Olhar Direto

Notícias / Cidades

Infectologista alerta que medicamentos para Covid-19 devem ser prescritos por médico

Da Redação - Fabiana Mendes

05 Jul 2020 - 14:47

Foto: Christiano Antonucci

Infectologista alerta que medicamentos para Covid-19 devem ser prescritos por médico
Diante da pandemia do coronavírus e a divulgação de vários medicamentos para melhora da doença, o infectologista Abdon Karhawi, membro do Gabinete de Situação do Governo de Mato Grosso, alerta sobre os riscos da automedicação. Segundo ele, não se pode confiar em medicamentos que não sejam prescritos por médicos ou profissionais habilitados para isso.

Leia mais:
Comerciantes se veem de mãos atadas com segundo fechamento por Covid-19 em Cuiabá

“Existem várias medicações utilizadas na prática médica para combater o novo coronavírus. Algumas com base científica muito boa, outras com menos, mas cada médico tem autonomia para definir o tratamento adequado. É o especialista que vai avaliar qual a melhor indicação de medicação e em qual fase da doença deve ser utilizada”.

“Portanto, inutilizem as divulgações [de medicamentos para tratamento da pandemia] pelo Whatsapp ou por outras mídias sociais, como o Facebook e o Instagram”, completou.

Abdon Karhawi alerta ainda que ninguém deve se automedicar, sob risco de sérios danos à própria saúde. “Dependam sempre da prescrição médica ou de um agente de saúde para prestar atendimento. A automedicação não apenas pode causar lesões ao próprio corpo de quem dela faz uso, como pode aumentar o risco de desabastecer as farmácias de medicamentos utilizados para tratamento de outras doenças”.

Sobre a pandemia do novo coronavírus, o infectologista reafirma que a doença continua se expandindo e, por isso, é preciso se cuidar, já que ainda não existem vacinas contra ela, “embora estejamos todos torcendo para que isso aconteça em um curto espaço de tempo”.

Para evitar que sejam contaminadas pelo novo coronavírus, ele orienta as pessoas a manter o distanciamento social. “Este é o meu recado. Previnam-se. Quem puder ficar em casa, fique. Se isole, porque, por enquanto, a melhor forma de prevenção é não manter contatos com outras pessoas”, conclui.

11 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Olavo
    06 Jul 2020 às 06:34

    Se não tem efeito, pq o governo confiscou toda a Hidroxicloroquina das drogarias de Cuiabá e várzea grande??? Papo furado, médicos de MT daí todos açougueiros... O lugar pra ter médico ruim...

  • Mário
    05 Jul 2020 às 18:26

    O FÁBIO se reporta a Porto Feliz. Olhe o boletim epidemiológico atualizado deles. Mais de 300 casos, 5 óbitos, as 10 UTI da cidade lotada. Só agora a pandemia chegou e o caos está na média dos outros lugares do país. Cidade de menos de 50 mil habitantes.

  • João Bosco
    05 Jul 2020 às 18:04

    Vi vários vídeos nos quais relatam o remédio invermectica como profilatico à COVID 19, em todos esses vídeos os médicos e pesquisadores afirmam que o continente africano e o menos acometido pela COVID 19 devido ao tempo que a população africana vem tomando invermectica para tratar várias doenças, a conclusão que esses médicos chegaram é que a invermectica também previne a COVID 19. Invermectica é um remédio razoavelmente barato em que toda população brasileira pode comprar até esperar pela cura definitiva da covid 19.

  • Fernando
    05 Jul 2020 às 17:17

    Equipe de governo mequetrefe, não é atoa que viramos o epicentro da tragédia. Fora Mauro Mentira!

  • Cidadao
    05 Jul 2020 às 16:42

    Doutor o senhor foi contratado como consultor pelo foi isso que foi divulgado!Pois, porque o senhor não sugere que o Governo disponibilize uns dez médicos para fazer a tele consulta via watzap e ai o médico já envia zap a receita para o paciente já começar o tratamento imediatamente. Porque o paciente vai a procurar do médico mais não acha e quando acha manda voltar para casa e esperar ficar ruim para depois voltar e certamente morrer ...O Governador disse que quer tratar preventivamente é só instalar a tele medicina e divulgar os números dos médicos que atenderam pelos aplicativos.

  • Galdencio
    05 Jul 2020 às 16:26

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Lucia
    05 Jul 2020 às 16:10

    Pois é... Talvez resolva consultar pacientes de risco e manda-los ficar em casa tomando dipirona, esperar a falta de ar chegar para que, então, possam procurar pelo médico de novo e ver se ainda dá tempo de ser feito algo. Ou, então, esperar que as pesquisas científicas apontem, em um ano ou dois, o remédio correto... E metade da população morra! Aafff

  • Rafael
    05 Jul 2020 às 15:55

    Hum engraçado fui na Unimed barão com sintomas de covid-19 e me receitaram parecetamol e falou se piorar vc volta resumindo se não morrer tá no lucro, graça a Deus passei por outro médico fui medicado com cloroquina e azitromicina estou bem e voltando o paladar e alfato pq se dependesse do primeiro médico talvez estaria na estatística dos mortos pelo vírus.

  • Jose Ruela
    05 Jul 2020 às 15:43

    hurum, mas a recomendação não é evitar os hospitais?

  • Fabio
    05 Jul 2020 às 15:32

    Minha esposa está com sintomas do covid 19, hj dia 05Jul20 está no quinto dia de tratamento. Ela está tomando azitromicina e invermectina. Tomou invermectina associado ao azitromicina por 04 dias, e hj tomou a 5° pastilha de azitromicina. E o resultado está bem Graças a Deus e aos medicamentos. Não procuramos atendimento médico, pois já sabemos que ia passar remédio pra febre, e mandar embora para casa, e voltar ao médico, só se piorar. Aí já é tarde, a doênça já vai estar no 3° estágio, daí fica difícil a pessoa escapar, é intubação e caixão. Quando tratado no começo, a chance de escapar é quase que 100%. Tem uma cidade a 90 km da capital de São Paulo, que o prefeito é um médico, e tratou como prevenção a população com invermectina, e aos contaminados, azitromicina com invermectina. Resumindo, só teve dois óbitos, assim mesmo porque os dois se recusaram a tomar o medicamento. Todos da saúde que tomaram invermectina não pegou esse vírus maldito.

Sitevip Internet