Olhar Direto

Notícias / Política MT

Governador diz que é necessário se medicar contra Covid-19 com antecedência para evitar UTI

Da Redação - Max Aguiar

09 Jul 2020 - 09:45

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Governador diz que é necessário se medicar contra Covid-19 com antecedência para evitar UTI
O governador Mauro Mendes (DEM) usou seu próprio exemplo e de outros estados do Brasil, em que segundo ele houve uma queda nos números de infectados com a Covid-19, para orientar os mato-grossenses que o ideal é se medicar logo nos primeiros dias de sintoma. 

Leia mais:
'Vetos demonstram que Bolsonaro quer a destruição dos povos indígenas', diz Rosa Neide

"Quem toma remédio cedo não vai parar na UTI". Essa é a frase do governador, durante entrevista à Rádio Meridional FM de Sinop, nesta quinta-feira (9). Segundo Mendes, quem começa com os medicamentos contra a doença logo no início nem precisará de um leito de hospital. 

"Quando ter algum sintoma do coronavírus, febre, dor no corpo, dor de garganta, você tem que procurar um médico e começar a tomar um medicamento. Quem toma remédio cedo não precisa de UTI ou não vai precisar. Quem chega em nossas unidades hoje já chegam com mais de 60% dos pulmões comprometidos. Ai fica difícil para o médico achar uma solução. Alguns suportam, outros não", disse o governador. 

Mauro ainda lembrou que se infectou da doença e se medicou com o auxílio de médicos que indicaram o uso de alguns remédios que fazem parte do chamado "kit-Covid".

"A doença foi confirmada na quarta-a noite e na quinta eu já estava tomando o medicamento. Eu não vou receitar nada pra ninguém, mas posso contar o que eu tomei. Tomei ivermectina, azitromicina, mas se agravar o pulmão você tomará um corticoide. Mas sarei, passei bem. Mas isso não foi só aqui. No Amazonas, Pará, Amapá tiveram melhora nos números porque começaram a distribuir os remédios para os pacientes tomar logo no início da doença", comentou o governador. 

Porém, o próprio governador confrma que não está sendo fácil contratar profissionais e comprar medicamentos. "Cheguei a falar com o Dória, em São Paulo, com o Caiado, em Goiás, pois lá tem laboratórios, mas não tem remédios para compartilhar. Tá difícil, mas estams buscando formas para ajudar as prefeituras a comprar os medicamentos", disse o governador.

24 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Luiz
    10 Jul 2020 às 18:10

    Só falácias se houvesse justiça deveria responsáveis crimes de responsabilidade por omissão junto com os órgãos de controle,por todos esse óbitos,por falta de planejamento estratégico, e decretos ineficiente confuso, a medida era simples mala era pedir prós municípios apresentar um cronograma das ações e bloqueio imediato dos locais bairro ruas cidades pessoas que apresentaram contaminação, não e assim que os CRETINOS fazes com febre aftosa que a bem mas difícil mas consegue, como diz Paulo jegues somos 200 milhões de trouxas

  • ADALBERTO ALVES
    10 Jul 2020 às 14:05

    Este ignorante disse que contraiu Covid-19 e foi para São Paulo se tratar.... Quem pagou os custos? Nos os contribuintes......cade a religiao Ministerio P!

  • waldomiro lopes
    10 Jul 2020 às 12:53

    ALDO e ZEZINHO, O GOVERNADOR NA RECEITOU OS QUE QUANDO REMÉDIOS QUE ELE TOMOU, APENAS DISSE QUE AO TER OS SINTOMAS TOMOU IVERMECTINA E AZITROMICINA, LOGO NO INÍCIO DOS SINTOMAS

  • Emilson
    10 Jul 2020 às 12:08

    Como? As UPAs não atendem se não estiver com sintomas, além disso, quando atende, não se encontra, em nenhuma policlínica, os medicamentos. As farmácias aumentaram, consideravelmente, os preços. Portanto, quem não tem como comprar terá sua situação agravada. Assim, irá para um hospital, será entubado, não há UTI, no fim, morre.

  • Marta
    09 Jul 2020 às 22:37

    Com certeza governador o tratamento precoce agir como antiviral evitando que paciente chegue a 2º fase inflamatória onde já dificulta a ação dos medicamentos, Mesmo assim na 2ª fase entrando com corticoide muitos pacientes tem evoluindo bem , faça uma pesquisa dos hospitais que implantarão o tratamento com medicamentos para Covid 19 a porcentagem da letalidade. No Pará houve colapso do sistema de saúde, os médicos iniciarão o tratamento com medicaçoes , Hidroxicloroquina, Ivermectina azitromicina em domicilio com 3 semanas reduziu a letalidade a zero e esvaziou a UTI e ficou chamado o milagre do Pará, Amazonas e Amapá, Itália, França e Espanha.

  • Toniel
    09 Jul 2020 às 21:35

    Estranho, a pouco não se tinha a vontade de salvar vidas, só foi acometer ele e secretário de saúde, agora quer impor tratamento antecipado, mesmo assim a soberba é tão grande, que não expõem os medicamentos que os curaram, mas, é correntino na sociedade o Ivermectina,Azitromicina,Zinco e anticoagulante vendo a auto medicação em alta e suas benesses, agora quer se impor como o atalaia, que tem a solução.

  • Marcoa
    09 Jul 2020 às 19:19

    Medicar no início é o caminho mais viável atualmente. Não é que o remédio elimina a doença, mas ajuda o organismo a se recuperar dos efeitos inflamatórios. Politizam tudo. Quem não quiser se medicar, é questão de escolha.

  • Stéfany
    09 Jul 2020 às 17:12

    O Que o Sr esqueceu de citar Sr Governador é que quem depende do SISTEMA DR SAUDE PÚBLICO não está conseguindo atendimento médico para começar o tratamento logo no início.

  • JOSELINA
    09 Jul 2020 às 16:17

    SIM TEM QUE SE MEDICAR E QUEM NAO TEM DINHEIRO PRARA COMPRAR UMA DIPIRONA E AI,PRA VCS QUE TEM DINHEIRO E FACIL,AS PESSOAS COM SINTOMAS VAI ATE UMA UNIDADE DE SAUDE PRA PEGAR O DISQUE KIT COVID E NAO ACHAM E AI......EU ESTOU COM COVID EM CASA ISOLADA FORAM NUMA UNIDADE BUSCAR O KIT DISSERAM QUE NAO TINHAM MAS COMO VAI EVITAR DE PROCURAR S HOSPITAIS COVIDARIO,SE NEM A REDE TEM MEDICACAO PARA DAR.

  • Antonio
    09 Jul 2020 às 14:18

    Como tem especialista da internet que acha que não tem estudo sobre tratamento precoce. Esse povo deve viver em NÁRNIA. Há vários relatos de médicos que vem tratando precocemente mas a população e parte da grande mídia prefere acreditar em youtubers especialista de internet. Veja vídeo do Jornalista Alexandre Garcia com um live TRATAMENTO PRECOCE SALVA VIDAS, com vários médicos que estão fazendo tratamento precoce. Não sao especialistas que vive em um quarto atrás de um computador fazendo curso de medico pelo YouTube. Procure ouvir quem realmente esta na frente ao combate desta doença.

Sitevip Internet