Olhar Direto

Segunda-feira, 10 de agosto de 2020

Notícias / Política MT

Mesmo com veto derrubado, governador diz que não irá pagar R$ 1,1 mil a professores interinos

Da Redação - Max Aguiar

15 Jul 2020 - 14:00

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Mesmo com veto derrubado, governador diz que não irá pagar R$ 1,1 mil a professores interinos
O projeto de lei que garante o pagamento do auxílio emergencial de R$ 1,1 mil aos professores está causando muito debate entre o Poder Legislativo e Executivo. Em entrevista exclusiva ao Olhar Direto, o governador disse que já vetou o projeto porque era inconstitucional. Os deputados derrubaram o veto, mesmo assim, o dinheiro não deve ser pago.

Leia mais:
Centro de Triagem da Arena Pantanal terá 20 médicos por dia, sala de tomografia e teste rápido

O governador foi enfático na resposta. "O governo trabalha dentro dos princípios da legalidade. Nós só podemos fazer aquilo que é legal. A Assembleia aprovou uma ajuda para os professores da categoria fim. Isso está de maneira clara, simples e objetiva na Lei. Entretanto, essa categoria não existe no estado de Mato Grosso. Por isso não podemos pagar", disse o governador. 

Por outro lado, como esses professores interinos não podem receber, a Secretaria de Educação resolveu contratar 2,5 mil interinos para atuar on line e esses já irão receber no mês de agosto. Porém, ainda existem mais de 10 mil professores desamparados financeiramente. 

O deputado Lúdio Cabral (PT) participou de uma sessão extraordinária nesta quarta-feira (15) com a secretária de Educação Marioneide Angelica, e pediu que ela tivesse cooperação com os professores para poder ajudá-los, pois tem profissionais sem receber nada desde fevereiro e estão inclusive passando fome. 

A secretária respondeu que não pode fazer nenhum tipo de pagamento sem o aval da Secretaria de Fazenda e Procuradoria Geral do Estado, pois futuramente ela poderia responder por um processo administrativo, tendo em vista que ela estaria realizando um pagamento que é inconstitucional. 

Porém, vale financeiro de R$ 1,1 mil aos interinos em geral não deve ser pago. O governador foi enfático em explicar que qualquer lei de tributos e finanças que não saia do executivo é considerada inconstitucional. "Não vou forçar um secretário a ser investigado ou preso por improbidade administrativa, simplesmente porque a Assembleia quer", concluiu o governador. 

17 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Heitor
    15 Jul 2020 às 23:31

    Fico extremamente triste com alguns comentários aqui postados, pois através deles se vê a dificuldade que o professor passa diariamente mexendo com pessoas que não enxergam a realidade da vida, algumas pessoas acham que o professor não é ser humano, não precisa comer, de lazer, eu digo que professor é trabalhador e é um trabalhador que precisa diariamente ensinar 500 pessoas por dia, isso é pouco? , qual profissão o cara trabalha sozinho? O policial militar tem o colega ou alguns colegas para compartilhar o seu trabalho, o caixa de supermercado também, o garçom mesma coisa, o professor que aplica uma prova ele mesmo tem que tirar a xerox, em um sistema falido, é a profissão que menor salário recebe, se hoje eu sou um profissional liberal bem sucedido eu devo a todos os meus professores, todos os dias eu agradeço e oro pelos meus professores, muitos deles infelizmente já faleceram e foram extremamente importantes em minha vida sendo de cargo efetivo ou interino.

  • Sandro
    15 Jul 2020 às 23:18

    Que bom Dr. Reiners, vi que não aprendeu nada com os professores, temos que separar o joio do trigo, pois nem todo professor interino é esquerdista, não existe uma equação matemática ou fórmula que indique isso, se votaram uma lei na AL/MT como é ilegal? pelo visto o senhor prefere apoiar políticos milionários mutias das vezes apoiados por empresários corruptos que destroem este país que apoiar os sofridos professores que labutam sozinhos em uma educação sucateado, é uma pena ter pessoas (se é que eu posso dizer isso) não saber diferenciar trabalhadores de políticos seja de direito ou de esquerda.

  • Rogério - Advogado, eng. civil e de seg. do trabalho
    15 Jul 2020 às 23:11

    Fui professor interino dedicado de 1990 a 1994 e digo que todas as pessoas sem exceção deveria lecionar por 2 anos de sua vida para ver o quanto iria aprender (quem leciona também aprende), com isso iriam valorizar o serviço de um professor que não dispõe de um colega para compartilhar a tarefa, isto é o professor é sózinho e suas atividades não se limitam a sala de aula, é uma pena saber que o colega engenheiro eletricista não irá pagar os interinos, este não se valoriza os verdadeiros que são os profissionais da saúde e da educação, muito triste Dr. Mauro Mendes

  • Rubens Tadeu Reynaud
    15 Jul 2020 às 19:57

    Em 2022 este governador terá o troco. Vai voltar administrar a bimetal

  • Aninha
    15 Jul 2020 às 19:54

    Mauro Mendes enterrou sua carreira política definitivamente. Esqueceu de um pequeno detalhe funcionário público tem forças para eleger um governo. Revoltada com esse governador, mas ainda , conformada , porque o meu voto ele não teve.

  • Arnaldo LEITE ALBUQUERQUE
    15 Jul 2020 às 18:41

    Isso é para aqueles colegas de profissão que vota nesta cabada do verde amarelo, que caça direito trabalistas, descumpre leis quando é para o povo trabalhador mais quando é para os seus indicados sempre tem sobras, continuem voces votando no verde amarelo que já ja´viraremos todos escravos.

  • F. N.
    15 Jul 2020 às 17:55

    Já consigo ver o nosso 2023... Sem pandemia...sem crise...se Mauro... Um paraíso aqui na terra. #jamaisesqueceremos

  • Dr Reiners Moreira
    15 Jul 2020 às 17:09

    Estou vibrando. Parabéns governador. Esses interinos foram na onda do comunista Sintep, fizeram greve ilegal e merecem o que plantaram. É ilegal. Não pague. A maioria da sociedade que paga imposto te apoia. Vão pedir para Sintep te sustentar interinos. Fica a lição.

  • Trajano
    15 Jul 2020 às 17:07

    Você funcionário público estadual, municipal ou até federal, lembra-se bem no ato do voto, nunca eleja um empresário para o executivo ou legislativo, jamais pensarão no lado social, pensarão apenas em controle de despesas, nunca pelo social.

  • Walter
    15 Jul 2020 às 17:04

    Sempre fiz críticas a esse cara até porque conheço desde quando foi prefeito, cancro de dizer esse cara e prepotente, arrogante e desumano, pra quem não lembra ele decretou recuperação judicial da Bimetal e quantos pais de família ficaram sem receber e hoje num curto tempo o cara e dono de várias mineradoras, e de edtranhar

Sitevip Internet