Olhar Direto

Terça-feira, 24 de novembro de 2020

Notícias / Cidades

Decreto proíbe abertura de motéis e obriga medidas de biossegurança para atividades de hotelaria

Da Redação - Arthur Santos da Silva

02 Jul 2020 - 17:41

Foto: Reprodução

Decreto proíbe abertura de motéis e obriga medidas de biossegurança para atividades de hotelaria
Motéis não poderão funcionar em Cuiabá até o dia 20 de julho.  Informação consta no novo decreto assinado pelo prefeito da Capital, Emanuel Pinheiro (MDB), nesta quinta-feira (2). Em contrapartida, atividades de hotelaria e hospedagem funcionarão mediante observância de medidas de biossegurança.

Leia também 
Emanuel implanta rodízio de veículos e antecipa toque de recolher em Cuiabá

 
O funcionamento das atividades de hotelaria exigirá demarcação no piso nos locais em que exigem a formação de filas, com distanciamento de 1,5m; disponibilização constante de álcool em gel 70% ou produtos similares; uso obrigatório de máscara de proteção; afixação de cartazes informativos e educativos referentes às medidas de prevenção ao novo coronavírus.
 
Ainda na lista de medidas exigidas: reforço da rotina de limpeza de toda a extensão dos empreendimentos; limpeza reiterada do sistema de ar condicionado, bem como manutenção de portas e  janelas abertas visando a constante circulação e renovação do ar natural; higienização da superfície das máquinas eletrônicas de pagamento via cartão após cada uso, bem como em todos os demais equipamentos utilizados no atendimento dos clientes.
 
Está vedada a utilização de refeitórios e restaurantes nos estabelecimentos de hotelaria e hospedagem, permitida tão somente a disponibilização de alimentação mediante serviço de quarto.
 
Além de medidas impostas aos hotéis e Motéis, o decreto municipal nº 7.975 de 02 de julho de 2020 institui o aumento do horário de toque de recolher, sistema de rodízio de veículos e também de acesso a serviços, como bancos, lotéricas e supermercados.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet