Olhar Direto

Quinta-feira, 13 de agosto de 2020

Notícias / Política MT

Fórum Sindical faz carreata contra reforma da previdência e acusa Gallo de ‘pisar no pescoço’ da população

Da Redação - Isabela Mercuri

14 Jul 2020 - 10:00

Foto: Reprodução / Facebook

Fórum Sindical faz carreata contra reforma da previdência e acusa Gallo de ‘pisar no pescoço’ da população
Integrantes do Fórum Sindical dos Servidores Públicos do Poder Executivo de Mato Grosso realizaram, na manhã desta terça-feira (14), uma carreata para se manifestar contra a reforma da previdência estadual. O protesto terminou em frente à Secretaria de Estado de Fazenda, e com gritos em direção ao secretário Rogério Gallo: “ Você veio do Paraná, Mato Grosso te acolheu, e agora você está pisando no pescoço da população mato-grossense”, declarou o presidente do Fórum, Edmundo Leite.

Leia também:
TJ atende pedido da Assof em recurso contra aumento de alíquota previdenciária de militares para 14%
 
Até o momento, já foi aprovada a primeira parte da Proposta de Emenda Constitucional (PEC-06), que trata da reforma da Previdência no âmbito estadual, que define o desconto de 14% do salário, inclusive do servidor aposentado, para que esse dinheiro seja colocado na previdência do estado.
 
A votação da segunda parte da reforma está para acontecer. O governo precisa dessa definição até o próximo dia 30. Pois dia 31 a reforma estadual precisará ser apresentada ao presidente Bolsonaro, em Brasília. 


A carreata e os discursos desta terça-feira (14) foram divulgados ao vivo pelas redes sociais do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT). A intenção é que a votação seja adiada, caso não haja negociação. Os carros saíram por volta das 8 horas, na região do Centro Político e Administrativo (CPA).
 
“Nós, servidores do estado de Mato Groisso, não acreditamos no que está acontecendo. Essa reforma eles querem fazer, e estão fazendo, num período delicado como esse, em que nós temos dificuldade de trazer os colegas servidores para uma carreata como essa. Estamos mostrando a indignação com tudo o que está acontecendo. Nós sabemos que a legislação federal está sendo muito dura, e aqui temos um governo ainda mais duro, que está fazendo essas mudanças neste tempo de pandemia”, afirmou Adolfo Grassi, coordenador do Fórum, em seu discurso.
 
“Infelizmente estamos aqui reunidos para lutar pela sobrevivência dos servidores públicos. O que seria da sociedade se não existisse setor publico? Será que teríamos essa organização social como é hoje?”, questionou o presidente do Sintep, Valdeir Pereira. “É humanamente impossível o ser humano ficar pensando que este é o melhor momento para se discutir uma reforma tão drástica, que vai repercutir tão gravemente na vida da população em geral”, completou. O Fórum organiza outra carreata para acontecer na próxima terça-feira, dia 21 de julho, com o mesmo propósito, também à partir das 8h da manhã.

12 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Zeca
    15 Jul 2020 às 09:17

    Servidores competentes estão trabalhando e produzindo para o estado. Essa gente aí não passa de incompetentes, inconformados com tudo sem produzir nada!

  • .
    14 Jul 2020 às 19:15

    Esse Sr. Gallo me parece um sujeito honesto e trabalhador. Os adjetivos cessam aí, considerando as ruindades ao qual coaduna. Ele se propõe a ser o baluarte dos neoliberais, prejudicando milhares de pessoas que trabalham, pagam contribuições obrigatórias e são estatutárias. Às pessoas recalcadas, que ficam aqui ofendendo os servidores e sindicalistas, deixo o conselho para que estudem e façam um concurso. Aprendam noções básicas de ética, pois o recalque de vocês transborda nesses comentários esdrúxulos. Esse secretário de esperto nada tem, pois atrai o ódio de uma coletividade, quando poderia ter chance de ser uma das maiores representações políticas da história de MT. Aprenda pessoa, dinheiro faz bem para as comodidades e confortos da vida, mas não compra apreço e consideração.

  • CUIABANO
    14 Jul 2020 às 16:47

    APOSENTAM COM 45 ANOS GANHANDO MUITO ACIMA DO TETO DO INSS, APOSENTADO NÃO RECOLHE INSS , VIÚVA NOVA TEM QUE TRABALHAR, SENDO O TRABALHADOR INFORMAL QUE TRABALHA DE DIA PARA COMER ANOITE TERIA QUE RECOLHER 20% PARA APOSENTAR IMPOSSÍVEL ESSES DEPUTADOS FAZEM LEIS INJUSTAS DEMAIS TIRA DE QUEM NÃO TEM PARA DAR A QUEM TEM MU A REFORMA JÁ DEVERIA TER APROVADO

  • Joaquim José.
    14 Jul 2020 às 13:32

    As aposentadorias dos Servidores Publico, no regime estatutário ,tem que acabar sim. É muito injusto. Quebra qualquer estado,quebra até o país .Onde já se viu aposentar,com o salário atual que o servidor recebe?? É uma Afronta, para os trabalhadores,que se aposentando pelo INSS. Ex. O servidor público que ganha 15 mil!! Ele aposenta com os 15 mil.e daí pra frente. Tem que ganhar o teto da previdência.Igual os demais Brasileiros.

  • PAGADOR DE IMPOSTOS SEM RETORNO
    14 Jul 2020 às 13:30

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Thiago
    14 Jul 2020 às 13:06

    Só 14%? Deveria ser uns 40%, todos estão no mesmo barco nesse momento difícil.

  • Ovo
    14 Jul 2020 às 12:59

    O Sr DESILUDIDO deve ser alguém ñ filiado q sempre reclama do sindicato de sua categoria (Mas recebe os benefícios da luta dos sindicalizados) e acha q o sindicato é o culpado pelas ações do governo q ele depositou seu voto. Nunca participa de quaisquer ações do sindicato e agora reclama.

  • jose
    14 Jul 2020 às 12:25

    Imagine vc servidor q votou no Bolsonaro e nas ideias do Guedes, agora não adianta chora pois os Estados são obrigados fazer a reforma da previdência por ordem dos dois. Faz arminha agora kkkkk...

  • Desiludido
    14 Jul 2020 às 12:24

    Esse corja de sindicalista só sabe fazer discurso bonito para ludibriar os incautos. Enquanto isso o Sintep continua inerte. Até hoje o sindicato não entrou com uma ação na justiça contra a taxação de 14% dos aposentados. Tenho encontrado muitos funcionários que estão revoltados e pensam em desfiliar do sindicato.

  • Moacir
    14 Jul 2020 às 11:50

    Que torne aposentadoria como voluntária. Quem quer aposentar, contribui. Ótimo. Não querem que nós aposentem, então não surrupiam o nosso salário. E aos que já estão aposentados, o problema é da previdência. Eles contribuíram uma vida toda. Inclusive muitos já até faleceram.

Sitevip Internet