Olhar Direto

Quarta-feira, 05 de agosto de 2020

Notícias / Cidades

Barreiras sanitárias flagram 22 pessoas com sintomas de coronavírus em primeiro dia de fiscalização

Da Redação - Wesley Santiago

09 Jul 2020 - 15:55

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Barreiras sanitárias flagram 22 pessoas com sintomas de coronavírus em primeiro dia de fiscalização
Em seu primeiro dia de funcionamento, na quarta-feira (08), as barreiras sanitárias instaladas nas saídas de Cuiabá flagraram 22 pessoas com sintomas do novo coronavírus. No total, 2.566 pessoas foram examinadas pela equipes de fiscais da Vigilância Sanitária, nos quatro pontos estratégicos.

Leia mais:
Barreiras sanitárias começam a funcionar em quatro rodovias de Cuiabá; veja fotos e vídeos

As 22 pessoas que estavam com sintomas da Covid-19 precisaram ser encaminhadas para unidade de saúde. Todas são de Mato Grosso e assinaram um termo de consentimento se comprometendo a procurar um médico. A Vigilância Sanitária anotou os contatos dessas pessoas e encaminhará para a Vigilância Epidemiológica realizar o acompanhamento das mesmas. 

Ao longo de todo o dia, foram abordadas 1.948 pessoas a bordo de 991 carros de passeio, 287 pessoas em 143 caminhonetes, 127 pessoas a bordo de 102 motocicletas, 95 pessoas em 79 caminhões, 55 pessoas em 3 ônibus, 53 pessoas em 6 micro-ônibus ou vans e um ciclista. 

A barreira com o maior fluxo de pessoas foi a da rodovia Helder Candia (MT-010), também conhecida como Estrada da Guia, onde 1.050 pessoas foram abordadas, em 520 veículos. A maioria delas, 705, estavam em carros de passeio, 226 estavam em caminhonetes, 51 em micro-ônibus ou vans, 46 em motos e 22 em ônibus. 

Na rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251), houve a aferição de temperatura e aplicação de questionário junto a 957 pessoas a bordo de 488 veículos. Foram 861 pessoas em carros de passeio, 62 em caminhões e 34 em motocicletas. 

Na MT-040, estrada que vai para Santo Antônio do Leverger, houve a fiscalização sanitária junto a 304 pessoas, que estavam a bordo de 194 veículos, sendo 221 em carros de passeio, 43 em motocicletas, 35 em caminhonetes, 4 em caminhões e um ciclista. 

A barreira sanitária com menor fluxo foi a da BR-163/364, que liga Mato Grosso a outros estados do Centro-Oeste.  Lá foram atendidas 255 pessoas em 123 veículos. 161 pessoas estavam em carros de passeio, 33 em ônibus, 29 em caminhões, 26 em caminhonetes, 4 em motocicletas e 2 em micro-ônibus. 

O diretor de Vigilância em Saúde de Cuiabá, Benedito Oscar Campos, destaca que ninguém foi impedido de entrar na cidade pois não é este o objetivo da barreira sanitária, mas sim orientar a população quanto aos cuidados que devem tomar para prevenir o contágio pelo novo coronavírus, causador da Covid-19, e também aferir a pressão e questionar a todos sobre os possíveis sintomas da doença, para que os casos suspeitos sejam encaminhados a uma unidade de saúde, onde poderão passar por avaliação médica e realização de exames. 

“A barreira é orientativa porque a gente vai orientar os cuidados que a pessoa tem que ter para evitar se contaminar, principalmente nesse momento crítico em nosso município. E também é encaminhativa porque se ele já estiver com os sintomas característicos, ele será encaminhado a uma unidade de saúde mais próxima, que poderá já fazer os primeiros atendimentos e os exames para detectar precocemente. Se for realmente confirmada a Covid-19, já ser encaminhado para tratamento, evitando assim o agravamento dessa doença”, explica Oscar. 

Como funciona

A Prefeitura de Cuiabá informou que as barreiras sanitárias que estarão instaladas em quatro pontos estratégicos de entrada e saída de Cuiabá, a partir desta quarta-feira (8), funcionarão de maneira orientativa e preventiva. Caso a pessoa apresente sintomas da Covid-19, será orientada a procurar assistência médica em uma unidade e saúde mais próxima ou na rede privada, caso tenha convênio ou particular.

Cerca de 30 servidores da Secretaria Municipal de Saúde irão aferir a temperatura corporal dos condutores e passageiros de veículos e aplicar um questionário, no qual constarão as seguintes questões: a procedência das pessoas (será solicitado comprovante de endereço ou passagem, por exemplo), motivo do deslocamento (se a trabalho, passeio, visita familiar),verificar se apresentou febre nos últimos três dias, se apresenta sintomas como tosse, dor de garganta, dor no corpo, dor de cabeça, desconforto ao respirar, alteração ou perda de olfato ou paladar, entre outros.
 
Também será dada a orientação para que a pessoa não permaneça na cidade, caso esteja apenas de passagem. Se for visitante, terá que cumprir quarentena domiciliar por 7 dias e tomar todas as medidas preventivas, como uso de máscara, lavagem constante das mãos com água e sabão ou usar álcool em gel e outras formas de diminuição do risco de contágio.
 
Procedimento nos ônibus rodoviários
 
A barreira sanitária também irá verificar a situação dos motoristas e passageiros de transporte rodoviário coletivo. Nesse caso, o fiscal sanitário irá:
 
- Observar o uso de máscara pelo condutor e demais passageiros
 
- Oferecer máscara aos condutores que não estiverem com a mesma
 
- Aferir a temperatura
 
- Aplicar o questionário em pessoas com temperatura acima de 37,5°C

- Ler as orientações para o condutor
 
- Encaminhar o condutor a uma unidade de saúde caso esteja com febre.
 

Funcionamento
 
Entre os dias 08 e 14 de julho, das 8h às 12h e das 13h às 17h, as barreiras sanitárias estarão instaladas em quatro pontos estratégicos de entrada e saída da capital: na rodovia federal BR-163/363/070 (saída para Rondonópolis), na MT-040 (estrada para Santo Antônio do Leverger), na Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-040, estrada para Chapada dos Guimarães) e na Rodovia Helder Cândia (MT-010, que liga Cuiabá ao Norte do estado).
 

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Eleitor
    10 Jul 2020 às 09:44

    Gente circulando andando sem nenhuma necessidade deve ser pessoas que querem aproveitar as férias o isolamento sem nenhuma responsabilidade, gente tome consciência a coisa é séria, somente quem tem necessidade e precise o decreto é claro, por favor mas fiscalização nas ruas principalmente no centro de Cuiabá não podemos mas perder pessoas, por favor fiscalização oriente as pessoas pararem em casa ,vai passar mas não temos hospitais, estamos sem leitos estamos em total colapso autoridades coloquem o pessoal nas ruas ,centro avenidas, esquinas praças conscientização procurem saber se há necessidade das pessoas na rua .

  • Moacir
    09 Jul 2020 às 18:54

    Como vai funcionar no caso das cargas de mercadorias que precisam ser entregues nós estabelecimentos?????

Sitevip Internet