivíduo deu nome falso e vocês pedem o nome dele? Ele não ofereceu dinheiro por 4 porções, mas sim pelo que ele estava fugindo, pensem.

  • Juliao Petruquio
    07 Jun 2020 às 12:07

    É óbvio que ele nao tinha essa grana. Ele falou pra blefar. Se tivesse a pm teria apreendido.

  • LUNETA
    07 Jun 2020 às 07:59

    JOSÉ LIMA, só atualizando pra vc e outros leitores que não tem conhecimento, pela lei de abuso de autoridade, aprovada recentemente, é terminantemente proibido divulgar o nome e foto de custodiados em qqer tipo de mídia.

  • Ezequiel
    07 Jun 2020 às 04:34

    Com todas dificuldade enfrentada pelas crises que o estado Atravessa e a falta de investimento no setor, os MILITARES sem RGA e GOVERNO vetou as HORAS EXTRAS RENUMERADAS podemos acreditar na Gloriosa Polícia Militar, temos de 99% efetivo tropa que trabalha faz por AMOR a profissão. parabéns a toda equipe Guarnição. Serás reconhecidas pelo Comandante.

  • SECULT
    06 Jun 2020 às 23:38

    Ah tá... 1,5 milhão... kkkkkk conta outra!!!

  • Antônio Carlos
    06 Jun 2020 às 20:00

    Em primeiro lugar R$1,50000 milhão e meio muito dinheiro ,eu acho que houve um exagero aí pela parte de alguém ,e outra se disse que tinha todo esse dinheiro e que era de roubo ,o porque os policiais não acharam esse dinheiro ,ou era só fingir em aceitar e prendelos,muito estranho ,ser preso por causa de 4 trouxinha de maconha e simples o cara e viciado e para seu uso próprio e usuário ,que história estranha ,nesse angu tem caroço kkkkkkkkkkkk.

  • Doutrinador
    06 Jun 2020 às 18:32

    Engraçado que nunca ouvi falar de prisão desse tipo com políticos envolvidos. Alguém já viu esse tipo de notícia assim membro do MPE prende em flagrante assessor de vereador ou deputado por tentativa de suborno. Ou membros do TRE prendem políticos e assessores por tentar frear andamento de processos de cassação.

  • Katy
    06 Jun 2020 às 16:14

    Fico pensando porque o cara ofereceria um milhão e meio por estar em posse de 5 porções de maconha, crime que não resultaria em prisão em flagrante apenas um Termo Circunstanciado de Ocorrência. História cabulosa Kkkkk

  • JUSTO VERISSÍMO
    06 Jun 2020 às 16:02

    Com esse dinheiro 1,5 milhão e meio eles pagar melhores advogados e nao demora muito na cadeia.

  • Que exagero
    06 Jun 2020 às 14:54

    Que exagero, um milhão e meio para não ser preso, só porque tinha porções de maconha? Ou o cara tem muito dinheiro e é procurado por outros crimes ou ele ofereceu mil e quinhentos e coisa saiu foi outro valor, na hora de oferecer.

Sitevip Internet