Olhar Direto

Quinta-feira, 13 de agosto de 2020

Notícias / Cidades

Secretário diz que não é possível aumentar testagem e sugere diagnóstico com análise clínica

Da Redação - Isabela Mercuri

27 Jun 2020 - 07:55

Foto: Reprodução

Secretário diz que não é possível aumentar testagem e sugere diagnóstico com análise clínica
O secretário de Estado de Saúde Gilberto Figueiredo afirmou que não é possível aumentar a capacidade de realização de testes e sugeriu, em entrevista realizada nesta semana, que o tratamento já comece após diagnóstico feito pelos médicos com análise clínica e exames laboratoriais, como a tomografia de pulmão.

Leia também:
Governo deve publicar ainda hoje aquisição emergencial de medicamentos para coronavírus
 
Desde a última terça-feira (9), o Estado de Mato Grosso diminuiu drasticamente o número de testes realizados todos os dias pelo Laboratório Central de Mato Grosso (Lacen), em decorrência da não renovação do contrato entre o governo federal com a empresa que fornece os equipamentos para o laboratório.
 
Para Gilberto, não há laboratórios disponíveis para dar vasão aos exames. “O Lacen já atualizou a diferença de prazo para fazer os testes, que agora é de 24h, e está fazendo por dia de 700 a 800 testes”, disse. “Mas infelizmente parece-me que pra fazer o atendimento, pra detectar o paciente só se faz com teste... e os especialistas que nos assessoram nos disseram que a principal analise é a analise clinica, o médico não precisa de um teste na mão”.
 
“Se não existisse teste ninguém seria tratado de Covid nesse pais? Com a análise clinica e tomografia já praticamente da pra concretizar”, completou o secretário. Ele voltou a dizer, ainda, que a testagem não é o que deve ser feito para ‘achatar a curva’ de contaminação, mas sim a redução de demanda pelos testes e por leitos hospitalares, com isolamento social e atendimento precoce nas unidades básicas de saúde.

14 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Elyan Cordeiro Esteves
    28 Jun 2020 às 23:20

    Por que não se faz uso dos Protocolos de Belém (Pará) e de Porto Feliz (SP)?

  • Kátia
    28 Jun 2020 às 20:47

    Na minha opinião,todos os pacientes que cheguem a um hospital ou upa com os sintomas de covid devem receber o kit para tratamento da doença pois deixar passar 7 ou14 dias para quando o paciente voltar já está com os pulmões comprometidos e ter que necessitar de internação pois se tem hospitais particulares fazendo o procedimento, já viu que os políticos se recuperam bem e não dizem wie remédio tomaram,a única coisa que sabemos é que Deus é justo e todos vamos ter que prestar contas de nossos atos ninguém leva bens materiais no caixão só levamos as coisad que fizemos de bom ou mal

  • Cleusa
    27 Jun 2020 às 19:01

    Eu nunca vi tanto despreparo, e pouco caso com a VIDA humana...Cadê os milhões que chegaram aqui?

  • LAELSON AUGUSTO DO NASCIMENTO
    27 Jun 2020 às 18:06

    Dinheiro para investir em teste tem, falta só competência. Pobre não tem acesso a tomografia Sr. Secretário!

  • Curioso
    27 Jun 2020 às 17:14

    Tá evidente que as mortes anunciadas foram por falta de tratamento precoce . Ficaram preocupados em instalar UTIs esqueceram de fazer o devia ter feito. O secretário ficou nas mãos de meia dúzia de interessados e deixou a coisa degringolá . Pior é que tá,faltando medicamento já faz tempo . Mortes por falta de medicamento. Essa é a verdade

  • Renat
    27 Jun 2020 às 16:22

    Quem Não tem dinheiro p fazer tomografia morre, por que os testes são mais baratos, o Postos de saúde Não tem médico suficiente e os que atende só se tiver com sintomas, este secretário de saude do estado está de brincadeira, o estado e os municípios receberam dinheiro do governo Federal e não estão investindo em teste, a consulta particular está cara, os remédios são caros e eate secretário deve estar de chacota com a população maorgossensse

  • alexandre
    27 Jun 2020 às 10:59

    Tá testando ninguem, tem que isolar os doentes, só tá testando quem está doente, quem vai parar no hospital, se não está, pega covid, pois é colocado junto dos casos suspeitos..

  • LUIS
    27 Jun 2020 às 10:56

    Dois pontos: 1- de fato, hoje, a análise clínica para a MAIORIA (não todos) dos casos, é suficiente para iniciar tratamento imediato. 2- isso prova que a quantidade de casos é MUITO maior que os números oficiais.

  • Eleitor
    27 Jun 2020 às 10:22

    OLHA O QUE FICA EVIDENTE É QUE ESTE SECRETÁRIO ESTADUAL DE SAÚDE TANTO QUANTO O SECRETÁRIO MUNICIPAL NÃO TEM FORMAÇÃO MÉDICA E FICA APENAS REPETINDO AQUILO QUE OUVEM...SIMPLESMENTE NÃO SABEM O QUE ESTÃO FAZENDO AI...

  • joão ninguém
    27 Jun 2020 às 10:15

    ineficácia do sus espero que o legislativo esteja trabalhando para fazer leis que faça o sus funcionar. Mas é só esse laboratório,? Já tem um teste rápido no mundo de 95% de eficacia em 10 minutos????Em alguns países que os gestores fazer acontecer, que eles são finalizadores... já estão usando esse método. .

Sitevip Internet