Olhar Direto

Quinta-feira, 13 de agosto de 2020

Notícias / Cidades

Empresário é preso pela Deccor em apartamento de luxo acusado de corrupção

Da Redação - Wesley Santiago

15 Jul 2020 - 11:40

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Empresário é preso pela Deccor em apartamento de luxo acusado de corrupção
O CEO da empresa de tecnologia digital (Log Lab), Antônio Fernando Ribeiro Pereira, foi preso, em Cuiabá, na manhã desta quarta-feira (15), pela Delegacia de Combate a Corrupção (Deccor), em apoio a Polícia Civil de Goiás. Mandados de busca e apreensão também foram cumpridos no apartamento de luxo do alvo, que é acusado de corrupção.

Leia mais:
Criação da Deccor agora é lei e delegacia passa a receber recursos do Fundo Nacional da Segurança Pública

Conforme o apurado pelo Olhar Direto, os policiais da Deccor encontraram no apartamento de alto padrão grande quantidade de dinheiro em espécie (dólar e real). O valor ainda está sendo contabilizado.

A empresa de tecnologia também foi alvo de cumprimento de mandado de busca nesta quarta-feira.

As diligências seguem em andamento por parte da Polícia Civil. Ainda não foi informado se o empresário será recambiado para Goiás. A investigação é da Delegacia Estadual de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), daquele Estado.
 
A acusação contra os alvos seria de corrupção. Por enquanto, apenas a prisão do empresário foi confirmada. Ele já foi encaminhado ao Instituto Médico legal (IML) para exames de corpo de delito.
 
Ainda não foram repassados detalhes sobre a investigação, que corre em sigilo por parte da Polícia Civil de Goiás. A empresa de tecnologia tem contratos com diversos órgãos públicos, incluindo prefeituras, governos e assembleias legislativas pelo país.

Corrigida às 11h59

13 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Paulo Roberto
    21 Jul 2020 às 10:19

    A TEORIA DE TUDO "CONTRATO DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA MT!!! JÁ SE VÃO MAIS DE 100 MILHÕES COM UM CONTRATO DE SUPORTE TÉCNICO, RÍDICULO!!! SÃO 4 ADITIVOS DE CONTRATO DE SUPORTE TÉCNICO..., TAI NA MÃO "A TEORIA DE TUDO." https://g1.globo.com/go/goias/noticia/2020/07/16/diretor-da-codego-e-outras-cinco-pessoas-sao-presas-em-operacao-contra-desvio-de-dinheiro-em-goias.ghtml

  • Antonio luiz
    16 Jul 2020 às 22:53

    Tem que ficar preso em Goiás!!!!

  • Antonio luiz
    16 Jul 2020 às 22:44

    A família inteira não presta!!! Vivem dando tombo nos outros!!! Deus semroe colocam juntos os w de merecem.tanto família dele quanto da mulher.

  • Luciana
    16 Jul 2020 às 10:23

    Se procurar direitinho aqui em Cuiabá tem muitos outros contratos desse. Vai por mim, procuram q vão achar e não é pouco!

  • Edivan Silva
    16 Jul 2020 às 01:21

    QUER SER DESINFORMADO? LEIA NOTÍCIAS NA INTERNET, A MAIORIA DOS AUTORES DE MATÉRIAS SÃO ANALFABETOS FUNCIONAIS.

  • Joao Almeida
    15 Jul 2020 às 18:32

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Ze Ladravaz
    15 Jul 2020 às 17:49

    Lá a turma manda prender, por aqui a turma da 9nformática deita e rola no governo e nada acontece . Mentiram sem parar sobre a privatização e ficou por isso mesmo.

  • Jose Sandes
    15 Jul 2020 às 14:36

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • José
    15 Jul 2020 às 14:27

    O dinheiro está sendo contabilizado ou contado ?

  • Joao
    15 Jul 2020 às 13:08

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

Sitevip Internet